Bom dia!

Já desde episódios anteriores era sabido que o Toi, apesar da pouca idade, não leva uma vida exatamente dentro dos limites da lei. Seu irmão, Chikai, é totalmente gângster e os dois quase nunca se veem, para a frustração de Toi.

Há um vínculo forte entre eles, que, no entanto, pela natureza perigosa das atividades que exercem, não podem viver juntos. Nesse episódio é revelado o porquê desse arranjo e o quão trágico ele é.

Ler o artigo →

Gosto desses animes baseados em visual novel porque sempre fica claro quando começa uma nova rota, ainda que a intenção seja não seguir as rotas tão religiosamente, mas encaixar o conteúdo em uma trama maior a ser desenvolvida. Esse é o caso de YU-NO e é a rota da Mio que veremos agora!

Expectativas? Por esse episódio posso dizer que gostei da forma como a história está seguindo, ainda que eu tenha certas ressalvas a fazer. Mio: a garota que entoa ciúmes no limiar do mundo? Veremos!

Ler o artigo →

Após muita correria, momentos vergonha alheia e declarações perigosas – ao menos para Robi -, nossos viajantes especiais chegam no planeta Akka Sakka, descobrindo que o que deveria ser divertido pode não ser tão legal assim. Ao mesmo tempo o episódio constrói toda uma situação em cima da amizade que começou com os dois pés errados e agora começa a se acertar de fato, fazendo tudo se parecer adoravelmente adorável.

Ler o artigo →

O que está acontecendo com os calouros já foi visto antes. Isso não é ruim, porém há de se convir que não é uma novidade em questão de roteiro. A dificuldade de comer (que realmente deve ser um horror se acostumar com uma alimentação que antes não tinha), a competição interna para ver quem corre mais rápido (Okumura quem o diga), e até mesmo a vaga para dois novos jogadores no torneio de primavera.

Mas, como eu escrevi antes, não é ruim. Inclusive, há ainda mais jogadores que se destacam, então como não se focam apenas em um favorito, fica difícil de saber quem irá para o time principal jogar em uma partida oficial(rimou!). No caso de antes, Furuya já foi visto como alguém com grande potencial e já entrou para o time, embora sua estamina atrapalhasse de vez em quando.

Ler o artigo →

É sempre muito complicado classificar um episódio como o melhor quando o anime ou o que quer que seja ainda não terminou. Mas que esse foi o melhor até agora eu não tenho dúvidas. Talvez alguns podem pensar que na teoria foi mais do mesmo com o Naofumi perdendo o controle e as garotas o lembrando das partes boas, mas no fim de tudo, foi ótimo de qualquer forma.

Ler o artigo →

Cá estamos em mais um episódio leve e expositivo de Gunjou no Magmel, marcando a aparição de uma espécie já conhecida dos aventureiros, mas totalmente nova a nós – sendo bem diferente das criaturas mais animalescas que vimos até aqui -, assim como o retorno de Emilia e companhia ao olho do furacão.

Ler o artigo →

Considero este episódio como o melhor até agora nessa 2° parte da temporada. Muita tensão, muitas mortes – não via tanto sangue assim há muito tempo. Tirando o Titã em CGI e pequenos detalhes, o episódio foi bom. Me lembra um pouco os primeiros episódios do anime, muitos acontecimentos dramáticos fizeram Shingeki no Kyojin ser um grande sucesso naquela época, e esta narrativa dramática ressurgiu aqui.

Ler o artigo →

Todos nós temos segredos, mas qual segredo você quer esconder dos outros? Hozuki tem uma vida difícil por causa da família, e Kurusu por causa de amigos que traíram a sua confiança. Ambas escondem as suas dificuldades no fundo de suas almas, o que às vezes as tornam totalmente complicadas.

Kudou e Kurata também têm uma vida difícil. Assim como Hozuki, Takezou tem uma família que não o aceita, e Chika tem pessoas que o aceitam, mas depois de saberem que, na verdade, ele não é uma pessoa que quer fazer mal às outras.

O que foi mostrado neste episódio é que não se deve julgar os outros antes de conhecê-los, muito menos tirar conclusões precipitadas por causa da forma que se enxerga as coisas.

Ler o artigo →

O episódio dessa semana focou em dois pontos: o tomo negro e as fadas artificiais defeituosas. Foi interessante ver o jogo de interesses de cada um dos lados, ainda que existam muitas dúvidas no ar, muito por conta da senhorita Sweet, que permanece como uma incógnita. No mais, ainda me impressiono por pensar que os envolvidos no possível conserto das fadas defeituosas não consideraram a possibilidade de uma interferência externa.

Ler o artigo →

Bokuben deu uma melhorada nesse sétimo episódio, e uma variada ao explorar a Kirisu-sensei, que é uma fofa, não é mesmo? Você gosta da dinâmica da série de dar um trechinho para cada heroína por vez ou preferiria se cada uma tivesse um arco propriamente dito? Acho que a estrutura combina com a pegada mais slice of life desse romcom.

Aliás, por incrível que pareça, não é mais verossímil que ele vá conhecendo cada uma das garotas aos poucos ao viver situações com cada uma delas? Sei que ser verossímil não é o forte desse tipo de série, mas acho que Bokuben é muito leve para trabalhar arcos mais sérios e se manter divertido. Do jeito que está é o melhor jeito.

É hora de Bokuben no Anime21!

Ler o artigo →