Enfim acabou. Com altos e baixos, esse anime que não foi uma adaptação teve seu fim. Eu costumo ver UQ Holder pouco antes de escrever o artigo, ou seja, hoje, quarta-feira, e acabo de perceber que pelo menos esse eu deveria ter visto na segunda (dia de lançamento). Sinceramente eu não estou nas minhas melhores condições mentais para escrever sobre esse final. Me faltam palavras para descrever e pior, eu não consigo salientar coisas boas sobre ele e olha que eu gostaria e muito de fazer isso. 

Foi ruim. Eu quase chorei de tão ruim enquanto assistia o episódio. Não fez sentido. Foi broxante num nível estratosférico. Pelo menos foi um episódio “rápido” e o sofrimento pareceu menor. Eu já vi finais extremamente ruins e esse faz parte dessa lista com um belo destaque. Ao menos teve um desfecho inesperado e se você gosta de shounen e protagonismo, esse final pode te agradar. Ah, e se você gosta de um ecchi leve também pode ser uma pedida razoável.

Mas vamos falar do episódio, pois se eu fosse reclamar de tudo ficaria até 2100 fazendo isso. Tivemos o desfecho da batalha final onde Touta mesmo com seus esforços máximos não pôde para seu “avô”. Aliás, nem ele nem ninguém, pois mesmo com a ajuda de Fate e Yukihime, Negi/Ialda ainda conseguiram se livrar de seus oponentes e deixá-los numa situação ruim. Foi aí que um protagonismo sem sentido entrou em ação e deu um raio de esperança nessa batalha perdida.

Negi havia ativado um modo que para conseguir teve que treinar e superar alguns obstáculos. Touta na teoria deveria também (na verdade ele fez isso mas foi no mangá), mas no fim ele apenas despertou subconscientemente e conseguiu lutar quase que de igual para igual com seu “avô”. SIM, foi um baita protagonismo mal explicado e conveniente, mas fato é que sem isso não daria para inserir algo que fizesse mais sentido no plano de segurar por 37 segundos.

No fim sobrou para Kirie se usar como trunfo a fim de obter a meta. Mas aí eu vos pergunto, caros leitores que não leram o mangá: vocês sabem por que ninguém poderia matar a Kirie? Pois é, talvez se você pensar um pouco pode ser óbvio, mas o anime sequer foi capaz de explicar algo tão curto e simples. Foi simplesmente: “eles não podem me matar por conta do meu poder” e pronto, resolvido, ou quase, se não fosse a maldita da Cutlass. E depois eles me vem com essa história da Kirie gostar do Touta; é muito engraçado como ela começou a gostar do nada dele, não é mesmo?

Mas nada mais engraçado que o Touta se confessando para a Yukihime e ainda dar aquela explicação aleatória. Sério mesmo que ele começou a amar ela após aquilo? Ah, por favor, vocês só podem estar de brincadeira. Eu entendo que 12 episódios não são o bastante para desenvolver isso, mas se for para fazer desse jeito, nem faça. E eu me abstenho de comentar a parte onde Negi foi atacado por suas 33 ex-alunas que estão dentro do Touta. Aquilo beira o ridículo de tão tosco e sem sentido. Eu fico triste só de lembrar daquela cena. No fim, se você é fã de Negima, ao menos se apegue a nostalgia.

E antes que vocês pensem que eu estou exagerando, tentem achar alguém que está elogiando esse último episódio pois vocês irão falhar miseravelmente. Na verdade podem até achar porque hoje em dia há gosto para tudo né…

  1. Ai tou procurando em toda a net, me explica esse final eu não entendi foi nada msm, eu vi em outro post esse negocio de touta aparecer a mais de 500 anos atrás e etc, e esse negócio de yukihime nao ser mais forte que negi sendo que ela o treinou, a fonte desse poder que os fazem ficar brancos, e se a possesão é uma forma de magia por que nao usa a espada da ruiva pra retirar. A tem várias perguntas, aquele poder que ele fica com os braços negros e que ele fica todo branco é diferente? E aquela que fica chamando ele de “irmão” a Cutlass, poderia me explicar?

    • Olha, eu diria que as explicações seriam muito grandes mas eu vou dar uma resumida.

      1 – Esse negócio do Touta aparecer 500 anos atrás é relacionado ao lugar onde ele faz um treinamento. No caso esse lugar tem uma grande relação com o espaço-tempo.
      2 – Bom, eu acredito que o fato dela ter sido mestra dele não o impede de ser mais forte XD.
      3 – Sobre as magias do Touta, basicamente ele possui duas magias diferentes: magia erebea e magia branca. A magia erebea é a dos braços e que parece ser perigosa. A magia branca de certa forma cancela essa magia erebea que ele possui.
      4 – Sobre a Cutlass não tem muita informação. O que sabemos é que ela provavelmente nasceu de uma forma parecida com a do Touta. E infelizmente é isso, não há muitas informações relevantes sobre ela.

      De qualquer modo, eu recomendo fortemente que você leia o mangá para entender por completo essas questões pois o meu resumo é só a ponta do iceberg. Obrigado pelo comentário XD!

Discussão