Me atrasei um pouco e acabei deixando o episódio anterior se juntar com esse último, mas cá estou para comentar sobre eles, que por sinal foram bem interessantes. O mistério que circunda a droga fica mais claro quanto a participação de aguns dos protagonistas e poucas peças estão faltando nesse quebra cabeça que a Rei vem resolvendo com a sua política de afinidade e contatos.

Ler o artigo →

O anime agora investe as suas fichas na família Kujo, seu passado, ligações e qualquer outra pista que os ligue a produção da droga nova. O próprio líder do grupo ainda está envolto em uma neblina de mistério, mas qual será a verdade sobre ele e como a Rei pretende desvendar o moço nesse começo de investigação solo? Venham comigo para vermos em que pé está a situação.

Ler o artigo →

Eu sei que não tem absolutamente nada a ver com o artigo, mas vamos comemorar essa data festiva que é a Proclamação da República minha gente, viva o Brasil!

Terminada a minha introdução patriótica, digo que esse episódio foi praticamente um filler daqueles que não te dizem quase nada a não ser nos créditos nem service tem, apenas pincelando uma melhora nas relações entre os protagonistas e meio que mostrando no que mais poderia trabalhar se a história não tivesse o foco investigativo – e tão pouco tempo para tanta coisa.

Ler o artigo →

Os mistérios que começaram na droga Plus estão começando a se resolver, e agora parece que realmente esse povo vai ter alguma função de verdade. Algumas mudanças na estrutura da investigação também movimentam o curso das coisas, e nossa protagonista finalmente encontra uma chance para brilhar, será que agora vai mesmo?

Ler o artigo →

Bom, acho que esse episódio é bem divisivo, mas de algum modo ele consegue encaminhar um pouco mais o mistério que se iniciou com a investigação da droga nova, consequentemente também criando novas perguntas a cerca do que, e de quem ela envolve – incluindo o time de futebol que trabalha com a protagonista.

Ler o artigo →

Eu acabei me atrasando com o episódio dois, porém acredito que no final isso foi positivo porque ele se amarra bem ao que vem depois, trazendo um ponto chave que acredito ser a base do plot que finalmente começa a se mostrar interessante – e que até então estava vagando em algum lugar do universo animado.

Posso acabar mordendo a língua, mas penso que agora Stand My Heroes está organizando as peças e se engrenando para ser o que estava propondo desde o príncipio.

Ler o artigo →

Stand My Heroes é um dos animes que eu mais estava ansioso em ver, primeiro porque é um romance com harém reverso – gênero que eu costumo gostar bastante – e segundo porque a temática incomum envolvendo investigações e drogas me atraiu pelo seu diferencial e seriedade proposta. A estreia se enrolou um pouco, mas se essa matemática de fato vai dar certo, só o tempo dirá.

Ler o artigo →