O sexto episódio de Asobi Asobase é uma aula de como uma série deve respeitar seus atributos e ainda conseguir acrescentar novos elementos para torná-la mais sólida, de quebra, apresentar um pouco mais da personalidade de suas personagens. O que faz do anime um programa tão atraente e inteligente é a forma como as tolices de suas protagonistas e o absurdo, que são seus fundamentos, chegam a um ponto em que parece não haver limite e a sensação é que em algum momento a piada irá afundar, aí de repente ocorre um desdobramento inesperado e já estamos rindo da curva tomada pelo seu humor. Cada esquete do episódio 6 é sensacional, com drama, Hanako aprendendo uma lição e decapitando um robô, problemas com os cabelos e traição no passatempo.

Ler o artigo →

Mais um episódio maravilhoso de Grand Blue e mais uma épica batalha de Iori, Kouhei e seus aliados numa missão aparentemente impossível: deixar a virgindade no passado. Como dizem: o inimigo de hoje é o amigo de amanhã (deve estar errado, me desculpe) e com isso em mente e novos aliados, Iori correu atrás de seu objetivo.

Ler o artigo →

Em tempos de luta contra crimes sexuais, como o assédio e o abuso, uma cena em que um condenado por um desses atos grita que ama garotas do ensino médio ao presenciar adolescentes apertando a bunda uma das outras presta um desserviço por apelar gratuitamente para um fetiche, premiando um pervertido e reacendendo nele os seus desejos libidinosos. Mas temos mais problemas nesse segmento: Madoka Kushitori, a capitã do time de Kabbadi, o chama de mestre, e ele é apenas um sem-teto que paga pela sua ação vil do passado, a de ter molestado uma estudante do ensino médio, supostamente por querer consumir a energia dela, já que ele andava esgotado emocional e fisicamente. Para piorar, mesmo com a clara expressão de repulsa de Manana, Madoka se solidariza com o relato. Ela volta a apertar bundas, já que tem uma compulsão e isso é algo que lhe proporciona prazer (cabe discussão também sobre a representação lésbica no anime). Apertar bundas sem consentimento, sabemos, é errado. O segundo segmento de Chio-chan no Tsuugakuro mantém em alta a dinâmica entre Chio e Manana, que são amigas trolladoras, terríveis, mas que se adoram. Porém, a loucura afetuosa (ou afetuosa loucura), com deboche, presepada e rivalidade, que rola entre as garotas é insuficiente para dirimir os equívocos da primeira parte.

Ler o artigo →

Bom dia!

Você tem um sonho? Se não tiver não se preocupe, você não é obrigado a ter um sonho, não importa quantos anos tenha. A vida já é complicada o bastante sem nos cobrarmos por coisas abstratas e complicadas como “sonhos”. Mas adolescentes se aproximando da vida adulta costumam ter sonhos, ou pelo menos uma vaga noção do que esperam para o futuro. É típico da idade, e histórias como Shoujo Kageki Revue Starlight são escritas especificamente para tratar disso: a crise entre os sonhos adolescentes e a realidade do mundo.

Ler o artigo →

Chegamos ao fim da primeira fase do exame para conseguir as licenças provisórias de super-heróis! Posso dizer que nem mesmo o fã mais otimista de My Hero Academia imaginaria um cenário como esse, principalmente com a correria para conseguir as últimas vagas. A Turma 1-A está mais viva do que nunca.

Ler o artigo →

Olá! Mais uma semana, e mais um artigo de Sirius the Jaeger saindo, agora do episódio 5. Se o titulo da semana passada era: “Conhecendo todos os lados conflitantes” , o dessa semana poderia ser muito bem (e acabou sendo esse mesmo) : “O encontro de todos os lados conflitantes em um trem” , pois isso resume bem o que ocorreu. Bom, também tivemos o reencontro de Yuliy com seu irmão, diga se de passagem foi até impactante. Além disso, obtivemos algumas informações sobre questionamentos que levantei no artigo passado, e podemos agora “medir” as forças de alguns personagens.

Em meio a escuridão latente do seu passado, com sua aura diferente e seus olhos azuis, ele começa a sua vingança banhada em sangue de vampiro… Sirius the Jaeger no Anime21!

Ler o artigo →

Quem participa de alguma prática competitiva sabe como alcançar a primeira vitória é reconfortante. Não dá só confiança, mas também ânimo para seguir na atividade praticada. Para as nossas heroínas, Haruka e Kanata, não poderia ser diferente, afinal, apesar de curto, o caminho delas para chegar até ali não foi assim tão fácil, mas foram as adversidades que se apresentaram desde o começo do anime o alicerce para essa vitória merecida, e interessante de se comentar em mais um artigo de Harukana.

Ler o artigo →

Bom dia!

Tem tanta coisa que os heróis ainda não sabem. Tem tanta coisa que todo mundo ainda não sabe. É muito interessante assistir do ponto de vista de quem sabe um pouco de cada coisa, tem mais informação do que qualquer um e vê uns e outros se virando com o que sabem – mesmo quando parte ou tudo do que sabem é mentira.

Fake news no mundo dos titãs mostrando como mentir é velho. Ah, se me permite uma digressão…

Ler o artigo →