Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Youkai Apato acabou faz um tempinho e agora vos trago uma pequena introdução sobre a obra. O anime teve 26 episódios e conta a história de Inaba Yuushi, um garoto órfão que após o dormitório de seu novo colégio pegar fogo, acaba achando um casarão para morar.

Confesso que inicialmente eu não me animei muito para assistir, mas depois de três episódios percebi que talvez valesse a pena.

Ler o artigo →

Aparência é uma coisa complicada, pois às vezes o que parece é, e às vezes o que parece é, mas também pode ser mais alguma coisa. Esse é exatamente o caso desse anime, que pela superfície parece uma obra que você poderia categorizar facilmente como genérica e apelativa, mas que se avaliar com calma e boa vontade vai ver que a obra é isso sim, mas essa é apenas uma de suas camadas, pois Imouto sae Ireba Ii é uma história certa escrita de forma torta – é mais do que parece!

Ler o artigo →

Olha, QUE EPISÓDIO DELICIOSO FOI ESSE? Eu simplesmente não sabia se chorava, se saía peladão pela casa gritando que nem um idiota, ou saía quebrando tudo numa euforia sem fim, e tudo isso enquanto estava arrepiado até a alma. Sim, eu posso estar exagerando e muito, mas esse episódio para mim foi bom num nível em que eu simplesmente ignoro todo e qualquer erro e dou um belo 10 para o anime todo. Foi épico, emocionante, as músicas casaram com as cenas e apesar de não ser a coisa melhor explicada que você verá na sua vida, não atrapalhou a satisfação que foi ver esse episódio.

Ler o artigo →

Juuni Taisen é uma das várias obras de Nisio Isin (Monogatari Series, Medaka Box, Kubikiri Circle). Fechou com 12 episódios e teve como tema o zodíaco chinês. O anime é um bom e “velho” battle Royale, que para quem não sabe, é uma história onde um grupo de pessoas (nesse caso guerreiros e mercenários) lutam entre si até a morte até que tenha um vencedor. É verdade que a obra poderia ser melhor e por conta de alguns erros bobos teve sua principal característica ameaçada e enfraquecida, mas é um anime que vale a pena conferir e eu vou explicar o porquê.

Ler o artigo →

Ballroom e Youkoso começou na temporada de verão de 2017 e terminou na temporada de outono do mesmo ano, totalizando 24 episódios – que adaptaram pouco mais de nove volumes do mangá – com um final original devido à falta de material para adaptar. Nessa resenha comentarei um pouco mais sobre o que esse anime de tema tão incomum – dança de salão – tem a apresentar para o público.

Ler o artigo →