Os seres humanos são sujeitos as mais diversas experiências durante a sua vida. Para cada circunstância reagimos de um modo diferente. De todas as experiências sociais que passamos enquanto humano, quero eu focar nas relações familiares. O  dormitório Sunohara é uma pequena família composta de pessoas diferentes que não possuem laços sanguíneos entre si.

Ler o artigo →

Contar uma história sobre o cotidiano é bem mais difícil do que se imagina. Numa ficção, as pessoas buscam normalmente algo que está fora de sua realidade, mas a vida comum também pode ser um bom material artístico, quer seja para literatura, artes plásticas, teatro, entre outras formas de arte. Animes, enquanto expressão artística, exploram muito bem a vida comum. A vida cotidiana é muito vasta, então uma história só consegue mostrar uma parte dela. Por isso deram a nomenclatura de “slice of life” a animes que se propõe a mostrar o cotidiano das personagens.

Ler o artigo →

Você conhece alguém que é capaz de mudar o ambiente apenas com a sua presença? A irmã mais nova da Ayaka é uma dessas pessoas que deixam o ambiente mais animado. A vida do Aki que já não é mais a mesma desde que se mudou para o dormitório Sunohara, ficou ainda mais bagunçada depois dessa ilustre visita.

Ler o artigo →

Ongaku Shoujo utiliza elementos já utilizados em outros anime do gênero, mas faz isso mantendo uma identidade própria. Assim como na culinária, para fazer uma boa história, não é obrigatório seguir uma receita á risca. Cada obra tem e deve ter suas peculiaridades que os fazem se distinguirem uma das outras, mesmo que o modelo aplicado seja semelhante.

Ler o artigo →

Por uma questão cultural, as mulheres tendem a idealizar o casamento mais do que os homens. Aliás, uma das brincadeiras mais comuns entre meninas na infância é brincar de casamento. Mesmo quando menino já brinquei de casamento com uma prima (eu era o noivo). Enfim, mais cedo ou mais tarde a ideia de se casar surge nas pessoas, e com as personagens desse anime não é diferente.

Ler o artigo →