Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Em 1994, um homem berrou a seguinte frase: “É TETRA!! x4”. Exato! Eu estou falando de ninguém menos que Galvão Bueno, um narrador extremamente dependente de atenção — assim como um bebê de 3 anos. Porém, esse não é um artigo sobre o Galvão — até porque se fosse eu provavelmente seria processado — na verdade, estou aqui com a minha cara lavada para resenhar sobre o episódio final de Sagrada; episódio esse que me fez gritar “É TETRA!!” igual um certo narrador — que não citarei mais o nome por medo de ser processado.

Ler o artigo →

Grand finale! Exato! Esse episódio de Sagrada foi o “grand finale” desse arco final com tantos altos e baixos. Sendo sincero, de todos os 23 episódios esse com toda certeza foi o melhor. Encerrando a disputa ideológica que surgiu no último episódio, Kei utilizou de todos os seus artifícios — e habilidades convenientes de seus amigos — para finalmente conseguir “convencer” Urachi. Apesar desse arco ter sido altamente prejudicado pelo episódio 21 (que ironia, não?), o seguimento dele foi muito bom. Se no fundo do meu coração eu conseguisse ignorar a existência daquele episódio feito por toupeiras, tenho certeza que amaria com todo gosto esse arco final de Sagrada Reset.

Ler o artigo →

Apesar do último episódio ter sido horrível e extremamente conveniente, quase que estragando por inteiro todo plot desse arco atual de Sagrada, não irei deixar ‘aquilo’ interferir ‘aqui’. Eu falei mal do episódio 21 no artigo sobre o episódio 21, então, mesmo que eu acredite fortemente que esse arco não faça mais sentido por conta das conveniências e furos do último episódio, eu irei falar apenas do episódio 22 — isoladamente — neste artigo sobre o episódio 22. Sendo assim, olhando para o episódio 22 e esquecendo totalmente do episódio 21, eu diria que não foi ruim; o episódio 22 foi completamente bom.

Ler o artigo →

Conforme a Bíblia — eu realmente não me apego a tantos detalhes —, “Depois da tempestade, vem a bonança”. Ou seja, depois de uma fase ruim, vem a fase boa. Entretanto, meus caros leitores, Sagrada Reset é um anime revolucionário e, como um bom revolucionário, foi contra essa expressão padronizada, invertendo-a completamente, fazendo ela recomeçar do zero. O que eu quero dizer com isso? Para Sagrada, o certo seria: “Depois da bonança, vem a tempestade”. Bom, trocando em miúdos, depois de três episódios verdadeiramente bons — um hat-trick — tivemos um episódio nostálgico; um episódio que nos faz lembra do início de Sagrada. Exato! Um episódio ruim!

Ler o artigo →

O que é isso?! Ei, Sagrada Reset-chan, o que está acontecendo com você?! T-Três bons episódios seguidos?! É inacreditável, mas está acontecendo! Parece que nesta reta final, Sagrada está tentando mostrar o seu verdadeiro potencial. Sendo sincero, se os dez episódios iniciais do anime não tivessem sido gastos em absolutamente “nada”, tenho certeza que gostaria muito mais de Sagrada.

Enfim, falando deste episódio em questão (20), apesar de paradão, ele teve uma vibe estranhamente melancólica. Será que eu consigo encher linguiça escrevendo sobre ele? Não sei não… Digo, foi um episódio paradão, sabe? Vejamos o que poderei fazer!

Ler o artigo →

Pela segunda semana seguida, Sagrada Reset conseguiu apresentar novamente um episódio bom. Este episódio 19 foi quase que totalmente consumido por um simples diálogo entre Kei e Soma, porém, este simples diálogo explicou um dos maiores mistérios do anime até então. O episódio também apresentou um novo flashback de Urachi e deu seguimento ao seu plano.

Aliás, eu acertei o motivo para Soma ter se matado, notou? NÃO?! Claro que não, eu esqueci de comentar sobre isso nos últimos artigos… ENTRETANTO! Eu te mostrarei como resolvi este complexo mistério sem pistas!

Ler o artigo →

O episódio dessa semana (18), com toda certeza, é o tipo de episódio que eu mais odeio em Sagrada. Não, esse episódio passou longe de ser ruim, ele foi bom, de verdade. Entretanto, é justamente por isso que esse é o tipo de episódio que eu mais odeio em Sagrada.

Por quê? Por que diabos eu odeio justamente os episódios bons? Eu reclamo tanto dos episódios ruins! Eu sei, não fez muito sentido o que eu disse logo acima, certo? Bem, Sagrada é incrivelmente inconsistente, e eu digo isso por conta dos poucos episódios bons que o anime já apresentou. Para um episódio de Sagrada ser verdadeiramente bom, antes temos que aguentar uma enxurrada de episódios ruins, com poucas informações e até mesmo — às vezes — sem sentido. Será que todo esse sacrifício por Sagrada realmente vale a pena?

Ler o artigo →