Uma breve pausa para recobrar o fôlego e degustar a tristeza. Nessa semana lhes trago a resenha de um OVA fantástico de contemplação. Uma obra que se sustenta pela narrativa surreal de uma realidade mágica e despretensiosa, à qual nos conta a história do pulo de uma baleia.

Ler o artigo →

E agora sim, chegamos ao último filme de One Piece, bem, na verdade é o mais recente, um passarinho verde me contou que o décimo quinto está engatilhado para nascer. E por grata surpresa, Stampede é um dos melhores filmes da franquia. É puro fanservice bem feito, só isso, muito bom.

Ler o artigo →

Uma incógnita, uma aposta, uma curiosidade. Todas essas palavras descrevem o meu intuito em assistir esse anime e descobrir sobre o que realmente ele tratava. Sou um aficionado por AMVs, e não raro é quando descubro obras através desse hábito.

Ler o artigo →

Finalmente cheguei ao penúltimo filme de One Piece! Bem, ao menos até o momento, não sabemos quantos mais ainda apareceram em relação a essa obra, e convenhamos, mesmo depois que uma franquia chega ao seu fim, vez ou outra algum ímpeto comercial a revive, e isso é tranquilo, tá tudo bem.

Mas porque estou inflando esse fato em relação ao penúltimo e não ao último? Sei lá, deu na telha falar isso, perdão.

Ler o artigo →

Vincenzo é um dorama coreano (k-drama) produzido pela tvN e distribuído aqui no Brasil como exclusivo da Netflix. A obra foi lançada em fevereiro de 2021, possui 20 episódios e conquistou a atenção do público (talvez) pela temática “diferente” do usual, chegando a ficar no Top 10 da Netflix daqui e de vários outros países. Infelizmente o episódio final foi lançado hoje e com isso, gostaria de comentar um pouco sobre a obra no geral. Vamos lá?

Ler o artigo →

Já resenhei alguns curtas do Ghibli, ou mesmo coproduções, mas essa vai ser a minha primeira resenha com um filme propriamente dito do estúdio. E por que não começar com o mais recente, e provavelmente um dos maiores desastres da marca.

Ler o artigo →

A história de Zephyr, um lendário marinheiro que trilhou o caminho da insanidade. O filme doze de One Piece é, indiscutivelmente, parte fundamental e essencial da história principal da obra. É um cânone de suporte indispensável.

Z, o fundador e líder da nova marinha, consegue estruturar um arco extremamente interessante e que deveria estar junto ao corpo principal da franquia.

Ler o artigo →

Gokushufudou: Tatsu Imortal (The Way of the Househusband) é um anime original da Netflix produzido pelo estúdio J.C.Staff que adapta o mangá de Kousuke Oono dos gêneros slice of ife e comédia.

E do que trata Gokushufudou? De um ex-yakuza que vira dono de casa após se retirar do submundo da máfia. Ele mora com sua esposa, Miku, e tromba vez ou outra com conhecidos de sua vida pregressa, a qual ainda o influencia bastante em suas atividades como um “mafioso” do lar.

Ler o artigo →

O singelo aprendiz que ainda é puro, que se expressa sem os ditames, os vícios ou as rotinas da indústria. Eis aqui um exemplo do que uma obra sem nenhuma ambição ou ego manifesta, um percurso de esmero e fantasia, um conto efêmero dentre a neblina e o vento.

Kaze no Matasaburou é um anime de alguém de fora, alguém desvinculado das fórmulas, mesmo que, é claro, se utilize dos mecanismos narrativos e de enredo já tão batidos, mas o faz por este ser o seu referencial, e não por isso ser a sua corrente.

Ler o artigo →