Eu nunca sofri de insolação. Isso porque nunca fiquei em condições intensas para ter. Quem trabalha dentro de um escritório é normal que tenha água e ar condicionado para se manter fresco, mas quem trabalha em ambiente externo e não tem muito tempo para se hidratar, além de ficar muito tempo em baixo do sol, sofre. Casos de insolação são muito comuns quando há uma elevação brusca de temperatura. O corpo começa a esquentar gradualmente, e a insolação começa a partir de alguns sintomas, como tontura, vertigem e até desmaio se não estiver em condições mais “humanas” a tempo.

Não dá para imaginar o que o humano x estava fazendo no momento: se ele estava trabalhando ou se ele estava passeando, mas uma coisa é certa: a falta da hidratação correta fez com que o corpo dele entrasse em colapso, e não apenas ele se deu mal nessa história (que inclusive teve um final feliz), mas também as suas células, que se esforçam tanto para manter o seu corpo saudável.

Ler o artigo →

O episódio 24 demorou, mas chegou! Depois de uma semana sem notícias, está aí, o anime de volta. Eu tinha visto a preview deste episódio e me animei de ver bastante. Não fiquei tão ansiosa quanto esperava, mas é isso aí. O fato é que o Nezumi Otoko se casou e foi enganado. No entanto, não foi só ele, como vários outros homens (se bem que ele é um meio-youkai, mas acontece). O fato é que a mulher mais desejada por todos era, na verdade, uma youkai que engana os homens, fazendo-os relaxar e fazendo o que quiser com eles, seja bater, roubar carteira e… Bem, um anime assim não iria tão longe ao chegar em ESTUPRO, porém foi demais a ponto de mostrar como alguns homens realmente se sentem, como aquela bendita frase que várias de nós conhecemos: “MULHER NENHUMA PRESTA!” ou então a cena em que o Konaki-Jiji ficou tão ouriçado com a moça que, quando se agarrou nela, começou a ofegar e a se esfregar nela. Pois bem, vamos deixar essas coisas para lá. Isso daria bem mais que um parágrafo enorme para ficar escrevendo o quão isso pode soar absurdo.

Ler o artigo →

De alguns episódios para cá, Hataraku Saibou se tornou uma boa aula de revisão sobre algumas células que já vimos, e até mesmo de alguns tipos de antígenos. Em determinado artigo, lembro-me de ter explicado que o tipo celular que origina o macrófago é o Monócito quando sai da corrente sanguínea e vai para os tecidos. Ele é originado na medula óssea, é um leucócito granular, assim como as células T (ou Linfócitos T), e participa da fagocitose de bactérias, além de servir como apresentadora de antígenos para os Linfócitos T.

Ler o artigo →

Eu terei que pedir desculpas outra vez por causa do primeiro episódio. Na época da minha faculdade, apenas aprendemos como era escrito “células T citotóxicas” em português, não em inglês também. Em inglês ela se chama “Killer T Cell”, e como está escrito KILL em seu boné, pensei: “MEU DEUS! JÁ APARECERAM AS CÉLULAS NATURAL KILLERS?!”. E eu tive que comentar isso com uma amiga minha que também fez Biomedicina e hoje faz doutorado com um projeto sobre raio-x nas células, e ela também comentou: “NOSSA, EU TAMBÉM PENSEI QUE ERAM AS CÉLULAS NK!”. E, com isso, aprendemos que nem sempre as faculdades nos ensinam essas coisas, e sim você tem que pesquisar por si próprio alguns termos, como por exemplo: eu aprendi que CHICKEN POX é a CATAPORA ou VARICELA sozinha, então, pessoal, pesquise sempre!

Outra coisa, mas nada a ver com pesquisa desta vez. Você já percebeu que a abertura mudou de um jeito meio que inesperado? Bom, acho que é meio difícil não ter percebido uma mudança tão drástica, mas quem está cantando desta vez são: a Célula T Citotóxica principal e a Macrófago. A música toda fala sobre o papel de certas células no corpo humano, então com certeza tem detalhes a mais sobre isso, formando a segunda parte da música. Como o anime está quase acabando (snif) acho que nada mais justo do que apresentar mais algumas tarefas.

E outra coisa que eu gostaria de escrever antes de entrar no artigo em si (MAS MEU DEUS, PARA DE ESCREVER): acho que a célula Dendrítica é shotacon. Nada mais a declarar.

Ler o artigo →

Não sei se alguém percebeu, mas no anime foram mostradas três datas: 1968, 1971 e 1985. Esses anos são a representação das datas das três primeiras temporadas de Gegege no Kitarou. E todas elas mostram a vida de youkais dentro de um apartamento que existe até hoje no anime. Comecei com este fato porque achei super importante para o desenvolvimento da história, e se alguém não achou, bem… Acontece. 🙂

Ler o artigo →

Eu gosto de sempre ressaltar que este anime sempre nos traz alguma lição de moral. Não é à toa, já que é um anime de terror para crianças, não é mesmo? Acredito que o que podemos tirar deste episódio é a mesma coisa que já vimos em muitos outros: não mexa no que não é seu. Ainda estou tentando saber qual dos episódios tiveram as piores consequências até hoje, já que o anime começou jogando na nossa cara que, quando um faz uma besteira, todos pagam o pato.

Ler o artigo →

Não é a primeira vez que a Glóbulo Vermelho AE-3803 se perde neste anime, não é mesmo? Apesar dela ter se perdido em partes pontuais em meio ao seu caminho pela circulação sanguínea, conseguiu se achar de certa forma. Mas também não vamos nos esquecer que o neutrófilo U-1146 também foi de grande ajuda, principalmente quando vermes, bactérias e outros seres externos apareceram.

Na verdade, a circulação sanguínea é bastante complexa, porém não é nada de difícil de aprender. Se até mesmo uma Glóbulo Vermelho que é totalmente perdida na lua consegue aprender, nós também conseguimos! E, nossa, a comparação do coração com um templo foi fenomenal. Realmente, se não cuidarmos dele, colocaremos nosso corpo em risco, mas ainda acho que a parte mais importante do corpo humano continua sendo o cérebro.

Ler o artigo →

Em se tratando de Japão, sabemos que as estações do ano lá aparecem em épocas diferentes (aqui é: verão, outono, inverno e primavera; e lá é inverno, primavera, verão e outono). A época de polinização das flores, portanto, é diferente. Enquanto aqui no Brasil (na região Sul) acontece em final de setembro e os meses de outubro e novembro inteiros, enquanto no Japão é no início de fevereiro que as coisas acontecem. “Mas por quê?” Porque a quantidade de pólen liberada na primavera é influenciada pelas condições climáticas do verão.

No caso, a crise mais comum de alergia a pólen é “pólen do cedro”, que acontece em fevereiro. Pode ser, a princípio, confundida com uma gripe. Os sintomas, são: espirros contínuos, tosse, coriza, irritação e coceira na mucosa dos olhos, coceira e pressão nos ouvidos e febre nos casos mais graves. Também é bem comum se sentir indisposto, desanimado, irritado e totalmente desconcentrado com algo que você faria normalmente no seu dia a dia. Eu entendo muito bem quando a pessoa se sente assim, porque tenho crises constantes de alergias, resfriados, rinites, e outras coisas que poderiam fazer a minha vida melhor se não existissem (é um dos motivos de eu ter procurado um homeopata).

E, como a Célula de Memória mesmo disse: é um verdadeiro pesadelo, não só para a célula, como também para os seres humanos que convivem com essa porcaria eternamente.

Ler o artigo →