Shoujos são muito discriminados, não apenas no Japão, seu país de origem, como aqui no Brasil. Mas afinal, por que tanto julgamento por obras que se descrevem ser de “menininhas”? Por que ao contrário de diversas mulheres que conferem obras shounens, homens raramente conferem os shoujos que são lançados?

Primeiro temos que entender uma coisa: o que são obras shoujo? Assim como Kodomo, Shounen, Jousei, Seinen, Yaoi, Yuri, entre outros, são demografias, porém contendo obras mais voltadas para o público feminino. Entenda: eu disse DEMOGRAFIA, e não GÊNERO, e isso porque são lançadas em revistas cujo público alvo são meninas. Mas não se restringe a apenas isso, já que qualquer tipo de história pode ser publicada nesse tipo de revista, de romance a temas históricos/políticos.

Como a maior parte das histórias publicadas em revistas shoujo são romances, naturalmente que muita gente torce o nariz, principalmente quando vem do público masculino, porém há muitos homens, que é o caso daqui, do Anime21, que acompanham diversos tipos de anime, inclusive shoujos – e na verdade este termo só vale para mangás, e não animes, mas faz parte, a gente estende o significado para “animes adaptados de mangás shoujo”.

Para mostrar que nem tudo em shoujo é romance lindo e fofinho, envolto em histórias felizes e cheios de florzinhas, esta lista foi feita com animes, atuais ou não, adaptados de mangás shoujo (“animes shoujo”), que tratam sobre tudo e qualquer coisa, desde amizades e relacionamentos a intrigas históricas – exceto romance.

Ler o artigo →

Depois de duas semanas recomendando mangás eróticos eu resolvi trazer algo similar porém diferente. Alguns mangás de desses dois artigos (parte 1 e parte 2) poderiam figurar por aqui, mas eu preferi apresentar outras obras, afinal, mangás com essa temática é o que não falta (ok, não tem tanto quanto outros temas mas dá para o gasto). Inclusive essa lista é bem interessante pois deu para separar em duas partes: uma com professores e outra com professoras.

Ler o artigo →

Bom dia!

A jornada é um elemento narrativo tão antigo, universal e flexível que faz pouco sentido chamá-la de clichê ou tropo. Pode ser muita coisa diferente.

Jornadas eram contadas no passado distante, como a Odisseia de Homero, em que Odisseu (Ulisses, em latim) tem uma dificultosa viagem de volta para casa após a Guerra de Troia. O Êxodo bíblico, no qual Moisés guiou seu povo para a terra prometida por Deus, fugindo da escravidão no Egito. A Jornada ao Oeste chinesa, na qual o monge Xuanzang parte para a Índia em busca de textos sagrados budistas.

Jornadas ainda são contadas hoje, como a fantasia épica de O Hobbit, o trágico road movie Thelma & Louise, a fábula animada Em Busca do Vale Encantado.

E animes, claro, muitos animes. Tantos animes que eu tive que fazer uma seleção difícil, cortando várias obras que adoro em favor da diversidade de indicações nessa lista.

Ler o artigo →

Na semana passada eu fiz uma lista com 10 mangás eróticos e agora com a continuação, teremos algumas obras que ao meu ver são as melhores do gênero (das que eu li). É importante deixar bem claro que nem todas as obras presentes nesse artigo são melhores que os mangás do outro artigo. Inclusive eu não juntei os melhores numa lista só porque a outra parte ficaria num nível bem diferente e inferior, algo que não seria tão legal. Enfim, vamos a lista!

Aliás, vale destacar que aqui temos apenas recomendações e uma breve introdução sobre as obras citadas.

Ler o artigo →

Olá, bom dia! Você gosta de mangás shoujo? Gosta das adaptações em Live action que obras dessa demografia costumam receber?

Eu acho que filmes e doramas que vêm de mangás shoujo são ótimos, porque não só aproximam o público infanto-juvenil das telas do cinema e da TV, como também viabilizam atuações mais realistas, mais humanizadas, que condizem com as características que essas obras costumam ter.

Não desmerecendo as adaptações em anime, claro, mas não faz mal deixar elas para o que é mais fantasioso, né? A seguir indicarei quatro filmes de obras que até podem ter um público alvo bem definido, mas são capazes de agradar a qualquer um.

Ler o artigo →

O esporte é algo maravilhoso capaz de unir pessoas (e também dividi-las, infelizmente), de fascinar, de entreter, ou até mesmo dar sentido para a vida de uma pessoa. Muitos esportes são antigos, mas como o mundo é dinâmico, muitas atividades desportivas poderão surgir. Os animes desta lista mostram esportes que não existem, mas quem sabe num futuro muito, mas muito distante alguns deles realmente acabem se tornando reais?

Alguns dos animes apresentados apresentam esportes totalmente inventados e outros são inspirados em esportes que já existem.

Ler o artigo →

Existe uma linha tênue entre erotismo e pornografia. Muitos confundem e acabam classificando como a mesma coisa apesar das diferenças. Nessa lista, eu irei apresentar alguns mangás adultos que sim, contém erotismo ao mesmo tempo que tem sim uma história (ainda que em alguns ela seja bem fraquinha). E foi difícil fazer essa lista pois quis selecionar mangás que tivessem uma história que chamasse a atenção positivamente de alguma forma. 

Ler o artigo →

Usagi Drop

O que é família? Aparentemente não é uma pergunta muito complicada de se responder, mas devido aos mais variados tipos de respostas, acaba se tornando complicado achar um conceito definitivo. Na verdade o conceito de família é mutável e com inúmeros significados, portanto não há um modelo único de família. Do modelo “tradicional” até o mais improvável, todas elas deveriam, na teoria, ser o primeiro lugar onde se deve achar afeto, amor e um lugar seguro. Nem todas as famílias são que nem aquelas mostrada em comerciais de margarinas (felizes, harmoniosas e sem quaisquer problemas).

Assim como na vida real, todas os animes desta lista apresentam relações familiares variadas e com suas próprias singularidades.

Ler o artigo →

Na lista dessa semana o principal tema é vingança. Com dois isekais na lista, temos obras onde os protagonistas definitivamente buscam matar aqueles que lhe fizeram mal, obviamente. No geral as obras possuem um tom mais sério e pesado, até mesmo para combinar com as ambições de seus personagens. Vale salientar que nenhuma das obras presentes possui anime, ainda que três delas tenham suas possibilidades num nível razoável. 

Ler o artigo →

Uchuu Kyoudai

Bom dia!

Semana passada publiquei uma lista sobre fantasia slice of life, e dessa vez eu trago uma sequência com mais 11 animes slice of life, mas dessa vez de ficção científica.

(E mês passado o WM Souza publicou outra lista de slice of life parecida com essas, mas tematicamente mais ampla, com outros 10 animes.)

Saem magia, fadas e cenários fantásticos, entram robôs, alienígenas e o espaço sideral. Mas tanto naquela lista quanto nessa, seus mundos tão diferentes do nosso servem ao propósito de destacar a nossa profunda humanidade.

Ler o artigo →