Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

A primeira coisa que chama a atenção em Youkoso Jitsuryoku Shijou Shugi no Kyoushitsu e é como Youkoso Jitsuryoku Shijou Shugi no Kyoushitsu e tem um nome incrivelmente longo. Adaptação de light novel, certo? Faz sentido.


Anime21 Diário

Informe o seu e-mail para receber gratuitamente as atualizações do blog!


Mas será que independentemente de Youkoso Jitsuryoku Shijou Shugi no Kyoushitsu e ter um nome tão longo (Youkoso Jitsuryoku Shijou Shugi no Kyoushitsu e) e de Youkoso Jitsuryoku Shijou Shugi no Kyoushitsu e ser baseado em uma light novel, vale a pena assistir Youkoso Jitsuryoku Shijou Shugi no Kyoushitsu e?

A resposta é complicada e antes de começar quero lhe agradecer por continuar me lendo apesar das gracinhas com o nome longo (e quase impronunciável) do anime. Antes mesmo de assistir e antes mesmo do nome, o que realmente me atraiu para Youkoso Jitsuryoku (posso encurtar assim? Hehe) foi o character design. Mais específico que o character design: os olhos dos personagens. Eu confesso que tenho uma queda por olhos diferentes, caprichados. Assisti Haruchika só por causa disso afinal (mentira, assisti em primeiro lugar pelo suposto gênero musical; fui traído!). E a animação e a arte do anime, olhos inclusos, não me decepcionaram.

Já a história… bom, praticamente qualquer ficção sobre um “colégio de elite financiado pelo governo” está destinada a ser uma crítica social, certo? Por que outra razão se contaria uma história em um cenário desses? Sim, Youkoso Jitsuryoko é uma crítica social, e não apenas ao sistema educacional japonês, mas à própria estrutura social japonesa. Vai vendo.

Uma das primeiras coisas que a professora da nova turma de alunos desse colégio de elite diz para os calouros é que tudo na escola é baseado em mérito. Os estudantes são efetivamente cortados da sociedade exterior, e existe toda a estrutura de uma cidade dentro das dependências do colégio – ou seja, é uma sociedade em miniatura. Os estudantes devem comprar o que precisam para viver por conta. Com que dinheiro? Com os pontos que recebem baseados em seu mérito. Mérito próprio, certo? Errado!

A sociedade japonesa, e isso se reflete em todas as suas estruturas, de organizações de bairro, famílias, até, óbvio, empresas, é fundada em dois pilares: senioridade (os mais velhos possuem a primazia) e coletivismo (o indivíduo vale menos que o grupo). Assim, se foram cometidas infrações suficientes pela turma toda, ainda que cada um tenha uma cota diferente de culpa e mesmo que alguns, ainda que poucos, tenham cumprido devidamente os seus deveres, eis que todos são punidos igualmente.

A ideia é boa e Youkoso Jitsuryoko me interessa bastante, mas achei esse episódio pedante. Por exemplo: para dar a dica para o espectador que teria uma pegadinha ali, insistiu repetidas vezes que os alunos “receberiam 100 mil todo mês”, sendo que não foi isso que a professora disse. Insistiu demais! Ei, eu entendi na primeira, ok? Na verdade já tinha imaginado que viria fogo assim que a professora falou, antes de escutar o mal entendido da boca do primeiro aluno. Espero que isso tenha sido só um lapso desse episódio, porque de resto o anime me interessou e irei continuar assistindo.

  1. A critica social é valida e sua analise foi certeira(serio, vc destrinchou o q acontenceu e o estava sendo criticado), mas…
    Q RAIO DE PROTAGONISTA BONECO DE POSTO É ESSE!!!

    Me desculpe, os bonecos de posto tem mais expressão kkk, mas sendo sincero nunca senti tanta antipatia por um protagonista como esse. E eu não tô brincando, mesmo personagens antipaticos, sem-graça, covardes ou odiosos não superão a frustação q foi ver aquele pastel.

    É so pensar, se não houvesse aquela narração em off vc não teria a minima ideia do q ele pensa. Ao contra,a protagonista feminina mesmo sendo estranha(Não levantou pra velhinha por convicção?A q, a sua bunda?) ,vc ainda consegue deduzir os pensamentos delas, já o pamonha…acaba de cair uma bomba na sala e a professora parece uma sádica louca e nem um levantar de sombranselha?
    Pode ser clichê, mas minha personagem preferida foi a boazinha, ela parece carente e popular, ou seja é aquela q possui maior potencial de transformação moral dentro desse cenário(será q ela fica louca?kkk)

    Agora é esperar os proximos capitulos e tentar entender pra q ruma a historia vai. Haverá algum objetivo? Derrubar o sistema, sobreviver a ele, fazer o protagonista superar a anemia e vermos seus sentimentos sem narração em off?????

    É esperar…

    • Fábio
      Fábio "Mexicano" Godoy

      Bom, passados dois episódios do anime e agora sabemos que o protagonista está propositalmente escondendo algo, não é? Deve melhorar um pouco então, hehe.

      Mas concordo que representar isso dessa forma pode não ter sido a escolha narrativa mais empolgante.

      Obrigado pela visita e pelo comentário =D

Comentários