Se o elemento drama contribui para dar emoção para um romance, a comédia serve para dar leveza e descontração  aos romances. Existe várias formas de fazer comédia em um romance, que pode variar desde situações cômicas como mal entendidos, desencontros, sátiras a clichês de romances e até mesmo apelar para o absurdo (nonsense), que é o caso desta obra.

A história gira em torno de um casal de namorados, até ai tudo normal, mas o garoto tem um comportamento muito estranho de rejeitar a namorada em público para depois admira-la secretamente. Esse é basicamente a piada central deste singelo curta de comédia romântica.

O anime é meio bobo, mas coisas bobas são perfeitas para relaxar e nos distrair dos problemas do cotidianos, além disso há quem diga que o amor é bobo. E por sinal este anime parece comprovar isso, pois a protagonista feminina é maltratada verbalmente, mas age como se nada tivesse acontecido. Essa relação bizarra desse casal pode ser engraçada sim, mas para mim o episódio é do tipo “nem fede, nem cheira”, todavia se você leitor (a) é familiarizado com o gênero comédia romântica, pode ser que lhe agrade.

A heroína é uma personagem fácil de se apegar, já o protagonista masculino parece detestável no início, até entender as loucuras dele.

A animação é simples, o design cumpre o básico. Dos animes curtos, ele pode ser uma boa opção para passar o tempo e quem sabe até arrancar boas risadas, afinal senso de humor é algo pessoal (parece clichê mas é a mais pura verdade).

Obrigado a todos que leram este artigo, e até a próxima!

  1. De todos os animes curtos desta temporada, Akkun To Kanojo deve ser o melhor.
    A história é simples, a relação entre o casal de protagonistas parecia normal (pelo menos no lado da garota), mas o Akkun é muito doido. A forma como o Akkun, age quando a sua namorada fala com ele, foi meia estranha no começo (afinal ele responde mal a ela e chama-lhe nomes menos educados). Mas lá no fundo o Akkun, gosta e considera a Chio uma deusa (as figuras dele, quando recebeu um desenho dela e no caminho para casa foram engraçadas).
    Como comédia romântica, com toque de josei, está bom (seria interessante, se os episódios fossem mais longos, mas não se pode ter tudo).
    A parte da animação, para um anime curto, de um estúdio que não conheço, não está má (na Chiho, mesmo o design sendo simples ela ficou engraçada).
    Como sempre, mais um excelente artigo de primeiras impressões Flávio.

Discussão