Se todos achavam que a concepção de Gal to Kyouryuu era estranha, carregando um pouco do espírito insano de Pop Team Epic, já aviso que houve um engano, esse daqui definitivamente merece o posto. Olympia Kyklos chega se mostrando uma estreia bizarra e curta, porém igualmente criativa e com potencial para tentar se impor como uma boa comédia na temporada.

Ler o artigo →

Finalmente uma das últimas estreias faz a sua aparição e o seu enredo de mistérios e casos difíceis, oferecem a Fugou Keiji: Balance: Unlimited uma concorrência interessante, mas saudável – pela diferença em boa parte dos seus elementos. Se gosta de mistério, principalmente aqueles com um toque histórico e levemente realístico, eis aqui uma opção para você Sherlock.

Ler o artigo →

Unir um romance inocente a uma guerra psicológica onde o tão idealizado amor se torna uma batalha, uma guerra em que um lado sairá vencedor, e outro perdedor, é uma ideia que não poderia dar errado. E também não poderia dar mais certo.

Finalmente “Kaguya-sama: Love is War” retorna para sua segunda temporada, conseguindo sobreviver a uma época de diversos adiamentos. A primeira temporada é fogo, mas será que essa chama continua queimando? É isso que veremos aqui.

Ler o artigo →

Gente, se pescar não parece lá o supra sumo da diversão, esse anime faz mágica e subverte essa impressão negativa. Houkago Teibou Nisshi chegou quietinho, mas me impressionou bastante com o seu potencial narrativo, personagens bem carismáticas e uma singeleza que captura fácil, mesmo a pessoa mais exigente.

Ler o artigo →

Shokugeki no Souma está de volta! Confesso que o último episódio da quarta temporada já foi um excelente final pra mim, mas sempre é bom ver os personagens interagindo e cozinhando. Nada melhor do que começar com um episódio de praia, algo bem clássico em animes, mas que ainda conseguiu se diferenciar ao estilo Souma.

Ler o artigo →

Zashiki Warashi no Tatami-chan é um anime curto que sai no Cunchyroll nessa temporada de primavera de 2020, a obra é adaptação de mangá e conta a história da Tatami-chan.

Ela é um zashikiwarashi, espírito de criança que traz bonança, que muda do interior para Tóquio para passar raiva e/ou para trazer coisas boas para os outros? É o que veremos nesse anime de quatro minutos e muita reclamação!

Ler o artigo →

Simplesmente massa! Esse anime estava fora do meu radar há um tempo atrás, mas depois de ver os trailers fiquei curioso e busquei mais informações sobre a fonte original, para assim adicioná-lo as minhas prioridades. Só posso dizer que não me arrependi nem um pouco e me animei ainda mais, pensem numa estreia divertida? Pois é, foi essa.

Ler o artigo →

Baseada em um game de RPG para smartphones – cujas adapatações tendem ao medíocre em vários aspectos -, essa estreia me deixou pasmo por conseguir conciliar tanta coisa legal e ruim num mesmo episódio, complicando a minha impressão sobre ela, quando eu esperava apenas que começasse bem e pronto.

Ler o artigo →

Shadowverse teve uma estreia melhor do que eu esperava, muito boa para o tipo de anime que é. O card game mobile simboliza a evolução do segmento. Sei que muita gente, principalmente jogadores de longa data, preferem cartas físicas, mas mesmo eles já devem estar se rendendo a mídia digital.

Não sou um assíduo jogador de card game (sou mais um órfão do fim do sucesso de Yu-Gi-Oh!), mas gosto de alguns animes que exploram esse tipo de jogo (inclusive, tenho que colocar Cardfight!! Vanguard em dia) e dentre os que vi acho que essa foi uma das melhores estreias. Por quê? Leia abaixo!

Ler o artigo →