E chegamos ao desfecho de mais um filme, de um pequeno projeto, de uma trilogia e segmento de uma franquia. Foi gratificante, embora exaustivo, percorrer por tantos sentimentos e imergir nesses cenários que tanto compartilham elementos comuns.

Ler o artigo →

Chainsaw Man é um mangá de Tatsuki Fujimoto que foi lançado na revista Weekly Shounen Jump e finalizado com 11 volumes. Um anime foi anunciado e será produzido pelo estúdio MAPPA (Jujutsu Kaisen, Banana Fish, Kakegurui, The God of High School) e o mangá está sendo lançado no Brasil pela Panini. Já adquiri os três primeiros volumes e espero que você faça o mesmo após ler essa resenha. Segue abaixo a sinopse da editora:

 

“Denji é um jovem extremamente pobre que junto de Pochita, seu demônio de estimação, trabalha feito um condenado como Caçador de Demônios para pagar a imensa dívida que possui. Mas sua vida de miséria está prestes a mudar graças a uma traição brutal!! Aqui começa a história de um novo anti-herói que com um demônio em seu corpo, caça demônios!”

 

Ler o artigo →

Dentre algumas das várias adaptações da temporada de abril em 2019, Gunjou no Magmel era uma das que tinha captado minha atenção, graças a sua ideia de um protagonista explorar um mundo novo e perigoso, aos poucos – pois gosto bastante desse tipo de premissa. Contudo, no meio de um conceito legal, qual o risco disso dar errado quando a aventura se perde em si mesma, e na sua vastidão de possibilidades?

Ler o artigo →

É com grande reverência e intensa gratidão que me despeço de Berserk. Esse é o meu review do último dos três filmes, mas claro que não é o fim de minha história para com a obra, e nem o fim de meu pesar pela trágica partida do grande mestre Miura, no entanto, é a conclusão inconclusiva de meus sentimentos que vagam rumo ao desconhecido.

Ler o artigo →

Vamos começar com uma poesia.

“I am the Bone of my Sword
Steel is my Body and Fire is my Blood.
I have created over a Thousand Blades,
Unknown to Death,
Nor known to Life.
Have withstood Pain to create many Weapons
Yet those Hands will never hold Anything.
So, as I Pray–
Unlimited Blade Works

Ler o artigo →

A arte do combate em milenar evolução é o que arremessa a vitória para o futuro. Ou ao menos é um bom começo. Para um novo monstro é um método de impacto. Kizumonogatari II Nekketsu-hen, nos convida ao pacto entre a puberdade e os contornos carnais da imortalidade.

Ler o artigo →

Kimetsu no Yaiba é o maior sucesso de mangá e anime dos últimos anos, e ganhou uma produção de arrasar para o cinema, com direito a muita ação, muito sangue e um final que aumentou muito meu hype para a segunda temporada. Mugen Train adapta o arco do mangá que vem logo depois do fim do anime, então não tem jeito, você tem que ter visto o anime para assistir o filme, não é material original não.

 

“Na história acompanhados o Tanjiru, sua irmã, Nezuko, e seus amigos, Zenitsu e Inosuke, embarcando em um trem que está sofrendo com as ações de um oni. O que eles não esperavam é que o Hashira das Chamas, Rengoku, fosse se juntar a eles e nem que o oni tentaria matá-los em seus sonhos, levando Tanjiro e seus amigos a darem tudo de si para proteger as vidas dos passageiros do trem.”

 

Ler o artigo →