O que você faria se uma existência lhe oferecesse uma caixa capaz de garantir qualquer desejo? Se a sua resposta fosse, “Eu aceito”, você estaria pronto para enfrentar as consequências advindas disso?

Esse é um questionamento de Utsuro no Hako to Zero no Maria, também conhecida como HakoMari, light novel de Eiji Mikage ilustrada por Tetsuo, lançada de 2009 a 2015, e só agora próxima do fim do lançamento nos Estados Unidos pela editora Yen Press com o título The Empty Box and Zeroth Maria.

O que esperar dessa série de sete livros que tem nota elevada no Myanimelist apesar de não ter tido qualquer adaptação até hoje? Venha comigo e você saberá qual é o segredo dessa Caixa de Pandora!

Ler o artigo →

Bom dia!

Agora a máscara caiu de vez. Isao está bombardeando cidades a torto e a direito, participando pessoalmente das missões. Ele gosta de abater aviões, e seus emissários fazem ameaças diretas. Ou obedece, ou chove bomba. E se obedecer talvez chova bomba mesmo assim.

Sua armada é enorme, bem treinada, bem equipada, e ele certamente está se preparando para isso há muito tempo, reunindo recursos para a operação. Mesmo assim, uma cidadezinha no fim do mundo e que vive de extração de sal repeliu seu ataque.

Isao não é invencível.

Ler o artigo →

Hello pessoas, como estão? Espero que estejam bem. É a Bruna mais uma vez e hoje eu gostaria de falar sobre um manhwa que me fez dar uns gritos de euforia por ser muito bom. Estou falando de American Ghost Jack. Ele é uma produção sul-coreana com a temática de horror em sua constituição, com todas as cenas coloridas mantendo uma paleta de tons mais escuros; a narrativa de terror é incrivelmente boa para se ler à noite ou no início da manhã.

Ler o artigo →

Afinal, os youkais são bons ou são ruins? Boa parte dos que pesquisei geralmente apenas fazem travessuras ou ficam na deles tranquilos. Outra parte gosta de fazer o mal por conta de rancores que tiveram em vidas passadas e assassinatos envolvidos.

Claro que tem outros youkais em circunstâncias diferentes, porém nem todos são ruins. O problema que aconteceu neste episódio foi a manipulação por parte da mídia causada por uma companhia de aplicativo muito influente. Mas ele só tem influência por causa de um ser misterioso e sem nome…

Ler o artigo →

Twin Star Exorcists (Sousei no Onmyouji, no original japonês) é uma obra publicada pela revista Jump SQ (Blue Exorcist, Claymore, Platinum End, etc) desde 2013 e conta com 69 capítulos em andamento e disponíveis em português, compilados em 18 volumes. A obra teve uma versão animada em 2016 com 50 episódios produzidos pelo estúdio Pierrot (Naruto, Black Clover, etc) e sinceramente foi péssima. Geralmente, nessa coluna, eu exponho algumas diferenças entre o mangá e o anime e depois menciono alguns acontecimentos que vem depois. Mas, no caso de Sousei, nem dá para fazer isso pois a suposta adaptação foi um anime baseado na obra, com os mesmos personagens, no mesmo mundo e com um pouco da essência que o original tem.

Ler o artigo →

Bom dia!

Johannes Krauser II é um demônio que veio do inferno. Quando nasceu, a primeira coisa que disse foi “me mate!”. Ainda criança, matou seus pais e depois os estuprou. Ou estuprou eles e matou depois? Tanto faz. Agora ele é o frontman, vocalista e guitarrista do Detroit Metal City, banda indie de death metal, e planeja conquistar e destruir o mundo.

Johannes Krauser II é Souichi Negishi, um jovem adulto pacífico, que cresceu em uma fazenda e veio para Tóquio fazer faculdade, ama coisas estilosas e da moda. O sonho de Negishi é se tornar um músico famoso de pop sueco. Ele não poderia detestar mais o death metal, que não consegue compreender pois veio de um mundo totalmente diferente. E seus pais estão vivos, passam bem e se orgulham do filho.

Ler o artigo →

Acho que a frase que melhor me define depois desse episódio é: “Eu só sei que de nada sei”. Grimms Notes chegou no ponto inicial de seu clímax com o anúncio do grande plano de Curly e Loki, cuja periculosidade não dá para dimensionar por conta das ações variadas dos inimigos – esses que também não sabemos o que pretendem de fato com o poder que estão tentando tomar a força.

Diferente do esquema já conhecido por nós, o pano de fundo dessa zona se ateve a uma figura histórica e não um “conto de fadas”. A família Tao ajuda os soldados liderados por Joana D’Arc no combate contra os Chaos Tellers que atacaram “do nada” e com isso vão descobrindo o que envolve a história da garota.

Ler o artigo →

Fuutarou está numa enrascada. Teoricamente, está comprometido com a Nino e com a Ichika para a dança na fogueira. Além disso, está preso com a Ichika dentro de um armazém. Ou seja, não bastava ele estar cansado de trabalhar, tinha que ficar preso num local onde provavelmente irá passar muito frio e não irá conseguir descansar. No fim, cada vez mais vemos que nosso querido protagonista está conseguindo se entrosar com as garotas e assim, conseguindo um nível de cooperação melhor.

Ler o artigo →

Estamos saturados de produções com vampiros. Vampiros podem ser criaturas que bebem sangue para sobreviver, e com isso, transformar a pessoa mordida em alguém de sua espécie. Vivem da noite, pois se saírem quando está claro, morrem queimados. Possuem a pele pálida, dentes e unhas afiados e se vestem de preto. Quanto mais escuro, melhor.

Mas também existem aqueles vampiros que beiram ao ridículo, que brilham quando expostos ao sol, podem viver tranquilamente entre os humanos e possuem tamanha força e inteligência que acaba sendo mais popular que a pessoa normal mais popular da escola (cof cof, Crepúsculo, cof cof).

Porém, em outubro de 2003, Kagesaki Yuna teve a ideia de criar uma historinha divertida onde uma vampira, ao invés de sugar sangue, o cria e acumula, fazendo com que cenas ora cômicas, ora dramáticas, se desenvolvam.

Ler o artigo →

Desde o começo era sabido que esse anime, devido à sua sinopse, não iria agradar aquelas pessoas muito sensíveis a temas polêmicos.Todavia, Wataten não é um anime explicitamente ofensivo e nem propositalmente vulgar. Pelo contrário, o anime em questão apresenta um clima muito leve e fofo.

Ler o artigo →