Não esgueire atrás de um zumbi no cemitério!

Bom dia!

Estou desde a primeira temporada esperando por um episódio da Tae, obrigado Zombieland!

Eu ainda lembro como o anime vinha tendo arcos para cada personagem, mas no final ainda ficou faltando a Tae e a Yuugiri. Bom, agora só falta a Yuugiri.

Mas antes de começar a história da Tae, o episódio começa com o repórter?

Ler o artigo →

Depois que as almas gêmeas Reiko e Koguma se encontraram, o mundo das duas mudou e aquelas que antes eram motoqueiras solitárias, tentando se encontrar e traçar objetivos, agora são verdadeiras companheiras para toda uma vida, partilhando esse amor em comum e singular pelas Cubs – ou como elas mesmas dizem, companheiras de Cub.

Ler o artigo →

Em mais um episódio sereno e tranquilo, o anime foca no que se tornou a vida da Sei após ser reconhecida pelo Rei e os demais nobres dali, bem como a escolha da moça em estudar mais sobre a magia e ampliar os seus conhecimentos cada vez mais, para continuar fazendo seus trabalhos como parte de Salutania.

Ler o artigo →

Que a Tsukuda seria a goleira todo mundo já sabia, mas que ela zoaria tanto antes de assumir o posto não. Aliás, para futebol society, ou até mesmo futsal, ter uma goleira com bom passe é imprescindível.

Na verdade, para o futebol de campo essa já é uma realidade, ou você acha que o Hugo do Flamengo perdeu a posição para o terceiro goleiro na ausência do titular, Diego Alves, por quê? Goleiros hoje em dia, ainda mais de times habilidosos, jogam mais passando que defendendo.

Deixando esses aspectos técnicos de lado, Cramer teve o episódio esperado, findando sua transição ofensiva em alta velocidade rumo ao primeiro campeonato, enquanto levantou uma questão “interessante”, no futebol o que se sobrepõe é a raça (a força física) ou a arte (o talento)?

Ler o artigo →

É irônico como se tem algum lugar nesse mundo com multidões querendo sair então esse lugar são as prisões. Elas estão lotadas de pessoas com essa intenção. Mas o que vemos nesse episódio é justamente o oposto, um personagem querendo adentra-la. Mas por pouco tempo, só até conseguir aquilo que lá foi buscar.

Ler o artigo →

Imagino que você tenha simpatizado com o irmão do Shin no início do episódio e ficado confuso no final, não vou dar spoilers, só garanto uma coisa, é uma treta cabulosa, que faz parte da construção do herói em aspectos que vão além de sua personalidade aparentemente fria.

Nada novo aí, o interessante é a forma como a situação é construída. Há muito o que comentar nesse episódio sobre a expansão de mundo que foi feita e o problema revelado (estava fácil demais “apenas” segurar uma guerra até um fim marcado, né?), então não percamos mais tempo!

Ler o artigo →

Depois de ver bastante da dupla Emilico e Kate, já estávamos ansiosos para entender melhor as outras pessoas da mansão e que tipo de relação elas tem entre si, para assim começar a juntar as peças e encaixá-las nesse jogo obscuro comandado pelos adultos da família Shadow – e que até então pouco parecem se importar com qualquer uma dessas crianças.

Ler o artigo →

Novo episódio, novo arco, novos personagens e porque não, uma nova Diva. Na singularidade que nos traz a doce Ophelia aos holofotes, a protagonista mostra um outro lado de si que ninguém esperava ver, como resultado do trauma causado pela tragédia com o Saeki e a Grace. Será que essa mudança inesperada vai prejudicar ainda mais a missão, ou aqui houve mais um mal que veio para bem?

Ler o artigo →