Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Bom dia!

Acredita que eu sonhei com esse anime? E não tinha nada a ver com o anime, como todo bom sonho tem de ser. Quero dizer, será que não tinha mesmo? Bom, certamente não tinha nada a ver com o anime até agora, mas depois de Kujira no Kora me despistar completamente com o final do episódio anterior, apenas para me confundir um pouco durante o meio desse e então me surpreender com um BANG, não duvido de mais nada.

Ler o artigo →

O anime está sendo legal? Sim. Óbvio em relação às mortes utilizando flashbacks? Muito. Infelizmente essa parte está de certo modo estragando um anime que possui um enorme potencial e uma animação que faz jus ao seu nível. Uma das várias características do Nisio Isin sempre foi o mistério envolto em suas obras. Zaregoto é um belo exemplo de obra dele que contém um mistério “sem falhas” onde você simplesmente não consegue descobrir o culpado dos crimes até que ele deixe claro isso. Mas vamos comentar sobre os pontos positivos apresentados, afinal, tem bastante até.

Ler o artigo →

Opa! Tudo bom com vocês?

O quanto será que a sociedade pode pressionar as pessoas? Sabe, às vezes encaramos a agitação do dia a dia como algo natural consequente da evolução da sociedade. Infelizmente o stress e o cansaço cada vez mais se tornam parte da rotina das pessoas, mas já parou para pensar que nem todo mundo consegue lidar com essas coisas como geralmente conseguimos? O quão pilhada será que nossa protagonista estava a ponto de virar uma Neet?

Ler o artigo →

É, foi um belo episódio (apesar de ter sido inferior aos anteriores) e que me chamou muito a atenção, mas não por algo bom exatamente. Pode-se dizer que esse episódio fugiu bastante do mangá com cenas, acontecimentos e aparições de personagens alterados. Foi para melhor essa mudança? acredito que não, mas não impede de ter sido um bom episódio. Algo que de apesar de entender me incomoda de certa forma é esse apelo pelos fãs antigos de Negima. Mas e aí, vamos discutir sobre?

Ler o artigo →

Esse episódio manteve os mesmos problemas do anterior e foi mais morno, por assim dizer, já que marcou uma transição entre uma competição e outra, um momento de reavaliação pessoal do Tatara como dançarino. Foi bacana ver os contornos que a história tomou, mesmo que todos um pouco previsíveis, e como ela deve constantemente se mover em direção a novos desafios – afinal, vai ser o segundo torneio em apenas três episódios. Vamos a décima quinta dança de Ballroom e Youkoso!

Ler o artigo →