Uma noite normal e calma como qualquer outra, até que criaturas em procissão começam a rodear carros em movimento enquanto seus motoristas amedrontados nada podem fazer. Acidentes, acidentes e mais acidentes acontecem nessas circunstâncias misteriosas.

E de fato, o episódio já começa bastante misterioso, com uma premissa quase sem sentido, mas que na verdade escondia uma explicação bastante simples. E se me permitem a sinceridade, até engraçada.

Ler o artigo →

Nessa história diversos corvos começam a agir de forma estranha, como que obedecendo ordens de alguém, ou quem sabe até de algo. Seus objetivos são muito claros, invadir casas onde pássaros se encontram presos e libertá-los um a um.

Causando assim caos pela cidade e até mesmo ameaçando a segurança de diversas pessoas. Ainda mais estranho é o fato de que um humano os ajuda nessa empreitada. Sim, pela primeira vez nesse anime temos um humano como inimigo.

Ler o artigo →

Em um karaokê sempre que uma música em específica é tocada algo de estranho acontece. Alguém (ou algo) aparece, e esse alguém quer apenas uma coisa: cantar. Mas não uma canção qualquer, não, é uma canção horrenda. E seja quem for, quer ser ouvida, ainda que sua voz cause sofrimento e angústia para aqueles que ouvem. Esse é o inimigo a ser confrontado pelo Hiro, pela Ruri e como não podia faltar, pelo Kiyoshirou também.

Ler o artigo →

Depois do Hiro e da Ruri se tornarem amigos, aqui eles novamente se reencontram numa situação bastante inusitada. No que se provou um tipo de história bem diferente apenas por ter esses dois personagens em ação.

E sobre isso tenho a sensação que o tipo de histórias que o anime quer contar, isto é, histórias de terror capazes de serem divertidas e intrigantes de se acompanhar, deve funcionar muito melhor com o trio completo do que com apenas dois deles como vimos nesse episódio.

Mas não há dúvidas de que dois é bem melhor do que apenas um. Então mesmo que essa não seja a formação ideal, ainda é evidente que tivemos um progresso relevante aqui.

Ler o artigo →

Saihate no Paladin é uma obra de fantasia, que por estar repleto de lugares-comuns do gênero nos lembra bastante diversos outros animes iguais a ele. É, não temos aqui algo muito original.

Porém, ao mesmo tempo a obra carrega um clima e um foco muito próprio seu. Tanto que mesmo sendo um isekai nem parece ser a princípio. Mas que ainda assim deve agradar aqueles que gostam desse tipo de anime.

Ler o artigo →