Quem diria que eu voltaria aqui, hein? Sim, depois de muito tempo (não sei o quanto, pra ser sincero), de flopar com vocês com Houseki e Inuyashiki, eu recebi uma nova chance e agora não vou vacilar (eu acho)!

Dessa vez, óbvio, voltarei com um romance, o provável queridinho dos amantes do gênero na temporada, Tada kun wa Koi wa Shinai. Um anime sobre um garoto que trabalha na cafeteria da família, mas que deseja ser fotógrafo. Ele, POR UM MILAGRE DO DESTINO, sem querer, tira uma foto de uma garota; depois, também sem querer, encontra-a numa ponte; em outro momento, acha-a perdida na chuva; em outro, encontra-a perdida na rua; mais tarde, sem querer (ou querendo, já não sei mais), descobre que ela mora ao seu lado. Vou relatar todas as coincidências nas imagens! Levem em conta que a primeira é a capa do artigo, a foto!

Coincidência 2

Esse anime, além de ser muito fofo, ter personagens legaizinhos (personalidades comuns, mas que fazem bem seu papel, e têm designs bonitos, sabe?) e ter uma ost agradável, me fez pensar em algo muito importante (ou não). Os japoneses são realmente tão receptivos assim? O que dizem é, na verdade, o contrário. Eles não são tão chegados em gringos, têm até um certo preconceito.

Coincidência 3

Eu gostaria que os animes tratassem os encontros e os tratamentos com um pouquinho mais de realismo. Uma coisa é ter educação, outra é oferecer roupa, comida e “abrigo” a um desconhecido. Isso é estranho até para uma mulher bonita (embora seja inegável que essas tenham mais chances de serem bem tratadas). Contudo, dizer que um anime que força CINCO ENCONTROS ALEATÓRIOS do protagonista com uma GRINGA ALEATÓRIA seja realista é querer demais, né?

Na quarta eles perceberam

Apesar de não haver muitos pontos a serem ressaltados, eu gostei do anime. Agradaram-me uns pontinhos ali no segundo parágrafo, e isso é o suficiente pra me manter vendo um romance. Claro, se tiver aquele final sem um beijinho, a nota cai de 8 (média que eu dou pra romances com final bom) pra 5. Pra mim, se não tem beijo não é romance. Gosto de ver as coisas concretizadas, minha vida já é insatisfatória o suficiente pra eu perder meu tempo assistindo um anime com final aberto.

Coincidência 5

Por hoje é só, galera. Muito obrigado por ficarem comigo até aqui! Espero ver vocês em todos os artigos dessa série. Prometo não furar com vocês se vocês não furarem comigo. Caso queiram um contato melhor comigo procurem meu nick no google ou comentem ai no artigo, prometo responder!

 Um abraço e até a próxima <3 

  1. O anime é bem fofinho e tals…Mas está mais me parecendo uma jogada de marketing da Canon (parece uma EOS 5d) , Nikon (D7200), Sony (DSC Hx80) e Panasonic (Lumix GF9 rosa barbie para meninas fofas) para vender cameras fotográficas…Mas se vc quer aprender um pouco de fotografia o anime promete…

    • MarcosBSG

      Não é como se fosse “uma jogada de marketing” de X ou Y. O anime pode simplesmente estar sendo patrocinado, não é? O que por sinal é sensacional pro mundo dos animes :D.

      • Desculpe, mas não é sensacional quando te tentam vender um produto num formato de ficção que esperamos que seja…

      • Não sou contra “product placement” em anime (meu caro isso começou aqui no Brasil com as novelas lá no começo dos anos 80), mas fazer uma peça de entretenimento em torno de um produto fica meio forçado né?

  2. De qualquer forma não vou desmerecer a jogada de marketing que está por trás disso…É uma forma de vender um produto o qual o Japão sabe fazer muito bem, que são cameras fotograficas que está perdendo para os smartphones…Mas o enredo desse aí tá dificil de acompanhar (só acompanho pelo apelo mercadologico)…E não vai ter “primeiras impressões” por “Wotaku ni Koi wa Muzukashii” aqui no Anime21?

Comentários