Yami Shibai é um anime original que possui cerca de 4 minutos e a cada episódio apresenta um conto de terror que faz parte do imaginário popular japonês – as conhecidas lendas urbanas –, diferente de Junji Ito Collection, que adaptava histórias do renomado autor Junji Ito. A sua primeira temporada foi lançada em julho de 2013 e todo ano a série é renovada – com exceção de 2015 – com os mesmos 13 episódios – tendo tido duas temporadas em 2017 – e um formato praticamente inalterado desde sua estreia. Tirando os encerramentos, em que foram usadas canções mais pops com o passar do tempo.

Ler o artigo →

Garo: Vanishing Line (2017) é a terceira tentativa da famosa franquia de tokusatsu de marcar um gol de placa neste ramo de anime, e quem sabe, repetir o feito de Garo: Honoo no Kokuin (2014), que é bastante elogiado pelos fãs – e com o completo merecimento -, coisa que Garo: Guren no Tsuki (2015) infelizmente não foi capaz de fazer.

Este anime de Garo não tem uma real conexão direta com os outros dois animes anteriores, podendo ser visto independente de você ter assistido ou não os outros, pois tudo que você precisa saber é explicado. O adendo aqui é que no final, o vilão tem um monólogo que faz conexão com as outras duas temporadas, mas não é algo de fato importante, para mim, não passa de um fanservice – que é muito legal, é claro.

Ler o artigo →

Este artigo é apenas uma breve introdução sem spoilers.

Death March kara Hajimaru Isekai Kyousoukyoku, ou apenas Death March como eu prefiro chamar, é a adaptação em anime de uma série de light novel de mesmo nome com autoria de Hiro Ainana (história) e Shri (arte), publicada desde 2014 e ainda em andamento no Japão. O anime conta com longos 12 episódios. A história segue Satoo, um programador de 29 anos de idade que está um tanto insatisfeito com a sua vida. Após um evento misterioso, ele é transportado para um mundo que se parece muito com os jogos que ele programava – e com a aparência que tinha aos 15 anos. Logo em seus primeiros minutos lá, ele acaba ganhando várias habilidades e se tornando extremamente poderoso. A história se desenrola a partir daí com ele explorando as cidades, conhecendo o mecanismo do mundo em questão, encontrando novas pessoas, derrotando vilões e aprendendo novas coisas, bem como magias, línguas, comportamentos e afins.

Ler o artigo →

Este artigo é apenas uma introdução básica sem spoilers.

Kokkoku é a adaptação de um mangá de mesmo nome com autoria de Seita Horie, originalmente publicado entre 2008 e 2014 com um total de 67 capítulos compilados em 8 volumes na revista Morning Two, casa dos conhecidos Saint Oniisan e All Out. A adaptação tem um total de 12 episódios feitos pelo recém fundado Geno Studio.

Ler o artigo →

Provavelmente você já deve ter ouvido falar de Pop Team Epic e conhecido sua fama, mas o que um anime sobre o cotidiano de duas garotinhas pode ter de tão bizarro quanto as pessoas dizem? Eu posso adiantar que ele não é um anime tradicional, e isso pode ser um atrativo para alguns e desagradável para outros. Porém, a experiência de assistir a um anime tão diferente como esse ainda é válida.

Ler o artigo →

Killing Bites foi um dos animes da temporada de janeiro que acabou. Com 12 episódios e uma proposta um tanto trash, a obra veio com uma certa falta de expectativa por parte do público e talvez com razão inicialmente. Felizmente, com o passar dos episódios a obra começou a mostrar a que veio e se tornou uma grata surpresa ao final de tudo.

Ler o artigo →

Nanatsu no Taizai é um dos battle shounens mais populares da atualidade, tendo o status de grande pilar da Shounen Magazine Semanal – casa de outras obras de sucesso como Fairy Tail, Love Hina, Koe no Katachi, etc – e se estabelecendo como uma franquia que consegue emplacar desde mangás e novels spin-offs a peças de teatro, jogos, filme para o cinema e anime para a televisão – tendo sua segunda temporada em exibição no momento. E é exatamente sobre o anime que eu vou falar agora.

Ler o artigo →

Koi wa Ameagari no You ni é adaptação de um mangá finalizado em 10 volumes que conta a história da jovem Akira Tachibana, que ao se lesionar em uma corrida sai do clube o qual integrava na escola e arranja um trabalho de meio-período em um café gerido por um simpático senhor, Masami Kondou, pela qual se apaixona. Há uma enorme diferença de idades entre eles e é nesse cenário que a história se desenvolve, com a garota tentando concretizar o seu amor enquanto passa por diversas e enriquecedoras experiências ao lado do modesto e decente homem que é o fruto de sua paixão.

Ler o artigo →