Simplesmente massa! Esse anime estava fora do meu radar há um tempo atrás, mas depois de ver os trailers fiquei curioso e busquei mais informações sobre a fonte original, para assim adicioná-lo as minhas prioridades. Só posso dizer que não me arrependi nem um pouco e me animei ainda mais, pensem numa estreia divertida? Pois é, foi essa.

Ler o artigo →

Baseada em um game de RPG para smartphones – cujas adapatações tendem ao medíocre em vários aspectos -, essa estreia me deixou pasmo por conseguir conciliar tanta coisa legal e ruim num mesmo episódio, complicando a minha impressão sobre ela, quando eu esperava apenas que começasse bem e pronto.

Ler o artigo →

Shadowverse teve uma estreia melhor do que eu esperava, muito boa para o tipo de anime que é. O card game mobile simboliza a evolução do segmento. Sei que muita gente, principalmente jogadores de longa data, preferem cartas físicas, mas mesmo eles já devem estar se rendendo a mídia digital.

Não sou um assíduo jogador de card game (sou mais um órfão do fim do sucesso de Yu-Gi-Oh!), mas gosto de alguns animes que exploram esse tipo de jogo (inclusive, tenho que colocar Cardfight!! Vanguard em dia) e dentre os que vi acho que essa foi uma das melhores estreias. Por quê? Leia abaixo!

Ler o artigo →

E Tsugumomo está de volta! Após 3 anos desde a primeira temporada, a obra retorna para a sequência de sua história. Para quem já leu o mangá, sabe bem que dependendo do que for adaptado essa temporada pode trazer muitos acontecimentos importantíssimos. Claro que tudo isso vai depender muito da quantidade de capítulos que o anime vai adaptar e claro, como vão fazer isso. No mais, pode esperar muita censura porque é mais fácil não esperar algo fiel sobre os detalhes eróticos que a obra tem.

Ler o artigo →

Infelizmente não foi desta vez que Sawamura mostrou toda a sua técnica como às. Depois de muitos episódios na seca, finalmente ele chega onde queria estar mas, por causa da pressão, acabou se rendendo e indo de mal a pior no primeiro jogo do Koshien.

Eu sempre gosto de lembrar de como Furuya ficou quando era o às, já que aconteceu a mesmíssima coisa com ele. O “plus” da situação dele é que ficou com uma injúria nos ombros, tendo que ser afastado para se recuperar.

Sinceramente, eu esperava, sim, que Sawamura fosse sucumbir, principalmente porque é uma posição que requer muito força para lidar com a pressão psicológica, tanto do treinador, quanto dos torcedores que estão na arquibancada. Não que ele não tenha, só que, na hora de agir, se sentiu nervoso. É normal, mais que imaginamos.

Ler o artigo →

Em meio a multidão de animes que surgem a cada temporada, sempre tem aqueles que surgem com umas ideias bem incomuns e que de algum jeito acabam se misturando ali para ver se colam. Esse daqui é uma dessa peças, fazendo uso de um mundo criativo e uma premissa interessante para criar uma história que ocupe os protagonistas, será que vai funcionar?

Ler o artigo →

Shironeko Project: Zero Chronicle é adaptação de um game que nunca ouvi falar, mas com a estreia do anime deixou claro qual o conceito da história, o equilíbrio entre luz e escuridão, não exatamente bem ou mal. Isso basta para tornar o anime interessante? Acho que sim, minimamente. Enfim, vamos ao texto?

Ler o artigo →

Após pouco mais de seis anos, Kingdom retorna em sua terceira temporada. As duas anteriores somam quase oitenta episódios, na verdade 77, para ser exato. E tenho que ser sincero, minha memória guardou muito pouco da trama e dos eventos que antecedem a retomada da jornada de Xin e Ying Zheng nesse ano de 2020. Mas sigo em frente, tanto sem rever as temporadas anteriores como ignorando esse fato.

Ler o artigo →

Dendro cansa minha beleza, mas eu sou feio,,, para você ver como Dendro é ruim. Mas tudo bem, dessa vez eu coloco mais a culpa na animação desanimadora, pois, de resto (tirando a inocência do “vilão” dessa reta final) até que não foi um episódio de todo ruim. Sem mais delongas, é hora de Dendro no Anime21!

Ler o artigo →

Como fiquei feliz quando anunciaram a nova adaptação para uma das minhas séries favoritas! Bem verdade que existe um risco de que tudo acabe dando errado – sim, estou olhando para você Digimon Tri -, mas a estreia fez o suficiente para me fazer crer que é possível fazer esse projeto dar certo mais uma vez.

Ler o artigo →