Qualquer carreira artística não é fácil, e por mais que se tenha determinação, nem sempre se dá para chegar ao topo. Ongaku Shoujo conta a história de um grupo musical (mais precisamente, idols) que almejam o sucesso e poder levar alegria através de suas canções às pessoas.

Elas se dedicam bastante no que fazem (treinam muito, são disciplinadas, não faltam às aulas de canto, entre outras tarefas que uma idol, ou aspirante a idol faz), mas mesmo assim isso por si só não é suficiente. Já dizia algum desconhecido que “a sorte é o encontro da capacidade com a oportunidade”, e foi isso que um grupo desconhecido de idols intitulado “Ongaku Shoujo” teve ao encontrar uma garota chamada Hanako.

Embora não saiba cantar, Hanako possui outros dotes que a fazem muito importante dentro da staff. Só o fato de uma protagonista de anime idol não saber cantar (algo básico nesse tipo de anime) dá um certo frescor a um “gênero” que é um tanto rígido no que tange a padrões (a não ser que seja uma sátira ou comédia).

Infelizmente, a parte técnica fraca e suas personagens com personalidades clichês impedem que o anime se destaque. Há coisas boas? sim. Mas os pontos negativos acabam se sobressaindo, entretanto, não é como se a série fosse uma total perda de tempo ou um lixo que merece ser jogado no limbo da história da animação. Enfim, alguns pontos positivos merecem ser ressaltados como a interação entre as personagens e a forma como a protagonista (Hanako) interage e resolve os problemas do grupo. No início, ela não foi aceita de forma unânime, o que gerou um certo conflito que deu movimento à trama.

Aos poucos, o grupo “Ongaku Shoujo” vai conquistando público e destaque no cenário idol, que é altamente competitivo. Os dramas que as personagens passam são um meio de torná-las fortes, tanto individualmente quanto coletivamente. Aliás, trabalho coletivo é fundamental em um grupo, principalmente se for heterogêneo. Elas são unidas, sempre dando apoio umas às outras quando necessário. Não há inveja de uma querer se destacar mais que a outra ou de querer derrubar rival em potencial. Há três personagens que formam uma unidade própria que já possui um certo destaque, mas nem por isso, elas se sentem superiores em relação às demais, e nem o contrário ocorre, ou seja, nenhuma das outras se sentem inferiores ou possuem inveja das garotas que estão se destacando, pelo contrário, as demais garotas que buscam o estrelato se inspiram nas suas companheiras que já estão fazendo sucesso para com o público.

Esse anime está longe de ser o melhor do seu “gênero”, mas se esforça tentando aplicar bem a “receita de bolo” já usada e que deu certo em franquias consagradas como The [email protected] e Love Live!, mas Ongaku shoujo tenta dar uma identidade própria na história e para suas personagens. De certo modo funcionou, mas não foi o suficiente para conquistar uma parcela do público (que não é pequena) que não gosta desse tipo de anime, e que está concentrada principalmente na parte ocidental do globo terrestre.

Obrigado a todos que leram esta singela resenha, e até a próxima!

Comentários