É interessante que nesse episódio por um breve momento os escolhidos foram separados de seus digimons. Eles trilharam todo o caminho até aqui juntos e juntos devem ir até o fim. Assim como lembrar da própria jornada e de todos aqueles que eles encontraram nela ser algo fundamental. Esse episódio fez isso, separou para depois unir, olhou para trás para então poder olhar adiante.

Ler o artigo →

Uma coisa que esse episódio apresentou foi um clima de mistério e de certa grandiosidade. E não os apresentou de forma separada, mas interligada. Porque, se me permitem a aparente contradição, de grandioso esse episódio não teve nada. Porém, justamente naquilo que ele ocultava é que se escondia algo grandioso. A revelação sobre a guerra passada e por fim praticamente o anuncio da guerra que virá.

Ler o artigo →

Se tem algo que venho dizendo e repetindo, é como esses últimos episódios são claramente excepcionais. A história que o anime queria narrar já acabou, os créditos finais já desceram e o capítulo final já foi lido. O que nos resta aqui é uma grande cena pós-créditos, um epílogo muito bem idealizado. E a prova disso (ou, mais uma delas) foi esse episódio sessenta e um.

Ler o artigo →

É sempre bom um episódio divertido e descontraído, ainda mais quando ele traz algo de diferente que só vemos nele. Nada muito ousado, algo bastante simples na verdade. Pois bem, foi exatamente isso que esse episódio fez. Sem dúvidas foi um episódio comum, mas foi comum de uma maneira especial.

Ler o artigo →