Sim, seja positivo e o mundo pode mudar, assim nos ensina Emilico durante sua árdua prova de fogo. Esse episódio não conclui a saga do debute, porém ele tira nossa curiosidade quanto aos mistérios das sombras adultas e ainda constrói algo bem legal quanto ao futuro das bonecas e sombras debutantes – que mais do que nunca parecem precisar uns dos outros.

Ler o artigo →

O debute se mostra cada vez mais interessante do que sua premissa indicava, e muito disso se deve aos talentos e questões que cada boneca traz, ante os desafios que aparecem – ou os que propõe, no caso do Edward. Mesmo aquelas que não tinham perspectiva de nada novo, estão se mostrando verdadeiras caixinhas de surpresa que apenas aumentam o nível de mistério dessa competição, que já parece próxima de seu fim.

Ler o artigo →

Finalmente conhecemos a terceira garota da história e essa é a Shii, uma menina dócil e alegre, mas que ainda não pilota uma Cub – com destaque para o “ainda”. Chegando como um ar de mudança para compor o grupo das silenciosas motoqueiras, como será que ela vai mudar nesse meio, e como o seu eu mais animado vai influenciar as outras duas, especialmente a Koguma?

Ler o artigo →

Em um episódio mais focado na ação que nos mistérios, Shadows House consegue nos confundir menos e essa quebra momentânea foi maravilhosa para nosso pobre cérebro. No entanto, se para nós isso representa uma descanso, para os personagens tudo se torna mais difícil, exigindo muito mais de seu bom senso e inteligência, para que assim sobrevivam a esse perigoso e fatal desafio.

Ler o artigo →

Depois que as almas gêmeas Reiko e Koguma se encontraram, o mundo das duas mudou e aquelas que antes eram motoqueiras solitárias, tentando se encontrar e traçar objetivos, agora são verdadeiras companheiras para toda uma vida, partilhando esse amor em comum e singular pelas Cubs – ou como elas mesmas dizem, companheiras de Cub.

Ler o artigo →

Depois de ver bastante da dupla Emilico e Kate, já estávamos ansiosos para entender melhor as outras pessoas da mansão e que tipo de relação elas tem entre si, para assim começar a juntar as peças e encaixá-las nesse jogo obscuro comandado pelos adultos da família Shadow – e que até então pouco parecem se importar com qualquer uma dessas crianças.

Ler o artigo →

Super Cub teve uma estreia bem interessante ao abordar com delicadeza o cotidiano da calma Koguma, as suas questões pessoais e modo como vê a própria vida. Dado o primeiro passo para que o seu mundo vá se abrindo cada vez mais, o que pode ser dito sobre a forma como ela vem evoluindo nesses outros episódios? Vamos ao nosso bate-papo para responder.

Ler o artigo →

Esses dois episódios nos clareiam sobre o que é a grande mansão dos Shadow, enquanto descobrimos um pouco mais acerca dos outros moradores dela e as relações entre cada um ali dentro. No entanto para nossa surpresa, o anime mantém sobre si o véu obscuro que nos impede de entender o que realmente se passa nessa história e para onde ela pretende apontar de fato.

Ler o artigo →

Nenhum ser vive sem um lugar. O que seria esse lugar? De acordo com a biologia seria o habitat, ou seja, o ambiente natural onde uma espécie vive. Montanhas, savanas, as profundezas do oceano, florestas, desertos são exemplos de lugares onde espécies habitam.

Quanto mais o homem primitivo passou a usar a sua sapiência para sobreviver, o ambiente natural não era o suficiente para a garantia da sobrevivência. Se fez necessária a construção de moradias, e conforme o número de moradias foram aumentando, surgiram as cidades, e por consequência, as primeiras civilizações.

À medida que o Homo sapiens ia aprimorando sua capacidade cognitiva, o lar deixou de ser apenas um mero abrigo, mas passou a ser um ambiente fundamental para o fortalecimento das relações familiares, e também um conceito que está atrelado a ideia de dignidade.

Ler o artigo →