A arte do combate em milenar evolução é o que arremessa a vitória para o futuro. Ou ao menos é um bom começo. Para um novo monstro é um método de impacto. Kizumonogatari II Nekketsu-hen, nos convida ao pacto entre a puberdade e os contornos carnais da imortalidade.

Ler o artigo →

Kimetsu no Yaiba é o maior sucesso de mangá e anime dos últimos anos, e ganhou uma produção de arrasar para o cinema, com direito a muita ação, muito sangue e um final que aumentou muito meu hype para a segunda temporada. Mugen Train adapta o arco do mangá que vem logo depois do fim do anime, então não tem jeito, você tem que ter visto o anime para assistir o filme, não é material original não.

 

“Na história acompanhados o Tanjiru, sua irmã, Nezuko, e seus amigos, Zenitsu e Inosuke, embarcando em um trem que está sofrendo com as ações de um oni. O que eles não esperavam é que o Hashira das Chamas, Rengoku, fosse se juntar a eles e nem que o oni tentaria matá-los em seus sonhos, levando Tanjiro e seus amigos a darem tudo de si para proteger as vidas dos passageiros do trem.”

 

Ler o artigo →

Sobre a égide da espada, a vida de um jovem mercenário e o seu encontro com o sobrenatural. Nesse segundo filme de Berserk, a realidade é o palco da ação, onde a peça é nada mais que a disputa pela hegemonia da monarquia de Midland.

Ler o artigo →

O despertar de um sonho, um novo pesadelo. Dentre as pontas de uma franquia, um paraíso, um inferno. Fate/stay night Movie: Heaven’s Feel – I. Presage Flower, inicia o arco de Sakura, o desfecho da corrupção do santo graal e a despedida do eixo central da Type-Moon.

Ler o artigo →

Bem vindos ao reino da técnica, onde a personalidade penetra por uma confluência absurda, à qual sincroniza como mão em luva e não vacila. Monogatari, Kizumonogatari em especial, é uma obra, me refiro ao filme, e ao primeiro filme que resenho, de densidade sensorial. Sim, tem um enredo de fantasia urbana pincelada por uma Nouvelle vague, mas o central é a habilidade de conjurar as falas expressivas dos personagens em uma narrativa visual dramática de primor.

Ler o artigo →

Trese é o primeiro anime do sudeste asiático produzido pela Netflix. Ele adapta o quadrinho escrito por Budjette Tan e desenhado por Kajo Baldisimo. A produção é dirigida por Jay Oliva (A Lenda de Korra), conta com seis episódios de duração entre 25 e 33 minutos e um documentário (de título “After Dark”) falando dos bastidores da animação. A sinopse abaixo é a mesma da Netflix.

 

“Alexandra Trese faz de tudo para proteger Manila contra ameaças sobrenaturais e manter a paz, mas vem encrenca grande por aí.”

 

Ler o artigo →

Sailor Moon é uma das obras mais importantes do mundo dos animes. Com mais de 20 anos desde sua estreia, Sailor Moon voltou a ser adaptado em 2014, com o anime intitulado Bishoujo Senshi Sailor Moon Crystal, que tinha como proposta ser um remake da primeira adaptação. Desde então, tivemos 39 episódios e 3 temporadas que acabariam de forma misteriosa, deixando espaço para uma continuação.

Ler o artigo →

Primeiramente, convido a todos a prestar um momento de reflexão sobre o peso da obra e a importância que ela possui, mesmo que inconclusa, para a vida de cada. Respeito. Uma palavra que inúmeros otakus costumam esquecer, menosprezando a vida que trabalha, o sangue e suor do dia a dia que produz o que consumimos.

Ler o artigo →

Sayonara Watashi no Cramer: First Touch é um filme prequel do anime em lançamento na temporada primaveril de 2021. Na história seguimos a Onda antes dela chegar ao Warabi Seinan e jogar com a Soshizaki e a Suo. Para quem acompanha o anime de Cramer (no dia de lançamento deste artigo também saiu o décimo primeiro episódio) sabe que o flashback do nono episódio compreende justamente o conteúdo do longa.

Ler o artigo →