Beast Tamer (Yuusha Party wo Tsuihou sareta Beast Tamer, Saikyoushu no Nekomimi Shoujo to Deau) é um anime do estúdio EMT Squared que adapta o mangá/a light novel escrita por Suzu Miyama e ilustrada por Moto Shigemura (mangá) e Hotosouka (light novel). Segue abaixo a sinopse extraída da Crunchyroll (o streaming oficial do anime).

 

“Rein é um domador de feras que lutou ao lado do Herói para derrotar o Rei Demônio, até o dia em que seus colegas decidem expulsá-lo do bando. Ele então decide se aventurar sozinho, quando encontra uma garota chamada Kanade sendo atacada por um monstro. Rein tenta salvá-la, mas a garota derrota o monstro em um só golpe, revelando-se membro da Tribo dos Felinos Espirituais, uma das raças mais fortes do mundo! Rein então decide “domar” a garota, firmando um contrato com ela, e os dois partem em uma jornada. Mas a força estrondosa da garota-gato não passará despercebida por muito tempo…”

Ler o artigo →

Começo tranquilo é o c*ralho, Boku no Hero já recomeçou botando o pé na porta, dessa vez com direito a ataque dos heróis contra os vilões, mas também, não teria como ser diferente depois dos feitos do Shigaraki e da revelação de seu plano: destruir a “instituição” herói.

Ler o artigo →

Eternal Boys (Eikyuu Shounen) é um anime original do estúdio LIDENFILMS sobre idols tiozões. Sim, foi isso mesmo que você leu, idols tiozões. Segue abaixo a sinopse extraída, traduzida e adaptada do Myanimelist.

 

“A história acompanha seis homens de meia-idade que já experimentaram os prazeres e os dessabores da vida. Uma empresa de entretenimento decide formar um grupo idol com esses homens em que eles terão que enfrentar as barreiras da idade, de seus próprios corpos e também das paradas musicais.”

Ler o artigo →

Uchi no Shishou wa Shippo ga Nai (My Master Has No Tail) é um anime do estúdio LIDENFILMS que adapta o mangá de TNSK. Segue abaixo a sinopse extraída, traduzida e adaptada do HIDIVE (o streaming oficial do anime).

 

“Ao longo das eras os tanukis, criaturas sobrenaturais que se transformam, adoravam pregar peças nos humanos. Uma sapeca tanuki, Mameda, não é diferente, mas ela tem um problema. Mameda não nasceu nos velhos tempos, mas na era moderna em que os humanos são mais sagazes. Como ela pode se dar bem se as peças que prega são coisa do passado? É ao encontrar a misteriosa Bunko, uma mestre rakugo (arte tradicional e popular de contação de histórias) que Mameda decide usar o rakugo para enfeitiçar a humanidade, mas primeiro a traiçoeira tanuki precisa convencer a excêntrica Bunko a tomá-la como sua aprendiz.”

Ler o artigo →

Depois de um tempão sem publicar nada sobre mangás, volto pela segunda vez no mês para comentar sobre tudo o que li. Infelizmente, com a correria do dia a dia, não foram muitas coisas que acompanhei, mas o que consegui seguir com pelo menos um capítulo vou comentar!

No artigo passado, não tinha saído o capítulo 67 de “Ao no Hako”, ou seja, o que deveria ter lançado dia 4 ou 5 de setembro, não foi ao ar, desfalcando. Li apenas dois dos quatro capítulos que saíram mas, como é rápido de ler, já já chego lá! Estou atrasada em “Kuroiwa” também, acho que em dois capítulos da mesma forma que o mangá supracitado.

Enfim, é agora que vem o artigo de verdade!

Ler o artigo →

Não fossem as apresentações ao final do episódio esse teria sido um arco de treinamento clássico, e um dos bons, que meio que justificou o resultado omitido cinicamente no final. A gente sabe que elas vão ganhar, não tem como alguém igual a Margarete-chan ganhar da Liella! em uma competição musical e ao longo do artigo explicarei o porquê.

Ler o artigo →