Depois de termos um episódio feito para desenvolver a Rishia, voltamos à programação normal, ou seja, chegar no coração da tartaruga espiritual e matá-la de vez. Claro, isso iria ferir a Ost mas era um preço que inevitavelmente precisaria ser pago.

Até então foram apresentadas várias formas de derrotar a tartaruga, mas nenhuma foi útil ou eficaz de verdade. Sempre tinha um contraponto e no final das contas Naofumi e cia voltavam para a estaca zero.

Ler o artigo →

Bom, o título é grande independente do idioma, temos um mundo de fantasia com magia e tudo o que se tem direito, um protagonista muito forte e vários outros aspectos que animes isekais tem. Só que aqui não temos um isekai. É estranho pensar que essa obra aqui não é mais um isekai batendo em sua porta. Mas aí fica o questionamento: qual é a desse anime?

Logo de cara gostaria de destacar sua semelhança com animes recentes. Maou Gakuin no Futekigousha e Shikkakumon no Saikyou Kenja são duas obras que contém similaridades com esse anime aqui e por isso, se você gostou de pelo menos um deles, vale a pena conferir esse aqui.

Ler o artigo →

Já se passaram alguns anos e ele voltou. Quase 3 anos depois e tendo essa e a terceira temporada garantidas, Naofumi e cia retornam para a continuação de sua aventura… ou devo dizer tentativa de sobrevivência?

O retorno de Tate definitivamente desagrada muita gente que não gosta ou simplesmente não quer pensar, apenas criticar. Após o final da primeira temporada, fiz uma resenha (AQUI) sobre a obra e explorei vários temas dela, como a escravidão que aqui vemos e a acusação de estupro.

Ler o artigo →

Genjitsu Yuusha é um anime que apesar de recaídas está sempre trazendo um conteúdo interessante. Os acontecimentos, personagens e desenvolvimentos sempre são legais de se ver e agora, no episódio final, tivemos o que talvez seja a ocorrência mais doida até aqui.

Souma tentou por diversas vezes falar com o antigo rei Albert. Dúvidas pairavam sobre sua cabeça e Albert poderia ser aquele que iria conseguir sanar suas dúvidas. É engraçado pensar que desde o início Souma tinha sérias dúvidas sobre algumas coisas.

Ler o artigo →

Otome game sekai é mais um daquelas obras que possui um nome grande, ou melhor, uma frase como nome. Apesar disso, aqui temos uma obra simples, porém divertida. Não deu para ter dimensão do que nos aguarda nesse início, mas isso não tornou ele ruim.

Ler o artigo →

Rikei ga Koi ou Science Fell in Love voltou e com isso, vamos continuar acompanhando essa saga em busca do amor. Dois anos depois da primeira temporada, a obra volta praticamente de onde parou e ainda fez ótimas adições logo de cara. Essa sequência promete!

Para você que não conhece a obra, Rikei ga Koi, basicamente temos um romance similar ao de Kaguya-sama (que também volta nessa temporada). A diferença é que aqui os protagonistas sabem dos sentimentos do outro, porém, querem provar cientificamente isso.

Ler o artigo →

De todos os episódios até aqui, esse definitivamente foi o mais aleatório. A escola do amor foi algo que eu achei que seria péssimo, mas sinceramente consegui me divertir bastante. Além disso, as reformas de Souma continuam e uma importante reunião com o antigo rei está por vir.

É bem verdade que há uma certa insatisfação com Souma no tocante aos seus relacionamentos. Acredito que todos já estão meio enfezados com o fato de que ele não fez absolutamente nada com suas noivas.

Ler o artigo →

Souma está cada vez mais focado em “finalizar” assuntos antigos que Albert, o antigo rei, tinha deixado em aberto. Dessa vez, o assunto dos refugiados foi o alvo.

De todos os assuntos até agora o de menor importância era o dos refugiados. Não tem um impacto social, na popularidade do governo e na economia não há ganhos significativos num primeiro momento. Aliás, ajudá-los talvez seja um prejuízo e manter a situação como está é pior ainda.

Ler o artigo →