Olá pessoal, aqui é o Kakeru17 e a bola da vez é um mangá ainda em lançamento do tipo de comédia que o Japão é craque em fazer: Aharen-san wa Hakarenai.

Primeiro, vamos a sinopse traduzida e adaptada do Myanimelist:

Aharen-san wa Hakarenai é uma comédia curta que segue a vida de Ridou e sua colega de classe, Aharen-san, que não consegue determinar bem o quanto de intimidade deve ter ao se relacionar com outras pessoas. Junte-se a pequena, quieta e incompreensível Aharen-san!

Ler o artigo →

Kekkon Yubiwa Monogatari é uma mangá com atualmente 7 volumes e 38 capítulos em português (40 em inglês pela Crunchyroll). Serializado desde 2014, é publicado pela revista Big Gangan, a mesma de Kuzu no Honkai (que possui anime), Goblin Slayer (terá a adaptação para anime nessa temporada que se iniciará em outubro) e High Score Girl (anime desta temporada de julho). É escrito por Maybe, mesmo autor de Tasogare Anminesia (duas temporadas de anime), entre outros. Possui os gêneros: fantasia, harém, romance, sobrenatural, seinen e ecchi. E o artigo contém alguns spoilers sobre a obra mas nada que atrapalhe a experiência.

Ler o artigo →

Jagaaaaaan é uma mangá seinen serializado desde fevereiro de 2017 na revista Big Comic Spirits (Oyasumi PunPun, Uzumaki e 20th Century Boys), uma revista seinen que costuma ter obras que tratam sobre: esportes, culinária, negócios e relacionamentos amorosos. Conta com 46 capítulos em português (57 em inglês) e 5 volumes até o momento. Os gêneros dessa obra são: mistério, drama, horror e sobrenatural. Já gostaria de avisar que esse mangá é +18 por conter extrema violência, sexo e mutilações. Os autores são Muneyuki Kaneshiro (história) que também é o criador do anime Dragon Collection, do mangá Kamisama no Iutoori, entre outros; Como ilustrador temos Kensuke Nishida que foi responsável por I Am a Hero in Nagasaki. Lembrando que essa indicação conterá spoilers da obra, mas nada que prejudique sua experiência enquanto lê.

Ler o artigo →

Hoje eu irei recomendar um mangá que para alguns pode ser bem interessante e para outros, algo a se passar longe. O nome do mangá, como o título já diz, é Dead Tube. Basicamente, a história é sobre um jogo onde você posta um vídeo num site de vídeos similar ao Youtube e compete por visualizações. Além de ter liberdade em relação ao conteúdo, você também pode ganhar muito dinheiro caso seu vídeo seja o vencedor, ou seja, temos algo parecido com a realidade onde os criadores de vídeos fazem as coisas mais idiotas possíveis para ganhar visualizações. 

Ler o artigo →

Origin é mais uma obra do autor e ilustrador coreano Boichi, o mesmo de Sun Ken-Rock, Terra Formars Gaiden: Asimov e Dr. Stone (ilustração apenas), que inclusive vai ser publicado aqui no Brasil pela Panini. A obra começou a ser serializada em 2016 e conta com 72 capítulos em português. E apesar de conter ecchi, a obra explora isso de uma forma madura ao invés do fanservice de sempre. De qualquer forma, vamos à indicação.

Ler o artigo →

Sabe aquela light novel ou mangá que possui um “nome” que na verdade é uma frase relativamente grande? Então, esse mangá faz parte dessa lista pois seu nome completo é: Yuusha ga Shinda!: Murabito no Ore ga Hotta Otoshiana ni Yuusha ga Ochita Kekka. Esse mangá possui os gêneros: ação, fantasia, ecchi, comédia, aventura e fantasia. E sobre a história: o que aconteceria se você matasse o herói da humanidade (sem querer é claro)? Bem, você pode imaginar inúmeras penalidades extremamente severas como uma sentença de morte, por exemplo, mas jamais esperaria ganhar a responsabilidade dele, não é mesmo?

Ler o artigo →

Minamoto-kun é um cara que possui uma aparência afeminada. Ele pode ser facilmente confundido com uma garota (ainda mais quando veste determinadas roupas). Porém, isso trouxe para ele outros problemas além de possíveis enganos como por exemplo ser intimidado por garotas no colégio que tinham ciúmes do seu rosto. Por isso, ele desenvolve um trauma com mulheres e até mesmo acaba indo estudar num colégio só para garotos mas quando chega o momento de ir para a faculdade sua vida muda completamente.

Ler o artigo →

Kenja no Mago é originalmente uma light novel com 8 volumes atualmente (o original mesmo é  Web Novel que possui 125 capítulos em andamento) e que possui sua versão mangá (sobre a qual iremos falar). Assim como várias obras que vem sendo lançadas nos últimos tempos, ela também faz parte do gênero isekai (protagonista morre e renasce num novo mundo). Apesar de ter uma adaptação para anime anunciada, não há informações sobre a data de lançamento ou estúdio que irá fazer.

Ler o artigo →

Kaguya-sama é um mangá seinen de comédia, romance, e por aí vai. Conta a história de Kaguya Shinomiya e Miyuki Shirogane, líderes do conselho estudantil (sendo ele o presidente e ela a vice) de um renomado colégio onde apenas a elite e algumas exceções estudam. Até aí ok, nada de interessante mas e se eu dissesse que eles se gostam mas por conta do orgulho que possuem a relação não vai para frente? E que isso torna esse mangá extremamente divertido? Ou seja, você torce para eles namorarem logo mas também torce para que continue assim.

Ler o artigo →