Todo mundo tem segredos, e isso é fato! O problema é quando eles começam a extravasar para os cantos que não podiam. Tohru não imaginou que o maior segredo da família Souma não era a maldição dos doze signos em si, mas sim o fato de que Akito era uma garota.

Esconder esse fato de quem não sabia é algo crucial, pois, até então, todos os deuses eram homens, e ela ser uma mulher faz com que esses laços sejam perdidos pouco a pouco. O que posso concluir então é que a maior maldição não é de 12 pessoas serem sempre “agraciadas” por animais de 12 signos e muitas delas serem deixadas pelos pais, mas é da própria Akito.

Ler o artigo →

Sim, sei que lançaram mais de um episódio de “Hataraku Saibou: Code Black”, porém achei melhor seguir à risca a quantidade de episódios para não ficar confuso.

Agora sobre mesmo o que acontece nos dois episódios: enquanto um corpo enfrenta problemas “comuns”, outro já tem problemas até mesmo de ter uma ereção. É óbvio que o Humano Y vai morrer do jeito em que se encontra, porque para depender de algo como viagra na sua idade, provavelmente é por causa do alto consumo de bebidas e cigarros.

Ler o artigo →

Estou de volta com mais curiosidades sobre corpos relativamente saudáveis (estrelando dentro do Humano X) e sobre os estragados (Humano Y). As diferenças são gigantescas e podemos perceber logo no primeiro episódio de ambas as séries.

Mas vamos com calma. O Humano Y, em alguma época, já teve um corpo saudável. Provavelmente ele deve ter adquirido esses novos hábitos depois que virou um adulto, principalmente depois de adquirir algum emprego, já que pode se drogar usando o próprio dinheiro. Com isso, também veio mais estresse, e utilizou o cigarro como uma das formas de fugir dos problemas.

Já o Humano X ainda não deve ter passado por épocas muito estressantes, devido ao fato do que o que acontece com ele até hoje é o que ocorre em alguém saudável: todo dia com ataques bacterianos, mas o sistema imunológico funcionando.

Ler o artigo →

Olá! Tem meses que não faço artigos e nem sei se devo ter melhorado a minha forma de redigir textos. Fui chamada para esta tarefa, já que cobri toda a primeira temporada de Hataraku Saibou (Cells At Work!) aqui, para o Anime21.

Embora tenha alguns erros sobre nomes de células, em alguns artigos eu corrigi as informações sobre isso, e também fiz pesquisas que duraram entre 5 a 8 horas para deixá-los completos.

E este anime é o meu carma, já que sou uma Biomédica frustrada (não consegui emprego na minha área, chutei o balde e desisti) e todas as pesquisas que fiz me lembraram do tempo em que estudei para que não conseguisse nada. Bem, acontece.

Os artigos que farei serão mais sobre curiosidades, justamente para não tomar tanto o meu tempo com relação à pesquisa, mas acredito que poderei fazer algo mais completo para complementar as informações.

Ler o artigo →

Já não é mais novidade que Honda Tohru é a mãe que muita gente com a maldição dos doze signos nunca teve, não é mesmo? O jeito doce e maternal de se portar da menina faz com que o pessoal se sinta atraído e abençoado por ter conhecido alguém tão carinhoso.

O papel que muita mãe esqueceu de exercer, a Tohru exerce. Não é pelo fato dela saber lavar, passar e cozinhar que me refiro a ela, mas porque o coração dela é tão grande que trata a todos de uma forma zelosa. Não é à toa que muita gente se sentiu salva e agradecida por conhecê-la.

Yuki é um dos que está nesta lista e, da mesma forma que Isuzu admitiu, ele também admite que a vê como uma mãe.

Ler o artigo →

Tanto o episódio 19, quanto o 20, tratam de problemas de relacionamento familiares. Não só apenas entre os integrantes da família Souma, como também da família de Kakeru e Machi (sim, os dois são irmãos, só que de mães diferentes e parece que ninguém sabia disso).

Isuzu tem problemas de se relacionar com pessoas boazinhas, pois acredita estar se aproveitando da bondade delas para satisfazer os seus desejos egoístas de atenção, cujos quais não recebeu de sua família desde os oito anos de idade, e Machi tem problemas de convivência, pois pode surtar a qualquer momento.

Ler o artigo →

Isuzu é uma das personagens enigmáticas de Fruits Basket, a qual sua história vai sendo mostrada aos poucos, e além de ser muito densa, é sofrida. Lógico que ela não quer fazer ninguém passar pelo que passou, mas já criou tanto rancor que não consegue desejar a felicidade.

Pode ser que sua frase tenha desencadeado uma reação em cadeia, mas achei o comportamento dos seus pais muito tóxico e exacerbado. Acredito que tenham guardado o sentimento de ter uma filha com a maldição dos doze signos por tempo demais, e quando Isuzu perguntou se eram realmente felizes, tudo foi por água abaixo. A infelicidade deles se tornou a da filha e assim vai.

Ler o artigo →

O episódio de viagem escolar é um dos mais famosos entre animes desse estilo. Claro, eles são adolescentes, adoram ter que fazer coisas aleatórias por aí, e poder confessar o seu amor é uma delas. Não só isso, mas também sentir coisas e descobrir outras que nunca haviam antes.

Tohru está se descobrindo ainda mais. Sobre os seus sentimentos, sobre o que pensa sobre Kyou. Yuki, embora que só um pouco, também está tendo os seus sentimentos mais claros.

Ler o artigo →

Tohru foi à residência principal dos Souma para um objetivo e acabou alcançando dois. Um deles não estava nos seus sonhos mais belos. Ela jamais contava com rever a irmã do Momiji, a qual tem ciência de quem ele seja, mas ninguém da família quer que os dois se aproximem, principalmente o pai deles, que viu sua esposa adoecer por descobrir que seu filho foi amaldiçoado por um dos doze signos.

E pelo fato de Tohru ter entrado escondida na residência, ela sabia de todo risco que estava correndo naquele momento. Ainda bem que não aconteceu nada de muito sério.

Ler o artigo →