Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

O que é isso?! Ei, Sagrada Reset-chan, o que está acontecendo com você?! T-Três bons episódios seguidos?! É inacreditável, mas está acontecendo! Parece que nesta reta final, Sagrada está tentando mostrar o seu verdadeiro potencial. Sendo sincero, se os dez episódios iniciais do anime não tivessem sido gastos em absolutamente “nada”, tenho certeza que gostaria muito mais de Sagrada.

Enfim, falando deste episódio em questão (20), apesar de paradão, ele teve uma vibe estranhamente melancólica. Será que eu consigo encher linguiça escrevendo sobre ele? Não sei não… Digo, foi um episódio paradão, sabe? Vejamos o que poderei fazer!


Anime21 Diário

Informe o seu e-mail para receber gratuitamente as atualizações do blog!


As habilidades foram perdidas; é exatamente desta forma que se inicia o episódio. Não foi mostrado, porém já temos em mente como isso aconteceu. Na verdade, até mesmo Kei foi afetado; ele teve memórias falsas implantadas sob suas memórias reais. Entretanto, por conta da sua habilidade, o protagonista, literalmente, enfrentou uma confusão mental. Suas memórias resolveram cair na porrada, mas… Ele sabia qual era a falsa e qual era a real, apesar dos pesares. Bom, essas memórias falsas que citei há algumas frases foram implantadas em todo mundo que vive em Sakurada. Todos cidadãos de Sakurada — excluindo algumas pessoas do Escritório e o próprio Kei — além de não saberem mais que possuem uma habilidade, também pensam que sempre tiveram uma vida normal, sem qualquer tipo de situação sobrenatural.

Aliás, quando eu disse “todos cidadãos”, eu realmente estava generalizando. Veja bem, até mesmo Soma Sumire teve suas memórias modificadas; agora ela é uma simples garota feliz do colegial.


Com o decorrer do episódio, na escola, Kei interage com Soma; ambos compartilharam de um diálogo de alguns minutos sobre a probabilidade daquele mundo ser falso. Esse diálogo, obviamente, foi iniciado por Kei. No caso, provavelmente, foi uma tentativa do protagonista de tentar “reviver” as memórias de Soma — ou pelo menos mostrar pra ela que alguma coisa estava fora do lugar. Contudo, parece que Soma realmente não entendeu. Na verdade, a única coisa que ela entendeu desse diálogo em questão, é que ela foi rejeitada pelo Kei. Ele não disse nada abertamente, eu diria que foi uma espécie de interpretação própria da personagem. Autoestima baixa, talvez? Sei lá.

Depois de interagir com Soma, como não está mais preso a Sakurada, Kei resolveu fazer uma rápida viagem até a cidade onde nasceu. Lá ele encontrou sua irmã mais nova — que ele não fazia ideia que existia — e a sua mãe. Admito que essa parte não foi tão boa quanto deveria, eu não achei tão boa, pelo menos. Eu entendi que o anime tentou apresentar uma espécie de redenção do personagem com a mãe, mas isso foi tão rápido que nem deu tempo de sentir algo. Na verdade, com o decorrer do anime, o protagonista quase nem pensa nos pais, então, esse momento não teve tanta emoção quanto deveria. Creio que se a direção do anime tivesse planejado bem esse momento e investido nessa redenção, algo muito mais emocionante poderia ter nascido dali. Enfim, essa foi a única parte do episódio que não gostei, achei muito “tanto faz”.


De encontro a encontro, o protagonista enfim chegou até Haruki, que também perdeu suas memórias. Porém, utilizando uma das fotos daquele velho do episódio 10, ele conseguiu trazer de volta algumas de suas memórias. Essa sacada do Kei foi completamente genial, ele escondeu uma foto nas coisas da Haruki, conseguindo despistar o Escritório e, ainda por cima, conseguiu utilizar aquela foto — para criar um mundo do passado — para fazer a Haruki lembra de sua habilidade. A garota, seguindo os seus princípios, utilizou o reset e acabou com aquela cidade sem habilidades. Aliás, ver o Kei chorando diante da Haruki foi um momento bem ”wow”, até porque o personagem quase nunca demonstra suas emoções reais.

Já fazia um tempo que não víamos um reset, acho que o último foi no episódio 15. Enfim, essa parte final do episódio foi muito boa e inteligente. Ultimamente, até que Sagrada tem me agradado bastante. Bom, agora que o mundo voltou a ser como era há dois dias, resta saber como o Kei pretende acabar com o plano do Urachi. Eu não consigo pensar se existe alguma forma dele fazer isso sem pedir ajuda a outras pessoas que possuem habilidades convenientes, mas… esse protagonista, de vez em quando, consegue pensar em algumas soluções muito boas, então, tudo é possível.


  1. Flávio

    Primeiramente minhas saudações!
    Pode parecer muito tarde mas quero lhe agradecer por comentar esse anime no meu lugar. Não conseguiria escrever tão bem sobre esta obra como você.
    Espero que você esteja gostando de escrever sobre esse anime apesar de todos os problemas que ele tem.
    Apesar de ter dropado Sagrada na metade eu ainda leio os teus artigos sobre esse anime.

Comentários