Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Excelente. Se eu pudesse resumir esse episódio de Kekkai Sensen em uma única palavra diria que ele foi: excelente; diria que foi até melhor que o primeiro episódio — num contexto de “enredo”, até porque a produção do primeiro episódio dessa 2ª temporada certamente foi melhor. Bom, apesar de ser um anime basicamente episódico, esse episódio conseguiu desenvolver melhor a “nata” de Kekkai através de um flashback incrivelmente interessante e — indiretamente — informativo.

Ler o artigo →

Que episódio, não? Sinceramente, estou cada vez mais encantado com Kino no Tabi. Sempre tive curiosidade de conhecer melhor a franquia, mas — por algum motivo idiota — sempre empurrava com a barriga e, no fim, nunca assistia ou lia nada relacionado a Kino. Se arrependimento matasse, acho que eu já estaria abaixo de sete palmos há muito tempo. Felizmente, com este novo anime, pude enfim conhecer o universo de Kino no Tabi e testemunhar a verdadeira qualidade dessa obra que já possui 17 anos de publicação.

Bom, então, sobre o que foi o 2º episódio de Kino? Se eu pudesse resumir em uma única palavra, eu diria que: vingança. Esse episódio de Kino no Tabi foi basicamente sobre vingança. A protagonista, Kino, conheceu um novo país e — por conta da política existente naquele país — uma sutil história de vingança se desenrolou pelos poucos 24 minutos de episódio. Junto dessa sutil trama vingativa, dois novos personagens foram apresentados e um “lado” da personalidade de Kino foi revelado. Porém, esse episódio — apesar de interessante — possui alguns problemas, que apesar de não parecerem tão sérios, prejudicam o desenvolvimento de Kino no Tabi como um todo.

Ler o artigo →

Essa atmosfera… Essa animação… Essa trilha sonora… Esses personagens… Essa cidade… QUE SAUDADE! Quando saiu a primeira temporada de Kekkai Sensen? 2015? Eu realmente não me lembrava do quão incrível é Kekkai Sensen! Esse primeiro episódio, além de excelente, também serviu como uma espécie de “toque nostálgico” — pelo menos para mim — com relação a Kekkai Sensen no geral; assim como a primeira temporada, vimos um show de acontecimentos bizarros e anormais, que como sempre, foram extremamente divertidos e engraçados. Além de me relembrar da qualidade esquecida de Kekkai Sensen, também pude presenciar um episódio muito bem produzido — em vários sentidos diferentes — mas isso é papo para o fim do artigo.

Ler o artigo →

Antes de mais nada, a pergunta que não quer calar: é necessário assistir o antigo anime de Kino no Tabi para assistir este novo anime? E a resposta é…. NÃO! Bom, conforme o próprio autor — em um tweet — este “novo” anime é uma espécie de remake do anime feito pela A.C.G.T. em 2003. Porém, com base nos meus conhecimentos inúteis, creio que o novo anime de Kino no Tabi, na verdade, é um reboot — e não especificamente um remake. Pelo que eu soube, este novo irá sim “refazer” alguns episódios do outro, mas também adicionará coisa nova e trocará a ordem de alguns acontecimentos, provavelmente. Sendo assim, você escolhe: assistir o primeiro antes desse ou simplesmente assistir este novo e depois o antigo.

Ler o artigo →

Pouco mais de três meses. Exato. Esse foi o tempo no qual gastei preciosos 25 minutos dos meus dias para assistir Altair. Se me arrependo disso? Com certeza! Admito que nesta reta final, Altair conseguiu melhorar, mas não tenho confiança o suficiente para continuar escrevendo sobre os próximos 12 episódios de Altair que estão por vir. Enfim, deixando esse papo de lado, vamos nos focar no que interessa, certo? E então, como foi esse último episódio da 1ª cour de Altair? O EPISÓDIO FOI… ruim. Mentira, não foi ruim, mas também não foi bom, eu diria que foi consideravelmente “ok”. E, sim, eu tenho motivos para não ter gostado tanto desse episódio. Se me permitem, irei explicá-los logo abaixo.

Ler o artigo →

Foi, mas não foi também… digo, na verdade, não foi, mas no final foi… hã? Até eu estou meio confuso, mas vocês são espertinhos e entenderam, não é mesmo? Bom, esse episódio 11 de Altair (penúltimo episódio dessa primeira temporada) foi basicamente como eu disse ainda pouco: paradão e com um final movimentado. O episódio teve “nada”, apenas a preparação da galera para o assassinato dos sultões; o verdadeiro tumulto se iniciou no final, mas não durou muito, porque o episódio já estava no fim (durrr).

Ler o artigo →

Insira aqui a música de encerramento do Globo Esporte Aleluia! Depois de várias luas, finalmente tivemos um bom episódio de Altair; apesar de estar seguindo quase que a mesma “base” do último episódio, esse foi um tanto quanto diferente na questão de “consistência”, pois o episódio 9 começou bem — e se perdeu com o tempo. Já este episódio (10) conseguiu se manter bom do início ao fim.

Ler o artigo →