A primavera de 2018 traz a adaptação do mangá Tachibanakan To Lie Angle, de Merryhachi, que vem sendo publicado, desde 2014, na revista de antologias Comic Yuri Hime, da Ichijinsha. O termômetro de expectativa da transposição da história para o anime não era o dos melhores. O estúdio Creators in Pack (que, em Tachibanakan To Lie Angle, divide a produção com Studio Lings) é o responsável pela malsucedida adaptação de Netsuzou TRap (2017), e a direção do anime está a cargo do mesmo comandante de Netsuzou Trap, Hisayoshi Hirasawa, que tem no currículo, entre outros, Bernard-jou Iwaku (2016). Ambos os animes são de curta duração, variando entre 3 a 9 minutos. Hirasawa é um “especialista” no formato.

Ler o artigo →

Gundam Build Divers entregou um bom trabalho em sua estreia, dando um gostinho do que será a obra no futuro. Primeiramente, acho necessário citar que a obra lançou um episódio 0, que é um ótimo introdutor ao mundo do anime, no qual são apresentadas as regras da liga principal do campeonato da GBN e, mais especificamente, o campeonato de Gunpla Force. Também é apresentado o sonho do protagonista, que é conseguir chegar a essa liga. Resumindo, recomendo-lhes assistir esse episódio, é um grande guia da obra.

Ler o artigo →

Se o elemento drama contribui para dar emoção para um romance, a comédia serve para dar leveza e descontração aos romances. Existem várias formas de fazer comédia em um romance, que podem variar desde situações cômicas como mal entendidos, desencontros, sátiras a clichês. E até mesmo apelar para o absurdo (nonsense), que é o caso desta obra.

Ler o artigo →

Persona 5: The animation é uma adaptação de um jogo produzido pela Atlus, lançado em setembro de 2016 no Japão e em abril de 2017 no resto do mundo. Foi premiado como o melhor RPG no The Game Awards 2017 e foi amplamente elogiado pela crítica. Mesmo que alguns animes baseados em jogos sejam muitas vezes mal adaptados e criticados pelo público, Persona 5 é uma das maiores expectativas nessa temporada de abril.

A história se passa na Tokyo atual e segue Ren Amamiya após sua transferência para a Shujin Academy, em liberdade condicional por ser acusado de um crime que não cometeu. O personagem acaba descobrindo um universo paralelo chamado metaverse (um reino sobrenatural que consiste na manifestação física dos desejos subconscientes da humanidade). Após descobrir seus poderes “persona”, ele forma um grupo de vigilantes secretos para invadir o metaverse buscando converter as intenções malignas de algumas pessoas.

Ler o artigo →

Em Amanchu! Advance, ainda são as férias de verão da primeira temporada, exibida em 2016. O anime iyashikei (que significa algo curativo, cicatrizante) volta com Futaba Ooki, a Teko, e Hikari Kohinata, a Pikari, sólidas em sua amizade. Mas, como nem tudo são flores, depois de superar sua solidão, falta de confiança e ansiedade social (não 100%), Teko percebe-se dependente de Pikari, que é quem promove a diversão e cria as memórias do que elas vivem em Shizuoka, tornando o temor da separação ainda mais angustiante. Além disso, Teko sente que não devolve o suficiente por tudo o que já recebeu e recebe de Pikari.

Ler o artigo →