Você não imagina o tempo que esperei para assistir esse movie!

Começando do início: eu adoro Dirty Pair. É um dos animês mais divertidos e gostosos de assistir. Ele tem tudo na medida certa: ação, humor, sensualidade. É uma obra muito consciente de si: não cria nada mirabolante, nem apela para vulgaridades, segue a linha base do seu gênero, alicerçada na proposta do animê e com um nível muito bom até o final.

Kei e Yuri fazem parte da WWWA, uma agência particular que é contratada para resolver os mais diversos casos, geralmente envolvendo tiro e explosões. E é isso. Cada episódio elas entram e desvendam um caso, chutando bundas e, a marca registrada da dupla: deixando grande destruição por onde passam, ao ponto que são apelidadas de Dirty Pair. Sim, elas irão resolver seu problema, mas não sem deixar um prejuízo milionário.

 

 

Toda a série Dirty Pair foi traduzida para o português pelo Tarkovsky_1138 mas, por terem sido upados há muito tempo, esse movie e o OVA Flight 005 Conspiracy sumiram. Revirei a internet inteira e não achei de forma alguma, inclusive busquei no WayBack Machine. Até e-mail para o Tarkovsky eu mandei, apesar de não saber se ele ainda usava esse endereço, fato é que não obtive resposta. Recentemente, o grande Malkav conseguiu esses arquivos e os upou! – Malkav, você é demais! – Com os arquivos no PC, fui correndo assistir. E, agora, vem a parte da decepção.

 

 

Para começar: inverteram as personalidades. Originalmente, Kei é a corajosa, sem pudor ao falar, sem dedos, ela entra, manda bala e sai. Yuri é o contraponto, é meiga, elegante, vaidosa, um tanto medrosa, mais cautelosa. Nesse movie, Yuri que assume o papel da força e Kei o lado mais frágil. Em diversos momentos, Yuri que toma a frente, decide, protege. Como eu adoro a Kei (#waifu), essa troca de personalidades me incomodou profundamente. Era elas ali, mas, ao mesmo tempo, não era.

Dirty Pair é quase 100% focado na dupla principal e elas são ótimas personagens, muito carismáticas, divertidas, interessantes. O que o movie faz é mexer no principal atrativo da série, o que foi um erro grosseiro e extremamente irritante.

Mas, infelizmente, esse não é o pior problema.

 

 

Agora vem a paulada: deixaram Kei e Yuri molengas, passivas e fracas! E, como desgraça pouca é bobagem, elas viraram gato e sapato de um carinha aleatório com o ridículo nome de Carson.

 

 

O ponto mais relevante da dupla: elas são muito fortes, em todos os aspectos, tanto na ação, como na tomada de decisão, como na forma de se relacionar com o chefe e os homens. Elas lidam com os homens de uma forma bem firme, confiante, sem fofurices exageradas, sem baixar a cabeça. Apesar de ter a vontade de casar e algumas posturas mais “tradicionais”, elas são “modernas”, independentes, donas de si. E Project Eden, simplesmente, joga tudo isso no lixo.

Carson que lidera a ação, ele coloca Kei e Yuri como subalternas que só servem para atrapalhá-lo. Cadê o meu Dirty Pair que coloca todo homem como coadjuvante?

 

 

A Kei se apaixona pelo carinha aleatório que, ainda por cima, é um bandido. Ele se impõe diversas vezes sobre elas, toma a frente, pega as armas delas, dá decisão, dá lição de moral. Ele as trata o tempo todo como se fosse superior, inferiorizando-as. E, o mais inaceitável: a dupla aceita! Isso é algo impensável nos outros animês da franquia. A minha Kei logo daria um porradão no babaca e estava tudo resolvido. A confiança que elas possuem e as habilidades no trato com os homens foram completamente ignoradas e desrespeitadas nesse movie.

 

 

De resto, existem monólogos gigantescos e muito tediosos proferidos pelo vilão que, no fim, não levam a nada. Lembrou-me muito dos trabalhos da faculdade que tinham quantidade mínima de páginas, aí você terminava com 7, sendo que o mínimo eram 10, e começava a enrolar só para bater a meta.

 

 

A direção é algo extremamente bizarro, retirando o som das cenas de combate mais importantes e inserindo música, o que transformou o movie em um AMV. Se você quer fazer um AMV desse animê, basta cortar a sequência, simples assim, ele facilitou seu trabalho. Isso tira completamente a emoção das cenas. Utilizar esse recurso uma vez para dar impacto é normal, agora, usar toda hora, é uma completa falta de senso.

 

 

Acho que já meti o pau o bastante. Em suma: Project Eden é uma decepção. Descaracterizaram e desrespeitaram as personagens. Eu, que esperei tanto para poder assistir, fiquei extremamente frustrado. Isso aí é tudo, menos Dirty Pair.

Assista a franquia Dirty Pair, que é maravilhosa, mas fuja desse movie.

 

Sayonara. Bye, bye o/

 

(〜 ̄▽ ̄)〜 Em nome de Madoka, eu excomungo esses profanadores malditos! #NãoMexaComMinhaWaifu

 

 

Comentários