Há cada três meses, no outro lado do mundo, desenhos ganham vida, como num passe de mágica, através de animações feitas por profissionais dedicados. A vida de simples desenhos animados vai tomando forma até provocar nos espectadores as mais diferentes emoções. Isso é mágico, não é? Há diretores, animadores, roteiristas, profissionais responsáveis pela trilha sonora, dentre outros que são considerados magos graças aos excelentes trabalhos já feitos.

Esse anime do qual eu irei discorrer agora, não é nenhuma obra-prima, mas é visualmente bonito e se propõe a combinar uma atmosfera mágica característica de um anime de fantasia com música.

Ler o artigo →

A matéria-prima da ficção científica é a suposição, significando que o ponto de partida desse tipo de história é o “e se…”. E se o homem pudesse conquistasse o espaço…? A consagrada franquia Star Wars e o clássico Legend of the Galact Heroes são um dos vários exemplos que exploram essa hipótese. E se robôs gigantes existissem? Gundam e os demais mechas estão aí para demonstrar como seria isso de fato. E se revivêssemos os dinossauros? Jurassic Park tenta resolver essa questão.

Ler o artigo →

Todo mundo tem (ou já teve ou ainda terá) um sonho. Uns são mais difíceis do que outros. Alguns são muito simples, outros são bastante ambiciosos. Há aqueles que são tangíveis, e há os abstratos. Não existe idade para se ter um sonho, que pode surgir em qualquer fase da vida.

Ler o artigo →

A Parede (ou O Muro, se preferirem) é como se fosse uma entidade nesse anime. Suas ordens são absolutas, e aí daquele que ousar refutar suas decisões. Esse misterioso “personagem” realmente é tão poderoso e assustador para justificar o temor em questiona-lo?

Na misteriosa agência (no qual eu não lembro o nome) ninguém ousa questionar suas decisões. Já as idols escolhidas, em sua maioria, aceita, mesmo com algum receio, tais ordens.

Ler o artigo →

A quantidade de pedras existentes na terra é tão grande como a quantidade de estrelas, então é como se existisse uma “via láctea no solo”. Isso significa que céu e terra são mais parecidos do que se imagina.

A união de ciências (geologia e astronomia) com uma história suave e bonitinha é agradável e ao mesmo tempo tem um toque refinado por tratar temas científicos, só que de uma forma muito fácil de se entender. Até porque as personagens são colegiais, portanto ainda não possuem conhecimentos acadêmicos.

Ler o artigo →

Os fãs da franquia “Toaru” não devem estar muito com aquela sensação de saudade, afinal, no ano passado teve o segundo cour da terceira temporada de Index e o spin-off do Accelerator (Toaru Kagaku no Accelerator). Aliás, creio que os fãs dessa famosa franquia estejam mais com esperança do que saudade, afinal Railgun T pode ser a redenção da desastrosa season 3 da série principal (To Aru Majutsu no Index).

Ler o artigo →

O título deste artigo poderia se encaixar bem num contexto romântico, não é? A escolha desse título não é por acaso, pois a parte inicial desse anime, propositalmente, remete a romances (ou comédias românticas).

Promessas costumam ser o ponto de partida em diversos tipos histórias, incluindo romances, claro. Quantas histórias de amor (ou de amizade) não sugiram por causa de uma promessa? Tal recurso narrativo serve de motivação para quaisquer personagens alcançarem seus objetivos.

Ler o artigo →

O episódio desta semana de “Rifle is Beautiful” foi a famosa bonança depois da tempestade, em que a celebração da vitória se fez presente, tal como estudos espartanos para as protagonistas. Não bastando isso, pela primeira vez o anime teve problemas com a sua animação. Sem mais delongas, vamos ao episódio.

Ler o artigo →

O episódio dessa semana de Rifle Is Beautiful continuou com a qualidade apresentada no episódio da semana passada e dando um reforço nos esforços das garotas das escolas rivais. Além disso tivemos a confirmação que algumas participantes podem competir em tanto em tiro com rifle laser como em tiro com rifle de ar e escolher uma dessas opções para seguir para a competição seguinte.

Ler o artigo →