Boa tarde! Como você está?

Não sei se esse era o episódio que queríamos, mas com certeza é o que precisávamos para gostar do Tanigaki. Desde a sua primeira aparição, ele se mostrou um personagem muito razoável – meio que aquele clássico “tanto faz” ou “não fede nem cheira” –, e agora tivemos o prazer de acompanhar um belo episódio contando sua bela história, e bem, como ando meio adoentado ultimamente, talvez seja apenas “coisa da doença”, mas uma lágrima escorreu aqui.

Ler o artigo →

Boa tarde! Como você está?

Antes de mais nada, devo comentar uma coisa que estragou o episódio, pelo menos na minha visão enquanto espectador. Basicamente, as piadas indevidamente encaixadas tiveram a infelicidade de serem colocadas em um episódio essencialmente sério, e claro, não posso esquecer que foram feitas por um dos poucos personagens que teoricamente, é sério dentro da trama – ao menos eles deveriam ser –, claro que a apresentação de um novo personagem abre espaço para que ele seja exatamente como o autor queira que ele seja, no entanto, o problema está no Tenente Tsurumi. Se as piadinhas fossem algo mais rápido e passageiro, não seriam um problema tão grande, mas elas se arrastaram por vários minutos com a morfina e depois com as plantações, armas, deficiência auditiva e até mesmo uma deficiência no lobo frontal do Tsurumi.

Ler o artigo →

Um garoto que perdeu suas memórias se vê envolvido em um incidente e acaba entrando em uma jornada de vingança contra sete heróis com poderes sobrenaturais que defendem sua cidade contra monstros gigantes extremamente “diferentes” (conceitualmente falando) que querem “lacrar” a população mundial.

Planet With é uma série animada original de autoria de Satoshi Mizukami (Lúcifer e o Martelo, Spirit Circle), produzida pelo estúdio J.C.Staff. O anime conta com apenas uma temporada fechada em 13 episódios, tendo seu início, meio e fim fechados.

Ler o artigo →

Posso dizer com total certeza que Planet With é uma das melhores coisas que o Satoshi Mizukami esteve envolvido. Creio que teria sido muito bom começar adaptando suas obras por Hoshi no Samidare, mas não é como se Planet With tivesse sido ruim – na verdade, como já escrevi, é muito bom e, apesar de ter sido uma decisão inicialmente questionável, talvez ela tenha sido a melhor para a ocasião.

Ler o artigo →