Quem participa de alguma prática competitiva sabe como alcançar a primeira vitória é reconfortante. Não dá só confiança, mas também ânimo para seguir na atividade praticada. Para as nossas heroínas, Haruka e Kanata, não poderia ser diferente, afinal, apesar de curto, o caminho delas para chegar até ali não foi assim tão fácil, mas foram as adversidades que se apresentaram desde o começo do anime o alicerce para essa vitória merecida, e interessante de se comentar em mais um artigo de Harukana.

Ler o artigo →

Esse episódio de Subaru me surpreendeu positivamente tanto no que se refere ao desenvolvimento de personagem, quanto a como a trama foi conduzida – abraçando a proposta clichê sem deixar de apresentar variações nem tão clichês assim –; mas ele teve um probleminha, só que pouco relevante em comparação aos acertos. Dessa vez uma Tríplice Aliança venceu uma guerra impondo respeito!

Ler o artigo →

Por que a Mayuri é sempre a última a saber? Foi o que fiquei me perguntando depois que os amigos revelam a ela o segredo – nada secreto – por trás da mudança do Okabe no último ano. Mas não é como se a garota tivesse poder para mudar algo, ou não era o que esperávamos dela. Contudo, qual era a opção dela senão tomar a frente e mudar o futuro? Se ela não fizesse isso seu arrependimento iria corroê-la de vez! A Mayuri não é inútil e provou isso nesse episódio. Que se abra o Steins Gate!

Ler o artigo →

Antes do que eu imaginava o torneio começa e a Harukana e Éclair têm suas primeiras partidas, as quais não fogem dos clichês, mas isso nem é tanto um problema, pois o confronto que importa é bem animado em mais de um sentido e também busca desenvolver as adversárias – o que pode fazer elas ganharem sua torcida. Nada melhor que uma competição quente em um anime de verão, não é?

Ler o artigo →

A luta entre Haruto e Takanori não foi grande coisa, mas, em compensação, a conversa deles pôs em palavras o que eu já vinha observando no Takanori: seu dito “amor pela Asahi, sua rixa com o Haruto e a semelhança com ele que ele enxerga na Satsuki – cada um com seu rival no amor. Nesse quinto episódio a Subaru ainda não se reuniu, mas a dificuldade apresentada evocou seu espírito outra vez!

Ler o artigo →

Existe uma antiga lenda asiática que deu origem ao festival japonês conhecido como Tanabata, nela contam que Orihime, a princesa Tecelã, foi apresentada por seu pai, Tentei, a Hikoboshi, o Pastor do Gado, e logo eles desenvolveram uma intensa paixão – a qual os fez negligenciarem suas obrigações.

Devido a irresponsabilidade do casal, Tentei decidiu separá-los, mas ao ver a tristeza da filha deixou que o casal se reencontrasse uma vez por ano, mas apenas na sétima noite do sétimo mês – dia em que se comemora o Tanabata. Mas o que esse episódio ou o título desse artigo tem a ver com isso?

Vega é a estrela que representa Orihime e Altair a que representa Hikoboshi, mas se considerarmos os sentimentos da Mayuri o que seria ela senão Vega sem Altair, uma Orihime sem o seu Hikoboshi? É ciente dessa tocante paráfrase que comentarei esse excelente episódio. Que se abra o Steins Gate!

Ler o artigo →

Há dez anos onde você, caro(a) leitor(a), estava? Caso não se lembre não tem problema, mas tenho certeza de que o autor do mangá que esse anime adapta deve lembrar bem dessa época, afinal, ele tinha acabado de finalizar a publicação da obra na famosa revista de mangás: Weekly Shounen Jump.

Sim, Muhyo e Rouji: Escritório de Consultoria Jurídica Mágica é uma daquelas obras que vêm ganhando anime vários anos após o termino da publicação do material original, o que significa alguma coisa? Não sei, talvez que ele será tão bom quanto JoJo, Ushio to Tora e outros com adaptação tardia? Espero que sim! Enfim, é hora de comentar o que vi de bom e ruim nessa estreia!

Ler o artigo →

Olá pessoal, tudo bem com vocês? Sentiram falta das protagonistas de Island aqui no blog? Eu senti, afinal, o anime começou interessante e estava programado para ser coberto aqui, o que não ocorreu devido a contratempos da equipe, mas, como prega a sabedoria popular, antes tarde do que nunca, não é mesmo? Sendo assim, convido vocês a conferirem meu artigo sobre esse anime tão misterioso.

Ler o artigo →

Harukana pode ser sobre vôlei de praia, mas não está deixando a peteca cair de jeito nenhum! Outro ótimo episódio começando o que deve ser um arco de treinamento, mas sem parar de desenvolver a relação da dupla das protagonistas, seja através de uma declaração com biquíni, ou de uma forma de chamar que expresse confiança. Àquelas que sonham alto como um bloqueio, vão e voem Harukana!

Ler o artigo →

É sério, a Satsuki e o Takanori são dois belos pês no saco! Mas eles são assim para balancear a trama, já que a Asahi e o Haruto são mais simpáticos? Quero acreditar nisso. Pelo menos é fácil de entender porque são assim: os dois são frustrados no amor. É entre vazamentos de informações e problemas para consegui-las, que a trama avança e pouco a pouco aparecem pistas para resolver esse mistério.

Ler o artigo →