Este episódio teve o Nianko Big (o gato, como chamarei) como principal personagem, porém eu não vou falar muito dele. Ele já teve atenção demais. Vou tirar esse artigo em especial para fazer alguns questionamentos sobre o anime num geral, alguns elementos sobre os personagens e tentar fazer previsões futuras.

Ler o artigo →

Esse episódio quase que por inteiro foi focado no rito de passagem do clube de fotografia, então, o artigo também será. Eu já queria dizer que eu achei a competição MUITO criativa e divertida, porém, ela me parece só uma maneira de nos aproximar mais dos personagens para que, quando cheguem as partes tensas desses romances, a gente sinta muito mais.

Ler o artigo →

E quem diria que eu voltaria aqui ein? Sim, depois de passar muito tempo (não sei quanto pra ser sincero), de flopar com vocês com Houseki e Inuyashiki, eu recebi uma nova chance e agora eu não vou vacilar (eu acho)!

Dessa vez, obvio, eu voltarei com um romance, o provável queridinho dos amantes do gênero da temporada, Tada kun wa Koi wa Shinai. Um anime sobre um garoto que quer ser fotografo e trabalha na cafeteria da família. Esse garoto vai, POR UM MILAGRE DO DESTINO, sem querer, tirar uma foto de uma garota, depois sem querer, encontra ela numa ponte, depois sem querer, acha ela perdida na chuva, depois sem querer, encontra com ela na rua perdida, depois sem querer (ou querendo, ai eu já não sei mais), descobre que ela mora ao seu lado. Vou relatar todas as coincidências nas imagens! Levem em conta que a primeira é a capa do artigo, a foto!

Ler o artigo →

Estou com o artigo aberto para começar a escrever enquanto assisto o episódio, e eu tenho certeza que o Hiro vai se matar para salvar a terra (isso é quase um react). Esse Hanako não teve papel de nada no anime. EU ESTOU RINDO MUITO DESSE BUCHO DELE CHEIO D’ÁGUA. KKKKKKKKKKKKKK, RIR DO CACHORRO CAINDO DA ESCADA É ERRADO? Olha o Hiro aí… com papo de se detonar… Sério que o Inu vai se detonar também? Ok, acabou, vamos lá!

Ler o artigo →

E finalmente tivemos mais um encontro entre o protagonista e o vilão, agora assumido. E com esse encontro veio uma luta que era esperada há vários episódios: O Inu contra o Hiro usando todos os seus “poderes”, até a derrota de um dos lados! E como vimos, o lado que saiu derrotado foi o do mal. O Hiro teve parte de sua cabeça e seus braços arrancados pelo velhinho, este que estava mais preocupado com sua filha do que com a luta, e eu compartilhava desse sentimento. Enquanto eles lutavam eu só pensava “VAI SALVAR A MARIIIII”, mesmo sabendo que ela não morreria.

Ler o artigo →

Eu já estava me preparando para um artigo de “E nada acontece feijoada”, mas aí DO NADA APARECE UM TIPO NOVO, MUITO ESTRANHO E AMEDRONTADOR DE TSUKIJIN! Foi uma surpresa e, ao mesmo tempo, criou uma grande dúvida na minha cabeça sobre a origem de mais um inimigo que, aparentemente, não tem sentido algum.

Ler o artigo →

E com mais um pouco de “mais do mesmo”, Inuyashiki vai, de acordo com algumas fontes minhas (não tão confiáveis), ter apenas 11 episódios, ou seja, vai acabar daqui a menos de duas semanas, e o ritmo lento se mantém. Tem gente que acha que está normal, usando a desculpa do mangá também ser assim, mas eu não concordo, são obras diferentes que devem ser tratadas de forma diferente no quesito do tempo que a história levará para se desenvolver.

Ler o artigo →

Lembra do que eu falei sobre o sentido no último artigo? Nesse episódio eles deram um pequeno foco a isso, mas mesmo assim eu achei digno de menção, já que antes eu reclamei. Mas sobre o mais importante: o novo estilo da Phos. Eu definitivamente NÃO gostei, e achei EXTREMAMENTE REPENTINO. Gosto muito de animes com evolução ao nível de Game of Thrones, mas elas têm que ser digeríveis, e não algo que acontece de uma hora pra outra. Sim, eu sei que no anime teve um time lapse bem grandinho, mas o mais importante é o que levou para a gente!

Ler o artigo →

Voltamos pro mesmo patamar de “tá, beleza, já acabou o episódio?”. E isso me preocupa demais, já que aqui no anime, não temos o tempo para enrolação e envolvimento, como temos no mangá. Aqui a grana gasta é alta e há limite para quantos episódios podemos fazer, o que implica em menos enrolação e mais evolução. Mas o nível de rendimento aqui está alto, eu tenho certeza que pra fechar a história completa precisariam de, nesse ritmo, no mínimo mais uns 50 episódios, mas não vai chegar a isso, eu creio que está marcado para ter 24!

Ler o artigo →

Entre os muitos elogios que esse episódio merece, um deles é a luta. Muito bem animada e bastante dramática, Antarcticite contra os Tsukijin pelas suas memórias (com o Sensei principalmente), foi muito linda. Além disso, os muitos mistérios sem explicação que cada vez só aumentam, e junto a eles a minha vontade de ver o anime também cresce.

Ler o artigo →