Braids é um mangá, mais especificamente um one-shot – animes de um só capítulo – envolvendo um mistério escolar, sendo recomendado principalmente para adolescentes ou seja, é do gênero Shounen. Além disso, mesmo envolvendo mistério, o prolongamento que a história vai dando é acompanhada de comédia. O autor é Nishio Ishin, já o responsável pela parte ilustrativa é Kawashita Mizuki e então concluída essa introdução, vamos para mais uma análise!

Ler o artigo →

Na lista dessa semana o principal tema é vingança. Com dois isekais na lista, temos obras onde os protagonistas definitivamente buscam matar aqueles que lhe fizeram mal, obviamente. No geral as obras possuem um tom mais sério e pesado, até mesmo para combinar com as ambições de seus personagens. Vale salientar que nenhuma das obras presentes possui anime, ainda que três delas tenham suas possibilidades num nível razoável. 

Ler o artigo →

Em Doten Prism Solar Car, colocar a felicidade dos outros em primeiro lugar é o que te faz ser um verdadeiro amigo. Shouta é um cara que busca isso, sempre diretamente ou indiretamente, nas alegrias e nas desavenças. Os laços que este personagem cria mudam radicalmente sua vida. Esta história cativante é de autoria de Yasuo Ohtagaki e é ilustrado pelo grande Yusuke Murata. Hora de mais uma resenha!

Ler o artigo →

Mienai hito-tachi é um mangá de 2 capítulos feito por Nagabe, que é responsável tanto pela parte escrita quanto pela ilustração. É uma história curta e com poucos personagens que mostra uma relação entre diferentes criaturas, com interações um pouco diferentes do que é visto por aí, onde a qualquer momento isso pode acabar.

Ler o artigo →

O mangá da vez é “Hot”. E quente é algo que tem muito, mas não tem mais que gelo, dá pra perceber que o título é muito bom. Quem é o responsável por esse mangá paradoxal é o Akira Amano. O mangá é centrado no hockey, um esporte que não é tão falado aqui no Brasil. A obra é só um One-shot, ou seja, só apresenta um capítulo, mas as pessoas que leram com certeza se levaram a pensar que dava pra ter mais capítulos.

Ler o artigo →

Semana passada eu fiz uma lista de aplicativos que possuem mangás, webtoons e afins (aqui). Hoje teremos a parte dois em que eu irei indicar mais alguns e citar outros tantos que existem por aí. Uma curiosidade dessa lista é que temos um serviço da indonésia que disponibiliza suas obras na língua inglesa. No mais, temos dois serviços coreanos e dois americanos com obras chinesas.

Ler o artigo →

Nessa semana teremos uma lista um pouco diferente. Hoje seria uma lista que abordaria algumas obras que possuem algum ponto em comum, mas decidi fazer diferente. Teremos uma lista que como o título expõe, são de serviços (pagos ou não) que disponibilizam webtoons, manhuas, manhwas e mangás. Inclusive, se você já conhece algum deles, talvez seja melhor ir direto para a lista!

Ler o artigo →

Katsute Kami Datta ou To the Abandoned Sacred Beasts é um mangá lançado desde 2014 pelo mesmo autor de Maybe, o mesmo de Kekkon Yubiwa Monogatari (que possui uma resenha aqui no blog). O mangá receberá uma adaptação para anime que começará no primeiro dia de julho deste ano (2019) pelo estúdio MAPPA.

Ler o artigo →

Como é de conhecimento comum, os japoneses deixam sua imaginação aflorar bastante e algumas vezes até demais. Por isso eu decidi reunir 4 obras que têm temáticas bizarras, algo que foi mais difícil do que deveria ou que eu esperava. De qualquer forma, já adianto que eu preferi não trazer obras com alto teor sexual (porque aí seria fácil demais) ou com cenas sensíveis (estupro e afins), pegando coisas mais leves na medida do possível.

Ler o artigo →

Com a aproximação da próxima temporada de animes, que terá a adaptação de Kanata no Astra como um dos lançamentos, me vem à cabeça fazer uma breve análise de Astro, um one-shot.

Este mangá foi escrito por Shinnosuke Kuji e seu enredo conta a história dos astronautas que foram para a Lua para iniciar uma missão bastante perigosa.

Ler o artigo →