Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Exercícios físicos são fundamentais para ter uma vida saudável (é contraditório eu dizer isso, pois sou sedentário), mas não basta só isso, precisamos ter hábitos alimentícios saudáveis também. Neste artigo eu convido vocês, meus caros leitores, a se exercitar com esse anime curto.

Anitore! EX é um anime curto que sabe muito bem combinar moe e fanservice, pois as personagens, embora tenham personalidades consideradas clichês, são simpáticas e fofinhas. E o fanservice mostrado se encaixa perfeitamente com a temática utilizada. Se você quer um anime que saiba usar fanservice, esse pode lhe agradar.

Como esse anime é muito curto, obviamente não tem como desenvolver uma grande história, entretanto, as personagens, além de serem fontes de fanservice fazerem exercícios, têm um objetivo, que é o de serem idols.

O que mais me chama a atenção em Anitore! EX, é que as personagens se comunicam com a câmera, como se estivessem falando com o espectador, gerando uma interatividade interessante com aqueles que assistem ao show. Tal estratégia é uma bela jogada, não só para atrair o público, mas para fazer com que se sintam parte daquela história.

Esta resenha (tão curta quanto o anime) fica por aqui. Obrigado a todos que leram, e até a próxima!

O momento que todos esperavam! Bom, seria esse momento se Rage of Bahamut fosse um romance. Ou se o interesse romântico primário não fosse o principal antagonista da série, um vilão genocida e sem escrúpulos. Então eu totalmente entendo se você não esperava por isso.

Mas eu esperava.

Ler o artigo →

Então… Sendo sincero, eu não entendi nada. Absolutamente nada. De verdade, se era pra entender algo com esse episódio, meu intelecto não permitiu que isso acontecesse. O que rolou nesse episódio de Sagrada? Muitas coisas. E essas coisas fazem sentido? Algumas… Mas ainda sim, são confusas. Desnecessariamente confusas.

Ler o artigo →

  “O homem é um animal de barganhas: nenhum outro animal faz isso, cachorro algum troca osso com outro.”

Bem… era previsível que na verdade aquela garota fofinha que queria ser amiga de todo mundo tinha outras intenções. Mas nada muda o fato de ser um pouco surpreendente o fato dela também estar usando um tipo de estratégia para crescer no colégio, esse que, como disse o Fábio nas primeiras impressões, é um tipo de miniatura de uma sociedade, a japonesa no caso. Todos ali estão apenas querendo crescer a si mesmos (com exceção dos pseudo-figurantes), e para isso precisam usar desses métodos.

Ler o artigo →

Lidar com sentimentos é uma tarefa complicada, tanto para a pessoa que sente quanto para quem está de certa forma envolvida. E Hajimete no Gal, apesar de ter uma boa dose de humor, é um anime que tem revelado aos poucos sentimentos e revelado o porquê de certas atitudes. Nessa semana conhecemos a “gal bronzeada”, Ranko. O episódio foi dedicado a conhecermos a grande amiga de Yame.

Ler o artigo →

Opa! Tudo bom com vocês? Hoje vamos falar um pouco sobre o episódio 3 de Gamers!

A cada episódio que passa, eu não vou mentir, eu gosto mais da história de Gamers, das personagens e de toda a trama. Apesar de que, na minha opinião, ainda não é um anime 10/10, mas quem sabe ao longo de novos episódios se torne, não é mesmo?

Ler o artigo →

Vou escrever semanalmente sobre Centaur no Nayami! Esperava por essa? Aposto que não! Eu não sou exatamente um fã da moda garota monstro. Eu já cobri Monster Musume aqui no Anime21, mas foi em grande parte pra escrachar o anime. Faço dessas de vez em quando. Ouvi falar bem de Demi-chan wa Kataritai, que também teve cobertura aqui, dessa vez pelo Poketoty, mas ainda não assisti até hoje (está em minha lista, juro!). E de Centaur no Nayami eu não esperava nada. Nada bom, pelo menos.

Mas o anime começou e eu comecei a ler coisas curiosas sobre ele. Não os clichês de garotas monstro normais, mas um certo “comentário social”, se é que dá para chamar assim, sobre discriminação, enfim, coisa que Demi-chan já tinha feito. Mas nesse caso parecia estar chamando mais atenção (não necessariamente positiva). Quis saber por quê. Assisti e não me arrependi.

Ler o artigo →