No episódio 5 temos novamente o mergulho em foco. Além disso, uma nova personagem, Kodama, irmã de Pikari, e a lenda de uma mergulhadora, chamada de “sereia negra”, que resgata quem está em dificuldade no oceano. O mistério, para o público, é revelado no final, aumentando a presença da família de Pikari no anime. Um episódio divertido que manteve em primeiro plano Teko, e mais um obstáculo a superar, e o enigma do mar.  E a animação merece uma menção, pois, invariavelmente, consegue entregar cenas deslumbrantes do mundo marítimo. Desta vez, não foi diferente.

Na primeira parte do episódio, é dia de teste para Teko. É a sua primeira vez mergulhando com traje seco. Não faltou empenho, estudo dos procedimentos e o repasse mental constante das informações na tentativa de se tranquilizar e executar com precisão cada uma das normas. Teko está no “modo supermotivada”. E causa uma boa sensação ouvi-la manifestar o desejo de obter a licença avançada de mergulhadora para ultrapassar os 18 metros de profundidade ao lado de Pikari.

Katori-sensei e a história da “sereia negra”. Possibilidade de mais uma maravilha de outono.

Mato Katori-sensei leva os integrantes para o fundo do mar. Tudo vai bem, até Teko se esquecer de um dos procedimentos, relacionado à reposição do ar. Rapidamente, ela entende o erro que cometeu e o corrige. Todo esse tempo é observada atentamente por Pikari, que se mantém próxima (diferentemente do teste de navegação, evento do terceiro episódio, em que permaneceu à distância, ainda que em vigília cuidadosa). Teko e Pikari juntas é algo indefectível. A forma como elas se motivam constituem um ponto forte do anime: seja no modo cautela ou no modo impulsividade.

Ao conseguir reparar por conta própria a sua falha, Teko fica mais confiante, e os anéis de ar enviados como beijos por Pikari, Katori-sensei, Ai e Makoto a deslumbram e a deixam mais relaxada, é o ápice da felicidade. A cena é fascinante. Um das mais belas desta temporada de Amanchu! Advance. Porém, tanta alegria torna Teko inadvertida. Ela se distancia do grupo e não consegue alcançá-lo, quando deveria afundar um pouco mais para conseguir chegar perto. Ela tenta consertar seu equívoco rapidamente, o que complica sua situação. O perigo em que Teko se coloca é pelo nitrogênio se expandir no traje e criar bolhas, o que pode ocasionar dor e dormência. Como se não bastasse o descuido com a manipulação do traje, Teko ergue as pernas e é puxada para cima, aproximando-se de um perigo real e imediato.

Teko envolta por anéis de ar. Amanchu! em “modo beleza máxima”.

Após agir de maneira irrefletida, conduzida pela empolgação que superou a atenção às normas, Teko entra em pânico, não sabe o que fazer, apesar de conhecer tópico por tópico do manual de segurança. Pikari e Katori-sensei intervêm e salvam Futaba do pior.

O excesso de confiança de Teko a distraiu e deixou-a desprotegida. O que vem após o resgate mostra que Teko tinha consciência do erro que cometeu, de cada passo dele. O mergulho é uma atividade que tem seus riscos. Não foi uma questão de desconhecimento das regras, mas de medo desesperado. Teko ainda luta contra suas fragilidades. E quando a garota diz não poder mais confiar em si mesma, Pikari demonstra (outra vez) a extensão de sua ligação afetiva com Futaba. Atingida emocionalmente com o pessimismo da amiga, trata logo de incentivá-la, proferindo uma frase acalentadora e estimulante: “Quando der tudo errado mesmo, suas forças serão suas maiores aliadas”. Pikari possui a virtude de restabelecer a autoconfiança de Teko (a oscilante autoconfiança dela).

A sabedoria de Pikari prepara o terreno para a segunda metade do episódio. Mergulhar diretamente do barco é a próxima atividade. Porém, antes o espectador é apresentado à irmã de Pikari, a menina Kodama (uma temporada inteira e parte da segunda para a sua aparição). Ela é o oposto de Hikari Kohinata. Centrada e menos aventureira (principalmente por acompanhar Pikari no primário e se meter em enrascadas). A diferença entre as irmãs chama a atenção. É engraçada a cena em que Kodama se esquiva de Pikari, fugindo de seus abraços. Teko fica entusiasmada com a novidade, de ficar frente a frente com a irmã de sua amiga. É curioso o aumento do número de integrantes da família Kohinata, e também o contraste entre as irmãs. No entanto, é evidente o afeto de Kodama por Pikari e o quanto ela a considera desleixada.

Kodama, a irmã de Pikari. A centrada irmã mais nova, a impulsiva irmã mais velha.

Kodama leva uma toalha gigante para a avó. E esse fato tem relação com a parte final do episódio, com Katori-sensei, Pikari e Teko encontrando a “sereia negra” e descobrindo a realidade por trás da lenda. A sereia, um homem idoso, de altura colossal e corpulento, salva a professora Mato de sofrer um acidente – provocado pela própria “sereia”, que ao nadar em alta velocidade a desequilibra. Katori não perde a oportunidade. Identificando-o com a “sereia negra” (até por impedir que ela se machucasse, já que, reza a lenda, a sereia ajuda os mergulhadores em situação de perigo), pede que ele mostre onde fica o Palácio de Ryuuguu, um lugar mítico. O tal palácio existe, mas é um local paradisíaco, de beleza deslumbrante e iluminado pela luz solar. As cores e o clima de dádiva concedida criam mais um esplendoroso momento da nova temporada.

18 m, o limite a ser ultrapassado para Teko vencer mais um desafio.

Katori-sensei se sente realizada e tem a impressão de já ter encontrado a sereia antes. Há mais da infância da professora a revelar. Já Teko descobre mais uma maravilha do outono, que pode compartilhar com Pikari, e que faz seus esforços valerem a pena. As suas forças foram aliadas imbatíveis para a recuperação da Teko em “modo supermotivada”.

A surpresa fica por conta do homem idoso, de altura colossal e corpulento que salvou Katori-sensei. Nem sempre as lendas correspondem a realidade. Aqui, não há decepção, mas divertimento. Uma cômica novidade.

Talvez, daqui para frente Amanchu! flerte intensamente com o realismo mágico. Por ora, no episódio cinco, tivemos o seu melhor: mergulho, leveza, um pouco de drama com a personalidade de Futaba a traindo e depois recuperando a sua alegria e confiança, Pikari sendo a melhor das companheiras e Katori-sensei em cena.

Discussão