7-Mecha

O título mais correto seria: 5 animes que definiram o gênero e mais 2 que mostram o quanto ele continua vivo independente de suas franquias originais. Para os mais chatos, 4 e 3 respectivamente, hehe. Optei pela versão mais curta e menos precisa, como percebeu, e o fiz porque as alternativas são impraticavelmente longas e ainda embutem controvérsias no que é ou não é definidor do gênero, então joguei tudo no mesmo balaio e boa. O gênero Robô Gigante provavelmente é o mais japonês de todos os gêneros populares de anime, no sentido de que nasceu sem a menor sombra de dúvida no Japão. O gênero Garotas Mágicas, por exemplo, foi fortemente influenciado por seriados americanos como Jeannie é um Gênio, embora na prática o que se produz hoje em termos de garotas mágicas no Japão não encontre paralelo no resto do mundo. Com Robô Gigante se dá o exato oposto: o resto do mundo copia o Japão. Transformers nasceu como produção nipo-americana, alguns sucessos de Hollywood como Matrix emprestam elementos do gênero, e outros como Círculo de Fogo são basicamente apropriação ocidental do gênero japonês, completo com invasores desconhecidos como os de Evangelion e até o Rocket Punch de Mazinger Z.

Mas para chegarem até onde chegaram, os robôs gigantes percorreram um longo caminho ao longo de décadas em mangás e animes. A ideia de robôs e andróides não é japonesa mas já estava presente em Astroboy. Mas o robô de Osamu Tezuka ainda não era um robô gigante. Continue lendo para saber como o primeiro robô gigante surgiu e se desenvolveu até os dias de hoje!

Ler o artigo →