O anime já começou o episódio falando sobre um tema inesperado, foi sobre… roupas íntimas. É, isso mesmo. Tenho que dar um destaque em como o autor é criativo, esse episódio inteiro foi uma prova disso. Foi uma mostra de como um bom roteiro consegue desenrolar algo engraçado usando de qualquer coisa, seja isso roupas íntimas, uma simples massagem nas mãos ou uma elaborada sátira a um certo gênero e seus clichês.

Nunca pensei que usaria um título e uma capa como essas que vocês veem. Só poderia ser “Love is War” para aprontar uma dessas mesmo.

Ler o artigo →

O episódio já começou com uma notícia muito interessante, a Myne vai ter um irmãozinho! E por causo disso, animada com a notícia, a garota pensa em um presente. E não é surpresa para ninguém que ela só pensa em livros, ler, e principalmente, em ler livros. Então o presente é um livro, mas um livro ilustrado. Isso me deixou bem curioso, mas não foi o foco do episódio. E aliás, vamos a ele.

Ler o artigo →

Esse episódio focou nas eleições para a presidência do conselho estudantil, e aqui mesmo finalizou esse arco. Aliás, esse arco até que durou bastante, e soube se estender de maneira natural. Além de ser muito interessante, foi graças a esse arco que novos personagens surgiram. E bem, no final do episódio, de certo modo, não tem como dizer que não temos um novo conselho estudantil.

Ler o artigo →

Não tem como assistir esse episódio e não se lembrar de um certo programa, de um certo canal, e que tenho certeza que você conhece muito bem. Não nego que essa semelhança é engraçada, mas melhor do que fazer essa comparação após ver o episódio, é conseguir apreciar uma boa trama enquanto o vê. Então, vamos ao episódio de uma vez.

Ler o artigo →

É incrível como “Kaguya-sama: Love is War” consegue manter o nível, semana a semana, sem decair. Nesse episódio, tivemos três histórias que não possuem uma sequência narrativa coerente entre uma e outra, assim como vista em episódios passados, mas cada uma consegue se destacar de sua própria maneira.

Ler o artigo →

Não é de agora que “Kaguya-sama” vem arrastando esse romance, mas então, será que finalmente essa guerra acabou? Bem, não tem como reclamar que não teve chance disso acontecer. Além disso, não foi somente a Kaguya quem entrou nessa guerra chamada amor, e por isso mesmo vamos começar falando da Hayasaka.

Ler o artigo →

Myne é uma garota simples, que só quer ler os seus livros tranquila em seu canto. Mas aonde quer que vá, ela sempre carregará consigo sua consciência, e dentro dela suas incertezas. É desse conflito com sua consciência que toda a trama do episódio se desenrola, e falando no episódio, vamos logo a ele.

Ler o artigo →

Já é de nosso costume assistir “Kaguya-sama” esperando por diversão, batalhas psicológicas e até algumas cenas de romance. E esse episódio não decepcionou em trazer todas essas coisas, cada uma em seus próprios momentos.

Mas ele também trouxe algo novo, e esse “algo” foi um sentimento de despedida. Pois, tudo há de acabar algum dia, e “Love is War” não é exceção. Se de fato não foi um fim, ao menos pode muito bem ser um sinal de um fim que se inicia. Não digo o fim da obra, mas sempre há a possibilidade de se reinventar.

Ler o artigo →