Cinderella Girls está de volta! O que tem achado desses artigos? Envie sugestões pelos comentários!

E os animes são curtos, mas o artigo não, então vamos lá!

Ler o artigo →

Se todos os melhores animes têm um episódio de praia, Subaru não poderia não ter um, não acham? Entretanto, por que um episódio de praia não pode usar também o mar como pano de fundo, deixar os biquínis de lado e dar lugar as batalhas contra monstros, além de terminar com um cliffhanger dos bons? Se é de Subaru que estamos falando é possível, e é sobre tais escolhas que comentarei agora.

Ler o artigo →

Diablo como um otaku, teve suas experiências ruins no passado e isso acabou afetando a forma como ele lidava certo tipo de situação. E no pior episódio da obra ele tomou duas importantes decisões que mudaram o rumo da história. Shera por outro lado não teve esse direito de escolha e foi dominada pelo irmão problemático e incestuoso que possuía uma flauta perigosa. Com um incidente ruim e desnecessário, um desenvolvimento forçado e um final óbvio (ou quase), a obra se esforçou para nos trazer um péssimo episódio.

Ler o artigo →

Shoko cruza uma linha no episódio 6 de Happy Sugar Life. Uma linha sentimental, ao se abrir para Satou a tal ponto que o seu jeito amoroso e a sua honestidade comovem a jovem, que permite se convencer de que a amiga aceitará qualquer verdade que lhe for contada. O problema é que ela cruzará outra linha, a do espaço físico em que Satou vive com Shio, e certas revelações são difíceis de digerir. Muitas das peças da série são movimentadas no episódio e os passos a seguir podem definir até onde Satou está disposta a ir para manter sua doce vida feliz com Shio. O equilíbrio de uma das únicas pessoas bondosas ou sem (aparentemente) algum distúrbio da série será testado em breve. O terreno é preparado nesse ótimo sexto capítulo, apontando os conflitos próximos e esclarecendo alguns pontos do passado de Asahi e Shio.

Ler o artigo →

Bom dia!

Bem-vindo ao Café com Anime, um bate-papo que eu e Gato de Ulthar (Dissidência Pop), Diego (É Só Um Desenho) e Vinicius (Finisgeekis) temos todas as semanas sobre alguns animes da temporada. Cada um publica em seu blog as transcrições das conversas sobre um anime diferente.

No Dissidência Pop vamos acompanhar Hanebado!. No É Só Um Desenho vamos acompanhar Shoujo Kageki Revue Starlight. No Finisgeekis vamos acompanhar Happy Sugar Life. E aqui no Anime21 vamos conversar sobre Banana Fish.

Nessa edição do Café com Anime, leia a nossa conversa sobre o episódio 6.

Ler o artigo →

Em um episódio de tirar o fôlego Steins;Gate O não surpreende em nada seu público porque já era de se esperar algo excelente. Ainda que o episódio tenha tido certos defeitos, em nada eles superaram a qualidade apresentada em mais um lindo momento dessa grande história. Que se abra o Steins Gate!

Ler o artigo →

Olá! Espero que esteja tudo bem com você Caro(a) Leitor(a). Essa semana Kakuriyo no Yadomeshi entregou um de seus melhores episódios, e tinha potencial para ser o melhor, mas não foi, por conta de alguns pontos que abordarei durante o artigo. Tivemos Aoi conseguindo mais um artefato sagrado para a cerimonia, mais algumas informações de Ginji e Ranmaru. E além disso, o romance de Aoi e o Rei Tenji teve uma cena bastante interessante a qual tratarei de esmiuçar no decorrer da análise.

Pois bem, sem mais de longas, vamos ao artigo da semana.

Ler o artigo →

Bom dia!

Os japoneses continuam fugindo e os mongóis jamais esperariam que eles fossem tão resilientes. Lutaram tenazmente e venceram um batalha que tinha tudo para estar perdida: os mongóis tinham números, moral, e armas superiores. Ok, lutar no passo de uma montanha torna todas essas vantagens bastante relativas, mas ainda assim. Pelo menos por pura persistência deveriam ter eventualmente vencido sem que os japoneses fugissem – mas não conseguiram.

Tenho certeza que eles não esperam que haja um imperador na ilha também. E “um imperador”, ao invés de “o imperador”. Eu também não esperava.

Ler o artigo →

Sabe aquela música que te faz relaxar? Ou aquele filme que te deixa sorridente e/ou feliz enquanto você assiste? Bom, Komi-san te dá essa boa sensação também, algo que refresca a sua alma e pode acabar melhorando seu humor num dia ruim. E sim, eu posso muito bem estar exagerando e quando você, caro leitor(a), for ler não ter a mesma sensação que eu tenho toda vez que leio essa obra. Fato é que por ser uma leitura rápida, ter uma história simples e um traço amigável, ajuda a obra a ser uma bela opção de leitura leve e descontraída, sem grandes rodeios ou coisas difíceis de entender. 

Ler o artigo →