A fantasia chegou a Amanchu! pelos sonhos de Teko nos episódios 4 e 6 desta temporada. Teko, a sonhadora profissional, compartilhou um espaço imaginário com uma menina em um café (ambas despertam na cafeteria após voarem em vassouras até o Vale das Cerejeiras) e com Pikari em uma casa de banho, um conto de príncipe e princesa. Um sonho sonhado juntos. No episódio 7, surge o fantástico confrontando a realidade, criando um clima de impossibilidade, marcando um novo arco, o de Peter, um garoto que anda pelos corredores da Escola Yumegaoka procurando quem deseje eternizar um evento, viver para sempre em um momento de felicidade.

Ler o artigo →

Dia de Halloween em Amanchu! Advance. Mais uma vez, o realismo mágico se faz presente, são os sonhos lúcidos de Teko. Além disso, o esperado encontro entre Teko e Kokoro ocorre neste sexto episódio, ocasionando uma disputa aberta pelo coração de Pikari. Constrangimento, ciúme e tensão atravessam o primeiro contato entre elas. Em um evento, uma corrida de caça ao tesouro, o beijo do “príncipe” Pikari se torna um dos prêmios. Motivo para Teko lutar até o fim para impedir que qualquer outra pessoa obtenha a recompensa e macule a querida amiga. Um episódio movimentado, com um sonho quase romântico (quase?) e emoções à flor da pele.

Ler o artigo →

No episódio 5 temos novamente o mergulho em foco. Além disso, uma nova personagem, Kodama, irmã de Pikari, e a lenda de uma mergulhadora, chamada de “sereia negra”, que resgata quem está em dificuldade no oceano. O mistério, para o público, é revelado no final, aumentando a presença da família de Pikari no anime. Um episódio divertido que manteve em primeiro plano Teko, e mais um obstáculo a superar, e o enigma do mar.  E a animação merece uma menção, pois, invariavelmente, consegue entregar cenas deslumbrantes do mundo marítimo. Desta vez, não foi diferente.

Ler o artigo →

O primeiro verão no ensino médio de Pikari e Teko se finda. Chega o outono em Amanchu! Advance. E, com a nova estação, oportunidades para mais diversão e memórias, por mais que Teko se mostre reticente a respeito. Pikari aconselha a amiga a ficar atenta para as maravilhas do outono. O episódio 4 traz a confirmação de que para testemunhar ou viver um momento inesquecível, basta estar aberto para as surpresas que podem estar pelo caminho. Além disso, Amanchu! Advance se aproxima de um terreno ainda não explorado na série, o da fantasia.

Ler o artigo →

Dia de teste de navegação no oceano para Teko. Aprender a se localizar e guiar-se pela bússola. O exame resulta em mais um desafio para a garota. Para ser a parceira de mergulho de Pikari, ela precisa superar seus temores, entre eles o receio de não conseguir realizar sozinha as tarefas. Amanchu! Advance expõe novamente a batalha interior de Teko contra sua pouco sólida autoestima, o que faz notar a dependência que tem em relação a Pikari. O episódio 3 reforça que cada avanço de Futaba é sucedido por um recuo, por uma crise de insegurança. Ela é uma lutadora. O episódio ainda traz a sabedoria de Katori-sensei, que auxilia Teko a expandir a sua percepção sobre si mesma.

Ler o artigo →

Em Amanchu! Advance, ainda são as férias de verão da primeira temporada, exibida em 2016. O anime iyashikei (que significa algo curativo, cicatrizante) volta com Futaba Ooki, a Teko, e Hikari Kohinata, a Pikari, sólidas em sua amizade. Mas, como nem tudo são flores, depois de superar sua solidão, falta de confiança e ansiedade social (não 100%), Teko percebe-se dependente de Pikari, que é quem promove a diversão e cria as memórias do que elas vivem em Shizuoka, tornando o temor da separação ainda mais angustiante. Além disso, Teko sente que não devolve o suficiente a tudo que já recebeu e recebe de Pikari.

Ler o artigo →

Tecnicamente o episódio 10 não se encaixa com os outros dois. Bom, tecnicamente os três episódios contam histórias bem diferentes mas, como você vai ver, o que eu tenho a dizer sobre o final de Amanchu encaixa razoavelmente bem os episódios 11 e 12. O episódio 10 está incluído junto apenas porque eu acho que ele não diz nada demais. Nada que não tenha sido dito antes ou que não venha a ser dito depois. Claro que só faço isso pela excepcionalidade da situação também; estivesse em dia com os artigos e sairia um para cada, inclusive o 10. Mas hediondamente atrasado que estou, não acho razoável o esforço. Entrego um trabalho melhor assim, acredito.

O Pequeno Príncipe deve ser um dos livros mais conhecidos – principalmente por quem lê pouco ou nada mas se envergonharia de dizer isso em público. Ele também parece profundo o bastante, bem mais do que a maioria dos livros infanto-juvenis, embora eu pessoalmente ache Meu Pé de Laranja Lima muito mais pungente, apenas para dar um exemplo. Quero dizer, a profundidade de O Pequeno Príncipe é bastante … rasa. O que não é nenhum demérito considerando sua qualidade literária e seu público-alvo. Mas bom, esse artigo não é para falar do Pequeno Príncipe, mas sim da que provavelmente é sua mais famosa citação, quando a raposa diz “Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas”. Acho que a maioria das pessoas erra o ponto exato dessa afirmação, mas Amanchu acerta em cheio.

Ler o artigo →

Enquanto o oitavo episódio foi bastante mediano, quase só para passar o tempo, ainda assim ele foi divertido e tocou em pontos importantes. Já o nono episódio se equipara aos melhores episódios do anime até agora e, particularmente para mim, ele tocou fundo.

Você vê, eu me identifico com a Futaba em vários aspectos. E agora a conheço um pouco melhor e me identifico mais ainda.

Ler o artigo →

Categorias como protagonista, vilão e par romântico já estão manjadas. Melhores e piores mães e pais também já são lugar comum. Mas você já viu uma lista de avós nos animes? Aposto que não. Vai ver agora!

E enquanto pesquisava para essa lista entendi porque provavelmente não existe outra lista sobre avós em animes por aí: é porque é muito raro animes que tenham avós mesmo. Faz sentido. A maioria dos animes já esconde os pais dos personagens, que dirá então dos pais dos pais dos personagens? Ou, no caso dessa lista, das mães dos pais dos personagens.

Mas elas existem. Eu não conheci muitas, e descobri que deixei de conhecer umas bastante famosas, mas todas dessa lista são de animes que eu assisti então eu sei do que estou falando quando elogio essas avós!

Ler o artigo →

Muita chuva nesses dois episódios desse anime que não perde uma oportunidade de ser mais simbólico do que realista: chuva é tristeza, depressão, sentimentos ruins. Pelo menos para adolescentes, porque adultos maduros como a professora já passaram por essa fase eufórica da vida e aprenderam que tudo existe por uma razão, que tudo tem a sua beleza, até mesmo dias de chuva.

E até mesmo adultos ainda tem o que aprender com adolescentes, ou não foi essa a conclusão do sétimo episódio? Em episódios assim há significado em cada traço, cada som e cada movimento de Amanchu!, e o anime quer sim passar uma mensagem. Mas não é pedante ou invasivo porque é apenas uma mensagem relaxante de que encontrar paz e satisfação está sempre ao alcance de todos nós, a qualquer momento. Se nada te convencer disso, pelo menos assistir as vidas e relações dos personagens desse anime (principalmente as duas protagonistas) deve servir para te aquecer o coração um pouquinho.

Ler o artigo →