Dr. Stone volta às telinhas com o renascimento de um primata, demonstrações práticas da utilidade do CaCO3, mas, principalmente, com o que norteia toda a existência humana desde seus primórdios, o confronto de ideais; a disputa do homem para fazer com que a realidade funcione de acordo com o que ele almeja. Senku e Tsukasa seriam dois lados da mesma moeda? É hora de Dr. Stone no Anime21!

Ler o artigo →

DanMachi finalmente está de volta! E agora voltou mesmo. Em 2017 até tivemos uma nova temporada, mostrando a história pela perspectiva da família Loki, mas desde 2015 não havia uma continuação. Pois bem, ela está entre nós e trouxe o bom e velho clima de sempre. Além de reencontrarmos os personagens que adoramos, também foi criada uma nova rixa entre Famílias.

Ler o artigo →

Como no último capítulo, Fire Force mostrou que não é um simples Shounen, confesso que o subestimei – assim como o novo recruta subestimou a Maki – e isso é mais explícito quando chegamos na segunda parte do episódio, mas presumo que seja melhor começar esta análise com o início do episódio, que já mostra que teremos um evento de recrutas.

Ler o artigo →

Alguém por aí com saudades das tramas e personagens de “Toaru”? Caso a resposta seja sim, se regozijem, pois o malvado favorito de muita gente retorna essa temporada para mostrar que quem é rei nunca perde a majestade. Chegando para mexer um pouco no lado mais sombrio da Academy City, o anime se vale de Accelerator como força motora dessa história que promete bastante.

Ler o artigo →

Tsuujou Kougeki ga Zentai Kougeki de 2-kai Kougeki no Okaasan wa Suki desu ka? – a tradução você confere no artigo que escrevi sobre o primeiro volume da light novel – é, sem dúvidas, o isekai mais inusitado e divertido da temporada de Verão de 2019.

Por que eu digo isso? Quantos animes em que a mãe vai parar com o filho no outro mundo e lá eles vivem uma aventura você já viu? Esse vai ser o primeiro, aposto! Vai ser o primeiro para mim também! Okaa-san Online é o título que usaremos no artigo e, sem mais delongas, vamos à “peculiar” história de Mamako e seu Maa-kun! #motherpower

Ler o artigo →

Os conceitos de bem e mal permeiam a imaginação das pessoas desde os primórdios da humanidade. Diversas áreas do conhecimento como a filosofia, a psicologia e a teologia usam tais conceitos como objetos de pesquisa. As religiões também têm suas explicações sobre a origem do bem e do mal.

Ler o artigo →

Depois do treinador Kataoka ler o registro diário de Furuya, com todos os sonhos dele escritos para quem quisesse se manter inteirado, parece que ele se sentiu mexido. Satoru, de certa forma, depois do jogo contra Komadai Fujimaki, melhorou bastante.

Mas, depois de um tempo, a tensão e a pressão de ser um ás lhe subiu à cabeça. Na verdade, como já escrevi antes, é normal que os competidores de qualquer esporte fiquem nervosos, tensos e tudo o mais durante uma partida ou um evento difícil e de tamanho prestígio.

Furuya não consegue se concentrar, mas tem plena ciência de que a culpa é sempre dele. Ele pode ser tudo o que pensam dele, mas arrogante, não, que nem Mei estava pensando e comparando o ás do Seidou consigo mesmo.

Ler o artigo →

Confesso que fiquei um pouco decepcionado porque a abertura e o encerramento não mudaram, mas, pensando que a primeira mostrava coisa além dos treze primeiros episódios, acho que deveria ter esperado por isso.

De toda forma, foi um episódio legal, menos sério do que eu esperava, mas inusitadamente prazeroso de se acompanhar. É hora de Kimetsu no Yaiba no Anime 21!

Ler o artigo →

Given é originalmente um mangá de autoria de Kizu Natsuki. Na história acompanhamos o encontro predestinado entre Satou Mafuyu e Uenoyama Ritsuka, motivado pela impressão que a música que um faz deixa no outro.

Mas nessa estreia vemos apenas a impressão que Uenoyama deixa, tanto em Satou, quanto em nós, o público. Está pronto para embarcar nessa aventura que promete uma mistura entre drama e música?

Ler o artigo →