PhantomWorld13_6

Chegamos ao último episódio de Myriad Colors Phantom World! Esse anime com uma linha narrativa mais inconstante do que sonâmbulo dançando Macarena (what…?), e que começou a temporada investindo em comédia nonsense, depois deu sinais de que poderia evoluir para uma temática mais séria, então desandou a usar fanservice e episódios que não levavam a lugar nenhum. Somente em uns dois episódios antes de entrar nesse arco final é que o anime finalmente começou a acertar em seu roteiro e voltou a parecer realmente interessante.

Gostei de verdade de seus personagens, pois são todos muito carismáticos e de fácil identificação pessoal. Sobre a parte técnica, como sempre, KyoAni não decepcionou e entregou um espetáculo visual: cenários maravilhosos, animação fluída e cenas de ação impecáveis! Porém, esses fatores isolados não garantem o sucesso de um anime… E esse roteiro construído de forma totalmente desleixada, só conseguiu diminuir a aceitação do público a cada episódio exibido.

De um modo geral, Phantom World foi um anime bem abaixo da média. Seu arco final entregou dois episódios empolgantes e bem construídos que conseguiram dar uma nova vida ao anime. Mesmo assim, os minutos finais ainda deixaram um gostinho meio amargo na boca de quem esperava ver uma conclusão mais criativa e aberta.

Ler o artigo →

PhantomWorld12_11

A história de Phantom World finalmente entrou em um arco! Todos comemoram!!! \o/ E fez isso de uma maneira tão incrível que me arrisco a dizer que esse foi simplesmente um dos episódios mais empolgantes que vi nessa temporada inteira!!! (E juro que tentei, mas não estou conseguindo conter os meus pontos exclamação… desculpa! Hehe). Aconteceu tanta coisa nesse episódio e em nenhum momento elas pareceram intempestivas, pois todas faziam parte de um desejo que eu tinha desde quando comecei a acompanhar esse anime! Como por exemplo: ver um Phantom utilizando seus poderes para propósitos malignos! Todos os Phantons que tínhamos visto até agora, não faziam mal aos humanos e quando suas atitudes colocavam alguém em risco, era geralmente por alguma coincidência, afinal sua intenção inicial sempre possuía um caráter totalmente inocente. Além disso, tivemos uma resposta concreta sobre a utilidade daquele dispositivo misterioso (que vem aparecendo desde o segundo episódio…); houve uma explicação mais completa sobre o que é um Phantom; e ainda uma bela “deixa” para nos estimular a especular sobre a existência da Ruru!

Se você, assim como eu, passou o episódio inteiro repetindo mentalmente: “Isso! Era exatamente isso que eu queria ver!”. Sinto muito estragar o seu momento de emoção, mas devo lembrá-lo que o próximo episódio já é o último. É… eu sei… revoltante, né?! Por que não começaram esse arco pelo menos na metade do anime?! Se não possuíam material suficiente da light novel ainda, por que não deixaram para produzi-lo em outra temporada?! Parece que alguém errou feio no planejamento… Apesar disso, esse episódio mostrou que o anime tinha potencial sim para estar entre os melhores da temporada! Isso se tivesse sido adaptado da maneira correta, é claro. Bom, o que fazer agora? Dizer: “mal feito, feito!” e fingir que os outros episódios vão sumir da memória do público, e então vai todo mundo ajudar a alavancar as vendas e implorar por uma continuação?! Hum… não sei não ein. Só sei que eu não deveria estar me preocupando com isso agora e que temos muita coisa bacana para analisar nesse episódio, então chega de enrolação e vamos ao que interessa!

Ler o artigo →

PhantomWorld11_10

Phantom World realmente parece estar se redimindo em seus últimos episódios! Isso é tão formidável que nem consigo mais criticá-lo por sua falta de foco em uma linha de enredo central ou por qualquer um dos “problemas” que tanto apontei no decorrer da temporada. É claro que essa redenção de que falo não significa que o anime agora está incrível, mas é inegável a superioridade do conteúdo que Phantom World tem nos oferecido nas últimas semanas, se comparado com o que estávamos nos acostumando a ver. Talvez essa evolução não seja o suficiente para deixar o público empolgado para uma possível continuação, mas já é uma doce recompensa para quem não desistiu dele até agora.

O episódio em questão surpreendeu por vários motivos, mas o principal deles foi ter usado as frustrações de infância do Haruhiko para desenvolver a Mai. Através disso, vimos ser criada uma proximidade emocional entre os dois personagens e ainda ficou em evidência uma bela metáfora sobre a importância de se desprender de seus fantasmas mentais.

Ler o artigo →

PhantomWorld9e10

Finalmente Phantom World está de volta ao blog! Sei que estou muito atrasada e peço mil desculpas por isso. Bom, para acabar com o atraso e não saturar ninguém publicando dois artigos seguidos, decidi juntar os meus comentários em um artigo só. Por sorte, esses episódios foram muito bons e trouxeram alguns momentos memoráveis! Ainda não tenho certeza se só estou pensando assim porque aquele desastroso episódio dos macacos fez as minhas expectativas ganharem uma passagem só de ida para um submarino amarelo no oceano do descrédito, ou se o anime realmente obteve uma melhora significativa. De qualquer forma, alguns pontos específicos chamaram muito a minha atenção e acho que vale a pena faze-los serem lembrados aqui. Vamos lá então!

Ler o artigo →

PhantomWorld8_2

Antes de mais nada, deixe-me fazer uma pergunta, querido leitor. Você costuma reparar naquelas estrelinhas que ficam ali embaixo da imagem do artigo? Sim? Não? Bom… é por meio delas que nós damos a nota para cada episódio. Como, na maioria das vezes, a nota reflete mais a minha opinião pessoal do que a técnica (até mesmo porque estou longe de ser alguma especialista), então você pode considerar que não é tão importante assim reparar nisso. Porém, a nota tem o poder de te contar o que você deve esperar do respectivo artigo. Um artigo sobre um episódio que é avaliado com 5 estrelas, com certeza vai deixar transparecer sentimentos bem mais agradáveis do que um que é avaliado com 2 estrelas, por exemplo. Eu avaliei esse episódio com nota 0,5. Ou seja: arranja um capacete aí, que cadeiras vão voar!

Ler o artigo →

PhantomWorld7_21

Phantom World parece estar se especializando em encher a nossa telinha de bichinhos fofos toda semana. Basta lembrar do episódio da semana passada que foi repleto de ursinhos; ou então do quarto e quinto episódio, onde o espaço foi reservado para coelhinhos (fofíssimos por sinal); ah… e também não devemos nos esquecer do segundo e terceiro episódio, em que o responsável pelos momentos de “explosão de fofura” foi o simpático cachorrinho Marchosias, invocado pelo Haruhiko para ajudar a aumentar o poder de moe ataque de sua equipe. Enfim, o episódio da vez não fugiu à regra e nos ofereceu um episódio inteiro dedicado ao bichinho mais amado por todos (pelo menos nas redes sociais): gatos!

Coincidentemente (ou não…), o episódio foi ao ar no dia 17 de fevereiro, no qual é comemorado o “Dia Mundial do Gato”. Bom, na verdade no Japão, o dia do gato foi dia 22 de fevereiro (ontem). Então talvez não tenha sido exatamente um episódio “temático”, digamos assim. Ou então talvez combinaria melhor com a data se fosse exibido essa semana? Hum… acho que tanto faz, já que na internet todo dia é dia do gato, não é mesmo? Ok, parei. Juro. Vamos ao que interessa!

Já afirmei em outros artigos que o diferencial desse anime é o modo como usam a introdução para expor teorias/hipóteses/conceitos científicos ou filosóficos para embasar tudo que virá no decorrer do episódio. É claro que na maioria das vezes, os conceitos escolhidos não são tão profundos e ainda acabam sendo distorcidos de uma forma meio absurda, só para obter o resultado cômico desejado. Mas dessa vez escolheram usar um conhecidíssimo experimento imaginário da física quântica: o gato de Schrödinger. Esses conceitos podem ser os mais importantes já apresentados, pois dizem muito, não só a respeito do que aconteceu nesse episódio, mas também estão profundamente ligados com toda a premissa do que realmente é o “mundo dos Phantons” e do porquê as pessoas conseguem vê-los e interagir com eles no mundo real!

Ler o artigo →

PhantomWorld6_4

Como esperado, o episódio da semana foi inteiramente dedicado a mais nova integrante da equipe da Mai: Kurumi Kumamakura. A adorável garotinha que ama ursos, tem apenas nove anos e já está precisando lidar com a pressão de ter poderes especiais e lutar contra Phantons. Seu dilema é perfeitamente compreensível e a forma como ele foi retratado, literalmente dentro de sua mente infantil, nos trouxe metáforas simples e totalmente compatíveis com a personalidade de Kurumi.

Depois de um episódio tão “sóbrio” digamos assim… como foi o anterior, este trouxe de volta a prova de que o Japão precisa de PROERD não há limites para a imaginação e que esse anime está disposto a explorar todas as possibilidades que estiverem relacionadas a delírios coloridos ou, em outras palavras, ao estranho mundo dos Phantons.

Ler o artigo →