Alita: Anjo de Combate é a adaptação hollywoodiana do mangá GUNNM que fora lançado anos atrás no Brasil pela editora JBC e ganhou sua reedição de luxo recentemente. Neste exato momento a sua continuação está sendo lançada no mesmo formato.

O longa é uma produção de James Cameron – é, ele mesmo, o megalomaníaco diretor por trás dos filmes Titanic e Avatar. Um show de efeitos visuais e ação de primeira qualidade com um roteiro que não é assim tão incrível, mas passa longe de jogar a proposta pelo ralo. Alita é um bom filme que vale a pena assistir, e logo abaixo comentarei o porquê!

Ler o artigo →

Hello pessoas, como estão? Espero que estejam bem. Novamente eu, Bruna, estou aqui para falar sobre um mangá que, além de encher meu coração, me fez refletir sobre alguns assuntos bem atuais e desejar por mais plots construídos com cuidado e sem superficialidade. Desta vez não será uma resenha, mas sim uma espécie de indicação muito válida para aqueles que gostam de histórias significativas. Vou tentar medir as palavras para não soltar muitos spoilers e fazê-los entender o motivo deste mangá ter me conquistado com poucos capítulos.

Ler o artigo →

Saintia Sho era para ser uma “versão feminina” de Cavaleiros do Zodíaco, um spin-off que valorizasse as personagens femininas que tanto ficaram em segundo ou terceiro planos ao longo das histórias da franquia.

Contudo, não é a baixa qualidade de produção técnica que se choca com a proposta, mas o roteiro problemático que, mesmo não totalmente falho, me faz questionar a representatividade que devia ter. Vale a pene assistir o anime? Eleve seu cosmo ao máximo e me acompanhe nessa jornada!

Ler o artigo →

O que você faria se uma existência lhe oferecesse uma caixa capaz de garantir qualquer desejo? Se a sua resposta fosse, “Eu aceito”, você estaria pronto para enfrentar as consequências advindas disso?

Esse é um questionamento de Utsuro no Hako to Zero no Maria, também conhecida como HakoMari, light novel de Eiji Mikage ilustrada por Tetsuo, lançada de 2009 a 2015, e só agora próxima do fim do lançamento nos Estados Unidos pela editora Yen Press com o título The Empty Box and Zeroth Maria.

O que esperar dessa série de sete livros que tem nota elevada no Myanimelist apesar de não ter tido qualquer adaptação até hoje? Venha comigo e você saberá qual é o segredo dessa Caixa de Pandora!

Ler o artigo →

Hello pessoas, como estão? Espero que estejam bem. É a Bruna mais uma vez e hoje eu gostaria de falar sobre um manhwa que me fez dar uns gritos de euforia por ser muito bom. Estou falando de American Ghost Jack. Ele é uma produção sul-coreana com a temática de horror em sua constituição, com todas as cenas coloridas mantendo uma paleta de tons mais escuros; a narrativa de terror é incrivelmente boa para se ler à noite ou no início da manhã.

Ler o artigo →

Twin Star Exorcists (Sousei no Onmyouji, no original japonês) é uma obra publicada pela revista Jump SQ (Blue Exorcist, Claymore, Platinum End, etc) desde 2013 e conta com 69 capítulos em andamento e disponíveis em português, compilados em 18 volumes. A obra teve uma versão animada em 2016 com 50 episódios produzidos pelo estúdio Pierrot (Naruto, Black Clover, etc) e sinceramente foi péssima. Geralmente, nessa coluna, eu exponho algumas diferenças entre o mangá e o anime e depois menciono alguns acontecimentos que vem depois. Mas, no caso de Sousei, nem dá para fazer isso pois a suposta adaptação foi um anime baseado na obra, com os mesmos personagens, no mesmo mundo e com um pouco da essência que o original tem.

Ler o artigo →

Bom dia!

Johannes Krauser II é um demônio que veio do inferno. Quando nasceu, a primeira coisa que disse foi “me mate!”. Ainda criança, matou seus pais e depois os estuprou. Ou estuprou eles e matou depois? Tanto faz. Agora ele é o frontman, vocalista e guitarrista do Detroit Metal City, banda indie de death metal, e planeja conquistar e destruir o mundo.

Johannes Krauser II é Souichi Negishi, um jovem adulto pacífico, que cresceu em uma fazenda e veio para Tóquio fazer faculdade, ama coisas estilosas e da moda. O sonho de Negishi é se tornar um músico famoso de pop sueco. Ele não poderia detestar mais o death metal, que não consegue compreender pois veio de um mundo totalmente diferente. E seus pais estão vivos, passam bem e se orgulham do filho.

Ler o artigo →

Estamos saturados de produções com vampiros. Vampiros podem ser criaturas que bebem sangue para sobreviver, e com isso, transformar a pessoa mordida em alguém de sua espécie. Vivem da noite, pois se saírem quando está claro, morrem queimados. Possuem a pele pálida, dentes e unhas afiados e se vestem de preto. Quanto mais escuro, melhor.

Mas também existem aqueles vampiros que beiram ao ridículo, que brilham quando expostos ao sol, podem viver tranquilamente entre os humanos e possuem tamanha força e inteligência que acaba sendo mais popular que a pessoa normal mais popular da escola (cof cof, Crepúsculo, cof cof).

Porém, em outubro de 2003, Kagesaki Yuna teve a ideia de criar uma historinha divertida onde uma vampira, ao invés de sugar sangue, o cria e acumula, fazendo com que cenas ora cômicas, ora dramáticas, se desenvolvam.

Ler o artigo →

Depois de ver muitas recomendações positivas de Wings of Honneamise, lá fui eu assistir. Primeiro trabalho da Gainax que não é curta, com o Anno trabalhando, só podia vir coisa boa. Mas não foi bem assim…

A história é sobre a corrida espacial entre Estados Unidos e União Soviética, quando Yuri Gagarin foi o primeiro homem ao chegar no espaço, mostrando o ponto de vista da União Soviética. Mas ele altera todos os nomes, tanto de países, lugares e pessoas.

Ler o artigo →

“Poxa, como esse filme é bom”, é esse tipo de frase que vem a sua mente quando você assiste a uma adaptação para live action como foi essa de Bleach. A película é uma produção original da Netflix, e é ótima, pois diverte e é muito bem produzida em praticamente todos os aspectos. O filme é dinâmico, seu roteiro é enxuto, mas coeso. A história de Kurosaki Ichigo ganha os televisores com atores reais e um dos shinigamis mais famosos do Japão está pronto para encantar o público outra vez.

Ler o artigo →