Por quê, Emilia?

Quatro de cinco estrelas é minha nota para esse episódio final. Para o anime inteiro, que apesar de seus problemas de ritmo em alguns arcos conseguiu ser divertido no final das contas e ainda deu respostas o suficiente para satisfazer mesmo alguém chato como eu, a nota final é 3,5 de 5, ou, em notas do MyAnimeList, que é com o que a internet se importa, 7 de 10.

Foi um longo caminho até aqui, não foi? Teve momentos em que eu queria esganar, não os personagens do anime (bom, um pouco talvez), mas os produtores. E teve alguns genuínos momentos de pura catarse. Vai deixar saudade? Para mim, não muita. É um pouquinho inovador na questão da viagem no tempo, mas viagem no tempo já não é mais tão inovadora hoje em dia, não é? E logo deixa de ser o foco do anime também, se tornando mero instrumento de enredo. O que pode incomodar mais, no final das contas, é o final do anime no meio da história.

Será que incomoda mesmo? Te incomoda? Está curioso com a continuação da história? Eu estaria mais incomodado se muita coisa tivesse ficado em aberto. Algumas coisas incomodam, mas acho que os temas gerais mais importantes foram bem fechados, então realmente não me importo que o anime tenha acabado agora. Assim, em minha análise desse último episódio me dedicarei mais ao que ele representou, e o que o anime inteiro representou, e evitarei especular sobre o que está por vir ainda. Preparado para o último artigo de episódio de Re: Zero Kara Hajimeru Isekai Seikatsu? Vamos lá!

Ler o artigo →

Caiu até uma lágrima

Estava quase tudo entrando nos eixos aqui no blog e eis que resolvi atrasar meus artigos tudo de novo! Mas bom, dessa vez pelo menos está sendo por uma boa causa, eu juro. Não digo o que é ainda, mas bem, a próxima temporada logo começa, né? Fica a dica.

E também enrolei para assistir o episódio 23 porque a internet inundou-se de spoilers (como sempre) logo após o episódio e isso me deixou sem ânimo para assisti-lo logo. Não me aprofundei nos spoilers então não sabia o que realmente havia acontecido, mas tive uma ideia (felizmente bem errada) do que fosse e fiquei completamente frustrado em antecipação. Veem como spoilers são ruins? Diga não aos spoilers.

O episódio 23 foi muito bom. Não tinha nada a ver com o que eu tinha pensado ao ver os spoilers, ao mesmo tempo em que tinha tudo a ver com o que eu vinha pensando assistindo o anime. É isso que eu chamo de recompensar o espectador: atender positivamente as expectativas da sua audiência mais atenta, permitindo-a antecipar fatos ou comportamentos. Isso é muito importante principalmente no gênero do mistério e em histórias que possuem mistérios e suspenses como elementos centrais. É o caso de Re: Zero, e é em grande parte porque eu acho o anime manco: ele apresenta mil elementos mas nada têm consequência. Em parte é falta de tempo, o original é bem mais longo que o anime afinal, mas tem muito a ver com as escolhas narrativas do autor também. Enfim, o episódio 23 foi muito bom e o 24 foi continuação direta dele. E abaixo estão os meus comentários sobre eles.

Ler o artigo →

Quase fiquei com pena da Baleia vendo esse olho

Como se uma caça à baleia não fosse apologia ao crime suficiente, o episódio 21 deu um passo além. O que é um pouco de desmatamento, não é mesmo? E no 22 os heróis destruíram cavernas naturais, sem a menor preocupação pelo bioma que talvez as habitasse ou quem sabe por seu valor arqueológico. Poxa vida Japão, e eu que sempre achei que você fosse um país mais preocupado com preservação…

Obviamente estou brincando, ok? Não que esses episódios não tenham sido um pouco chocantes, mas certamente não foi por essa razão.

Ler o artigo →

PUNCH_Re_Zero_Kara_Hajimeru_Isekai_Seikatsu_-_18_FullHD.mp4_20160816_180017.541

O título acima é uma referência a uma das mais lindas passagens bíblicas que se encontra na primeira epístola de Paulo aos Coríntios no capítulo de número 13 (mais precisamente no versículo 7) no qual o Apóstolo Paulo de forma inspirada discorre sobre um dos mais nobres e complexos sentimentos que é o amor.

Este belo sentimento é o tema central deste artigo que retrata uma cena importante do episódio de número 18 do anime Re: Zero. A cena em questão trata-se do momento em que a personagem Rem tira o Subaru do “fundo do poço” através do amor (ironicamente utilizei um texto bíblico para me referir a um amor de um demônio por um humano, Rem e Subaru respectivamente, entretanto, a raça na qual a Rem pertence não importa neste artigo e sim os sentimentos dela pelo protagonista).

Ler o artigo →

Uma convidada muito esperada

Artigo mais do que atrasado sobre o episódio 19, e adiantado sobre o episódio 20 (meu dia programado é quinta, mas faz tempo que não consigo cumprir essa data). Não é problema ou culpa de ninguém além de mim mesmo, então não vou pedir desculpa, vou apenas agradecer por estar aqui lendo. A verdade é que estou com uma dor de garganta horrorosa desde quinta-feira passada (dia 11) e não tenho conseguido sequer assistir animes direito, quanto mais escrever sobre eles. A única coisa para a qual reuni toda minha força de vontade foi a pesquisa e o artigo sobre a história do gênero garotas mágicas, que caso você ainda não tenha lido eu recomendo, ficou bem legal! Para além desse artigo, o Anime21 foi mantido ativo graças à minha dedicada equipe. Obrigado a vocês também!

Agora sobre Re: Zero propriamente dito: metade do orçamento da temporada foi pro episódio 20 né? Apesar de não ser a melhor animação que já vi em uma batalha, foi bastante movimentada, competente e divertida. Fora isso, os dois episódios não foram além do esperado após a Rem curar o desespero do Subaru espremendo a cabeça dele contra seus seios. No episódio 19 ele fez toda a negociação certinho e no episódio 20 ocorreu a batalha propriamente dita. Só para o final que o anime reservou uma surpresa. Mas dá para dizer que é esperado que hajam surpresas nesse tipo de situação também, não é?

Ler o artigo →

Já que estamos falando sobre a natureza das coisas...

Me sinto profundamente enganado após assistir esse episódio. Tudo bem, em parte isso é culpa minha. Quando saíram as notícias semana passada de que esse episódio seria mais longo, eu achei que ele seria seriamente mais longo. Eu deveria ter lido com atenção. Eu li “25 minutos” e logo entendi mais 25 minutos, o que faria desse um episódio duplo, mas na verdade era só 25 minutos mesmo, ao contrário dos tradicionais 24 minutos. O episódio 18 de Re: Zero precisava do tempo das aberturas, encerramento, e ainda mais um minuto para contar sua grandiosa história.

Que foi dividida em dois atos bastante verborrágicos que poderiam muito bem ter sido reduzidos – pelo menos em um minuto, não é? Quero dizer, a culpa é minha sim por não ter dado a atenção devida ao noticiário, mas quem foi que achou que era uma necessário fazer propaganda sobre o episódio ter um mísero minuto a mais? Dica: não fui eu. Então tem isso, né.

No episódio não aconteceu (quase) nada mas eu tenho muito o que falar. Me acompanhe!

Ler o artigo →

Meu-Anime-n-21

Edição de número 21 da coluna Meu Anime no OtakuPT! Um número especial e mágico simplesmente porque um dia decidi que o blog seria 21 também! O que será que esse número significa, hein? Não é nada importante, te garanto!