Depois de entrar numa péssima situação, Naofumi comprou uma aliada. E sim, é entendível que ele tenha feito isso, ainda mais depois daqueles acontecimentos e considerando o que vem por aí. A onda será um evento difícil de superar e ele precisa urgentemente de aliados, assim como seus “companheiros” heróis têm. Mas o que lhe restaria fazer para obter um(a) aliado(a) num país onde as pessoas te odeiam e temem? Exato, recorre a uma forma nada positiva.

Ler o artigo →

Produzido pelo estúdio Diomedea, a obra possui um mangá de mesmo nome escrito pela autora Sasuga Kei, também autora do ótimo mangá Good Ending. Com uma história de drama e romance, Domestic na Kanojo ou Dome x Kano, segue a história de Fuji Natsuo e as mudanças que começam a ocorrer em sua vida. Desde a sua perda da virgindade até a mudança do que ele poderia considerar como família, Natsuo passa por mudanças drásticas em sua vida que parecem cada vez mais se complicar.

Ler o artigo →

Produzido pelo estúdio LIDENFILMS, a adaptação do mangá de mesmo nome veio com uma proposta um tanto quanto diferente do usual. Tínhamos lutas sangrentas com pessoas e animais, tudo junto e misturado (literalmente) naquilo que poderia ter sido um show de horrores, mas no fim foi uma surpresa interessante. Killing Bites foi lançado em janeiro de 2018 e em seus 12 episódios nos trouxe uma obra que, apesar de seus inúmeros defeitos, conseguiu ser divertida e até mesmo educativa.

Ler o artigo →

Kaguya-sama é um anime produzido pelo estúdio A-1 Pictures como também é a adaptação do mangá de mesmo nome. Com os gêneros de romance, comédia e psicológico, a obra retrata a guerra entre dois gênios que buscam apenas uma coisa: vencer no amor. O problema é que essa vitória no amor vem de um conceito um pouco “estranho” em que aquele que se confessa será submisso e o que recebeu a confissão, o “grande ganhador”. E com essa guerra no mínimo curiosa, tivemos uma ótima estreia sobre essa obra que eu particularmente tanto gosto (fiz uma resenha sobre o mangá também).

Ler o artigo →

Gotoubun é a adaptação do mangá de mesmo nome (que geralmente você acha escrito como 5-toubun no Hanayome) produzida pelo estúdio Tezuka Production (Dagashi Kashi 2, Dororo – dessa temporada, etc). A obra contará com 12 episódios e os gêneros presentes na obra são: comédia, romance, harém. Quanto ao enredo, seguimos a história de Uesugi Fuutarou, um colegial que em determinado dia recebe uma oferta de emprego para ser professor particular de uma garota recebendo cinco vezes mais que o normal. O problema é que a história não foi bem contada e com alguns mal-entendidos no caminho, ele terá um grande desafio pela frente.

Ler o artigo →

Saiki Kusuo é um mangá finalizado da Weekly Shounen Jump que possui uma adaptação para anime em duas temporadas e até mesmo uma live action. E bom, Saiki é uma comédia muito divertida, que recebe pouca atenção do público e em muitas listas de melhores comédias do ano (de 2018) nem configura entre as principais. A obra não precisa apelar para algum clichê, fanservice ou qualquer outra coisa para que possa de alguma forma fazer comédia, ou seja, com um bom uso de todos os seus detalhes e personagens a obra se mantém divertida e agradável.

Essa é uma resenha sobre o anime.

Ler o artigo →

Após quase 5 anos, Date A Live está de volta. Ou melhor, tivemos um filme entre a segunda e essa terceira temporada (Date A Live Movie: Mayuri Judgment, 2015), mas o ponto é que, após um bom tempo, essa obra está de volta para a alegria deste que vos escreve (sim, eu sei que não é tudo isso, mas me divirto assistindo essa obra). Baseado na light novel de mesmo nome, Date A Live está em sua terceira temporada feita pelo terceiro estúdio diferente. Sim, tivemos o estúdio AIC Plus+ na primeira temporada, Production IMS na segunda e agora na terceira temos o estúdio J.C. Staff que produzirá os próximos 12 episódios.

Ler o artigo →

3D Kanojo é um anime de romance que em sua segunda temporada continuará seguindo Hikari Tsutsui em sua jornada de otaku que possui uma namorada. A adaptação do mangá de mesmo nome é produzida pelo estúdio Hoods Entertainment, um estúdio que já produziu uma gama variada de animes (de comédia e ação até hentai) e que nesse caso infelizmente não entregou algo tão decente quanto o resto de suas produções. De qualquer forma, essa provavelmente será a temporada final de 3D e acredito que irá adaptar todo o resto do mangá que se encontra finalizado.

Ler o artigo →

Goblin Slayer é a adaptação da light novel de mesmo nome (tem uma versão em mangá que conta com spin-offs também). A obra foi produzida pelo estúdio White Fox, conta com 13 episódios e além disso, possui os gêneros fantasia, aventura e ação. O anime foi um dos grandes “sucessos” da temporada recebendo muita atenção, seja ela negativa ou positiva, por conta de seu episódio inicial. Mas será que a obra é realmente tudo isso que dizem (seja para o bem ou para o mal)?

Ler o artigo →

Seishun Buta Yarou é uma adaptação para anime da light novel de mesmo nome (tem uma versão alternativa em formato mangá também). Lançado na temporada de outubro de 2018, a obra foi um dos animes mais comentados na internet não só de sua temporada como também do ano. Mas e aí, esse hype todo que a obra recebeu é justificável?

Ler o artigo →