Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Nesse episódio Ballroom manteve a qualidade apresentada até agora, apesar de ter dado um deslize na forma como distribuiu as cenas de dança e o volume de informações, essas que apesar de terem sido bastante interessantes e construtivas ficaram maçantes em alguns momentos. Em compensação, ele ajudou a entendermos melhor alguns detalhes que, se bem aproveitados, podem tornar o final do anime ainda mais gratificante. Vamos abrir a porta do mundo da dança de salão!

Ler o artigo →

Como tinha dito antes, Ballroom ainda não tinha final para esse arco no mangá e por isso ele vai ter no anime um final adiantado pela autora, final esse que deve divergir em alguns pontos do que terá no original. De toda forma, acho que as diferenças serão mínimas, mas é mais um motivo pelo qual indico que leiam o mangá, desde o começo, após o fim do anime. Agora vamos a décima nona dança!

Ler o artigo →

Excellent! Poderia tecer mais elogios sobre esse episódio, mas esse já está bom para começar! Entrando de cabeça em sua reta final, Ballroom e Youkoso nos presenteia com um episódio que ampliou as suas qualidades e disfarçou muito bem os seus defeitos, o que acredito ter conseguido provocar intensas e gratificantes emoções no telespectador. Shall we dance one more Heat?!

Ler o artigo →

Fico feliz por esse episódio ter sido melhor do que eu esperava, pois não cometeu os mesmos erros de ritmo e de desenvolvimento de personagens do anterior, já que não correu muito com o mangá e trabalhou bem o par principal sem esquecer de usar bem os personagens secundários. Com ele se fechou toda a preparação para o último e mais importante torneio, e é sobre essa preparação que irei falar agora! Shall we dance?

Ler o artigo →

Se eu dissesse que adaptaram praticamente cinco capítulos do mangá de Ballroom nesse episódio vocês acreditariam? Sim, foi isso o que aconteceu e, ao meu ver, prejudicou um pouco o anime, apesar de eu ter gostado do episódio, e falarei agora ao ritmo dançante da crítica porque achei isso!

Ler o artigo →