Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Finalmente — e infelizmente — chegamos ao fim de One Hand Eden, vulgo melhor arco de Sagrada Reset. E então, senhor Nomichi, teve “correria” como o senhor disse no último artigo? Que pergunta mais audaciosa! É óbvio que houve correria! Entretanto, não foi nada de absurdo, esse episódio passou até mesmo a sensação de que estava apenas seguindo o fluxo normal dos outros episódios desse arco. E esse episódio, senhor Nomichi, foi bom ou não? Esse episódio, é…? Bom ou ruim…? . Eu diria que esse episódio de encerramento de arco foi absolutamente “tá”. 

Curta o anime21 no facebook:

Já parou para pensar que “falar” consigo mesmo, assim como fiz logo acima, é algo um tanto quanto problemático? Olha, se isso não demonstra solidão por parte do meu ser, não sei mais o que poderia demonstrar… AH, LOUCURA! Isso mesmo, falar sozinho pode ser um sinal de loucura, você sabe. Porém, existem aqueles que dizem que falar sozinho é apenas um sinal de inteligência! Inteligência, é? Talvez a solidão seja apenas uma atitude arrogante de um ser que presa por outros seres de seu mesmo nível intelectual? Ou será que a solidão é apenas burrice? Burrice, é? Será que o burrinho não fica triste ao ver que seu “nome” é um xingamento? Afinal, por que as pessoas chamam as outras de “burras” para afirmar falta de intelecto? Bom, isso eu não sei, mas sei que certas pessoas dizem que a solidão pode fazer o ser humano não ser mais um “ser humano”. A solidão então acaba com a humanidade de uma pessoa? Sei não, rapaz! Então, no final, o que é a solidão? Ficar sozinho? Não, não é isso! Ser solitário é não ter absolutamente ninguém ao seu lado. Agora indo direto ao ponto, por que diabos eu digitei isso tudo? Então, se você for no mínimo espertinho, vai notar que esse “sentimento” foi uma das pautas desse arco de Sagrada Reset. Afinal, esse arco nem existiria caso a Michiru não fosse solitária, não é mesmo?

Com o encerramento desse arco, tivemos também o encerramento desse probleminha da Michiru. Como havia prometido em sua conversa com o passarinho do twitter, Kei novamente teve uma mirabolante ideia para salvar a garota de sua eterna solidão. Sendo sincero, a falsidade dele por trás dessa resolução foi algo bastante curioso, pois não é como se ele quisesse ajudar Michiru, ele apenas teve que fazer isso. Um pouco antes de Kei pôr seu plano em prática, por conta do plano de destruição daquele mundo — posto em prática pelo Departamento — Michiru teve uma espécie de suicídio mental, e por causa disso, todos foram expulsos daquele mundo dos sonhos. Ao saber disso, é óbvio que Kei usou deliberadamente o reset da garota antipática. Aliás, sobre esse reset, lá pra baixo eu falo mais pouquinho dele.


Aliás, senhor Nomichi, como Kei resolveu o problema da garota? Ele simplesmente resolveu o problema dela fazendo com que ela reconhecesse sua própria miséria naquele mundo dos sonhos. Nessa nova “linha do tempo”, Kei convenceu Chiruchiru a não salvar Michiru do monstro — que representa a solidão reprimida da garota. Ao invés do passarinho do twitter salvar a garota, o próprio Kei fez isso, tentando se tornar amigo dela, consequentemente incentivando ela a se conectar ao mundo real. No entanto, Kei, como disse lá em cima, tudo isso é apenas falsidade, uma falsa promessa por parte de Kei. Ele não pode viver naquele mundo dos sonhos para sempre, concorda? Então… como ele poderia ajudar a garota dessa forma? Dando falsas esperanças a ela? Por fim, ele uniu a garota ao velho dos gatos, já que ele pode viver naquele mundo junto dela integralmente. Agora ambos — que sofriam solitários — estão um pouco menos solitários. E O CHIRUCHIRU, SENHOR MICHI? MICHI?! VOCÊ ME CHAMOU DE MICHI?! DEIXANDO SUA FOFURA DE LADO… Eu não sei. Sério, não mostrou o que aconteceu com o Chiruchiru. Pela lógica, ele não é mais necessário, certo? Então ele vai sumir? Mas ele não ama a Michiru? Então…? Essa parte ficou confusa, só pra variar, né? *ironia*

Enquanto Kei bancava o príncipe encantado salvando a princesa de seu monstro interior, Soma Sumire e Haruki tiveram um papo cabeça sobre o protagonista tão disputado desse anime nada popular. Uma péssima maneira de posicionar as duas principais protagonistas da obra, não? Enquanto Kei fazia tudo, basicamente — e nas entrelinhas — as duas ficaram discutindo sobre quem ficaria com ele no final. Enfim, o último reset acabou com a ascensão da autoaceitação de Haruki, que estava prestes a cair na real sobre o sentimento que sente por Kei. No final, a conversa das duas não deu em nada.


No final, a simulação de Kei não foi mostrada, na verdade, acho que nem rolou, até porque Soma afirmou que não quer sair de Sakurada. Enfim, no geral, não gostei. Sério, o arco é o melhor da série, mas esse final foi meio esburacado. Tá certo que ele encerra com o problema principal do arco, que é a autoaceitação da Michiru, mas de resto… foi tudo uma droga. No fim, foi tudo superficial demais, sabe? Bom, o que esperar do próximo arco? Apenas espero que não seja horrível , até porque é o último arco do anime, certo?

 

Comentários