Alguns mistérios foram sanados, outros ficaram numa resolução intermédiária e alguns ainda permanecem em aberto, por isso quando se leva em conta tais fatos, a pergunta crucial que logo vem a mente é: como o anime se fecharia com tantas coisas acontecendo ao mesmo tempo?

Bom, não sei dizer se o caminho tomado foi o melhor ou o pior, mas acredito que Nakanohito Genome fez o que precisava fazer com as ferramentas que tinha e se encerrou de forma decente.

Ler o artigo →

Ao longo de sua aventura dentro do jogo, Makino tem sido um personagem cujas características mais marcantes são o seu poder de atração e a sonolência excessiva, que inclusive já o salvou em outras oportunidades – quem diria que dormir podia ser um feito tão útil.

O garoto também tem o seu lado observador, um lado que se importa com a dor do outro e se preocupa, em detalhes que só o seu olhar afiado capta. Apesar de nunca ter nada a dizer sobre si mesmo, ele sempre carregou dentro de si mágoas, mas é com os seus novos companheiros que ele aprende sobre quem é e o que vive.

Ler o artigo →

Que episódio interessante para fechar esse “mini arco” do quarto branco. Trazendo revelações importantes e algumas escolhas que vão ter um certo impacto no rumo da história, o anime não só resolve a questão do salvamento do Onigasaki, como também fortalece o desenvolvimento da Yuzu no jogo – que continua sendo a dona absoluta dessa série.

Ler o artigo →

Com a tensão e apostas aumentando dos dois lados do jogo, o anime agora nos entrega uma nova revelação e um novo time de heróis que promete remexer ainda mais essa história tão cheia de “twists” e mistérios. Venham comigo agora para divagar sobre o que acontece em Nakanohito Genome.

Ler o artigo →

Em seu oitavo episódio, o anime faz uma pequena pausa na carga de trabalho dos nossos streamers, e decide fazer aqui a calmaria antes da tempestade, com um fanservice bem discreto, se apoiando nos três itens do título e trazendo o quarto como um brinde. Apesar da mistura bem básica e igualmente desnecessária – como acontece na maioria nos animes que utilizam esse artifício -, ainda sim deu para tirar algumas poucas informações e diversão, me acompanhem!

Ler o artigo →

Esse episódio certamente foi o mais curioso em termos de narrativa até aqui, porque apesar de trazer poucos acréscimos para o andamento dos mistérios correntes no jogo, ele ainda assim consegue movimentar bem as coisas nos mínimos detalhes, e é divertido em sua execução. Quem diria que um simples jogo de criança poderia ser tão tenso?

Ler o artigo →

Unida a equipe novamente, o episódio decide começar a destrinchar os mistérios que cercam cada um dos protagonistas, dando dessa vez um foco diferenciado e trazendo um desafio que acredito ter sido mais terrível que qualquer outro, pois até agora nenhum tinha testado tão a fundo o psicológico dos jovens jogadores. O resultado? Me acompanhem para saber.

Ler o artigo →

Esse episódio foi bem curioso por uma série de razões, mas principalmente pela quantidade de informações importantes que foram “cuspidas” na nossa cara, e os contornos mais sérios que foram dados a conclusão dessa etapa. O resultado final foi bom, porém não me pareceu dar aos jogadores – e creio que até mesmo para os antagonistas desse estágio – a sensação de dever cumprido ou satisfação completa.

Ler o artigo →

Depois de várias revelações, riscos enormes e muita tensão, o jogo da vez aparentemente exige bem menos dos nossos jogadores e dá um pouco mais de descanso – mesmo que no final o alívio nem seja tão grande assim. Como incremento, o anime entrega algumas coisas que de forma discreta vão mantendo o ritmo misterioso e indicam também mudanças futuras no rumo da história. Venham comigo e vamos começar a Fase 5!

Ler o artigo →

Esse com certeza foi o melhor episódio até aqui e acho que se alguém tinha dúvidas quanto ao teste dos três episódios, elas parecem ter sido sanadas nesse quarto desafio. Yuzu selou seu potencial enquanto personagem de peso na história – tanto para a comédia como para o drama psicológico – e literalmente carregou o grupo nas costas em todos os sentidos, mostrando que definitivamente o anime ainda tem muitas armas para surpreender.

Ler o artigo →