Bom dia!

Por que “sentido da vida” soa tão brega mas “raison d’être” soa tão poético? É só porque é francês? Deve ser por isso. Mas não posso ter um título de artigo em francês em um blog em português, então me perdoe pela breguice.

O Príncipe Canuto teve sua epifania no episódio anterior e descobriu o sentido da sua vida. Da mesma forma, Vinland Saga já havia revelado a raison d’être de Thors e o momento em que ele teve a sua epifania no terceiro episódio.

De lá para cá assistimos um grande elenco de personagens perdidos, em particular Thorfinn, filho de Thors, que não sabem ainda porque vieram a essa mundo ou cujos objetivos são muito mesquinhos para constituírem de fato um sentido para suas vidas.

Daí que não possam ser guerreiros de verdade – ou reis de verdade, mas isso só fazia sentido para o Canuto então já está resolvido.

Ler o artigo →

Bom dia!

O título do episódio é “Saindo do berço”, e indica o que parece indicar: Canuto supera o seu passado, atinge um nível de compreensão sobre o mundo que ele não tinha até então e se torna, enfim, digno do título de Rei que ele há de carregar um dia.

Na verdade, o Canuto de Antes e o Canuto de Depois desse episódio são tão diferentes que eu acho que a melhor metáfora seria o nascimento, ou renascimento: o Príncipe Canuto morreu, e o Rei Canuto renasceu em seu lugar. Só falta ele se tornar rei de direito.

É uma grande mudança, mas, mesmo assim, a estrutura narrativa do episódio, combinada com a história de Vinland Saga até então, foi tão convincente ao retratar a brusca evolução do príncipe que não pareceu forçado em momento algum – muito pelo contrário.

Ler o artigo →

Bom dia!

Definitivamente Askeladd se tornou o protagonista de fato na segunda metade do anime, não é? Nada contra. Focar no mal humorado Thorfinn não iria ser muito útil, de todo modo, já que ele não tem quase nenhuma agência.

E seria chato. Ele é mal humorado, afinal.

Ler o artigo →

Bom dia!

No último domingo, dia 8, não teve episódio novo de Vinland Saga. Ainda bem, senão eu estaria com três episódios atrasados 😛

O oitavo episódio foi bastante importante tematicamente para o anime, com a questão da escravidão e da liberdade, do ponto de vista de diferentes personagens que não obstante pareceram convergir. O nono foi mais ação mesmo, bastante divertido, mas além de apresentar melhor um personagem que já havia aparecido e de dar o tom do que será o próximo arco não avançou muito a história.

Ler o artigo →