Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Acabou. Pois é, nosso anime escravo de sakugas da temporada de outubro finalmente acabou. É meio triste, talvez eu sinta um pouco de saudade, mas talvez eu apenas esqueça da existência de Kekkai Sensen após uma ou duas temporadas de 2017; minha memória não é das melhores, caso ninguém toque no assunto ou cite Kekkai Sensen, eu definitivamente vou esquecer da existência dele. Enfim, eu definitivamente não sou bom com introduções, né? Porém, certamente sou bom em encher linguiça. É como dizem: uma mão lava a outra!

Ler o artigo →

Se não fosse pelos minutos finais e, obviamente, pelo “final” escrito no título do anime num site qualquer, seria complicado saber que aquele realmente era o episódio final. Nem todo mundo é provido de otakisse o suficiente para ficar vendo quantos episódios tal anime vai possuir; também é sabido que nem todo mundo, mesmo após 37 anos assistindo anime, consegue perceber que um anime de apenas uma temporada só possui 12 episódios. Porém, isso não importa, o que importa é que esse foi o episódio final de Kino no Tabi, mesmo que não tenha sido óbvio.

Ler o artigo →

Como um bom especialista em animações nipônicas (pfft), acertei o fato de que o clímax de Kekkai Sensen iria começar no episódio 11. Na verdade, qualquer um com uma taxa mínima de 1% de massa cinzenta conseguiria chegar a essa conclusão, é bem simples. O que podemos falar disso? Olha, vou ser sincero, não dá pra falar muita coisa, mas dá pra falar, sim.

Ler o artigo →

O melhor até agora. Esse episódio, com toda certeza do mundo, foi o melhor episódio de Kino no Tabi até o exato momento que vos falo. Quase todos os episódios de Kino no Tabi tiveram alguma coisinha mínima que me incomodaram, já outros episódios me incomodaram apenas pelo simples fato de existir. Porém, esse episódio 11, ao meu simplista modo de ver, foi bom do início ao fim.

Ler o artigo →

Simples. Se eu pudesse resumir esse episódio de Kekkai Sensen & Beyond em uma única palavra, diria que ele foi um tanto quanto simples. Para ser sincero, o episódio no geral foi muito bom. Apesar de ter focado em um personagem que não temos tanta convivência, tenho certeza que ninguém odiou esse episódio. Certo, existem casos e casos, alguém deve ter odiado, mas a questão aqui é que esse episódio certamente foi muito bom. Além disso, também foi muito bem animado.

Ler o artigo →

Depois de uma leva tempestuosa, finalmente tivemos um episódio bem acima da média. É como disse Mateus uma vez: “Depois da tempestade vem a bonança”. Ultimamente Kino no Tabi estava mais pra lá do que pra cá. Apesar de não estar odiando os episódios, também não estava gostando tanto assim deles. Não que estavam sendo ruins, apenas não estavam me agradando quanto deveriam. Apesar de ter dito em algum momento da minha vida que os episódios sem a Kino são os mais interessantes de se assistir, esse episódio 10 me deu um soco na cara e me colocou pra dormir, provando que eu estava definitivamente errado.

Ler o artigo →

Fechando de vez o caixão conhecido como “artigos atrasados”, digitarei algumas besteiras — como de costume — sobre o episódio 8 e 9 de Kino no Tabi, que conseguiram o incrível feito de serem bons e ruins ao mesmo tempo. Na verdade, o episódio 8 até que foi aceitável, mas o episódio 9 foi complicado.

Ler o artigo →