Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

A história de Phantom World finalmente entrou em um arco! Todos comemoram!!! \o/ E fez isso de uma maneira tão incrível que me arrisco a dizer que esse foi simplesmente um dos episódios mais empolgantes que vi nessa temporada inteira!!! (E juro que tentei, mas não estou conseguindo conter os meus pontos exclamação… desculpa! Hehe). Aconteceu tanta coisa nesse episódio e em nenhum momento elas pareceram intempestivas, pois todas faziam parte de um desejo que eu tinha desde quando comecei a acompanhar esse anime! Como por exemplo: ver um Phantom utilizando seus poderes para propósitos malignos! Todos os Phantons que tínhamos visto até agora, não faziam mal aos humanos e quando suas atitudes colocavam alguém em risco, era geralmente por alguma coincidência, afinal sua intenção inicial sempre possuía um caráter totalmente inocente. Além disso, tivemos uma resposta concreta sobre a utilidade daquele dispositivo misterioso (que vem aparecendo desde o segundo episódio…); houve uma explicação mais completa sobre o que é um Phantom; e ainda uma bela “deixa” para nos estimular a especular sobre a existência da Ruru!

Se você, assim como eu, passou o episódio inteiro repetindo mentalmente: “Isso! Era exatamente isso que eu queria ver!”. Sinto muito estragar o seu momento de emoção, mas devo lembrá-lo que o próximo episódio já é o último. É… eu sei… revoltante, né?! Por que não começaram esse arco pelo menos na metade do anime?! Se não possuíam material suficiente da light novel ainda, por que não deixaram para produzi-lo em outra temporada?! Parece que alguém errou feio no planejamento… Apesar disso, esse episódio mostrou que o anime tinha potencial sim para estar entre os melhores da temporada! Isso se tivesse sido adaptado da maneira correta, é claro. Bom, o que fazer agora? Dizer: “mal feito, feito!” e fingir que os outros episódios vão sumir da memória do público, e então vai todo mundo ajudar a alavancar as vendas e implorar por uma continuação?! Hum… não sei não ein. Só sei que eu não deveria estar me preocupando com isso agora e que temos muita coisa bacana para analisar nesse episódio, então chega de enrolação e vamos ao que interessa!


Anime21 Diário

Informe o seu e-mail para receber gratuitamente as atualizações do blog!


A Ruru me representa.

A Ruru me representa.

Esse episódio trouxe para Phantom World o tom de seriedade que tanto lhe fez falta no decorrer da temporada. Logo no início, vimos a equipe da Mai derrotando Phantons de forma completamente entrosada e sendo ovacionada pelos demais alunos, evidenciando a grande evolução pela qual passaram. O fato de estarem bem mais fortes e organizados, já aumenta bastante as expectativas para o inevitável confronto com a Phantom misteriosa recém apresentada: Enigma.

A Enigma é uma Phantom com o incrível poder de roubar as habilidades especiais das pessoas para si e ninguém parece ser capaz de conseguir enfrentá-la de igual para igual, pois seus poderes aumentam e se diversificam cada vez que ela derrota uma nova vítima. Não ficou muito claro quais são as motivações da Enigma para estar empenhada em reunir tanto poder, mas mesmo que a explicação para isso caia na já tão monótona resposta que consiste em: “Phantons fazem o que dá na telha”; ainda deveríamos nos preocupar com a forma como ela surgiu! Afinal, a própria introdução do anime se importou em nos lembrar como Phantons são criados, então isso pode ser uma dica sobre a Phantom em destaque no episódio. E se a Enigma surgiu através do desejo de alguém que não quer que Phantons sejam combatidos? Se não puderem mais selá-los, logo o mundo estará muito mais sob controle deles do que dos humanos. Talvez a Enigma seja o estopim de uma grande revolução ou uma marionete muito eficiente nas mãos de alguém com interesses duvidosos.

Como se não bastasse o instigante mistério sobre o vilão, ainda acompanhamos um inesperado reencontro entre o Haruhiko e sua mãe. O episódio passado expôs o quanto a separação de seus pais o deixou abalado e, por mais que nós (espectadores) tivéssemos motivos de sobra para suspeitar da mãe dele, era natural que o Haruhiko acreditasse cegamente nas intenções dela. Afinal, tê-la por perto era algo com que ele sonhava a muito tempo! A Enigma se aproveitou dessa fragilidade emocional para agir de acordo com o arquétipo de figura materna ideal, e foi tão convincente que conseguiu enganar não apenas ao protagonista, mas também a todos os integrantes do clube de caça aos Phantons (o que é aceitável, já que todos ali possuem grandes frustrações no que diz respeito ao relacionamento com seus pais).

Um momento de descontração, onde a simpática mãe faz seu filho ficar constrangido com um papo do nível: “e as namoradinhas?!”

Um momento de descontração, onde a simpática mãe faz seu filho ficar constrangido com um papo do nível: “e as namoradinhas?!”

 

Em evidente contraste, a cena seguinte cria tensão imediata através da atmosfera sombria de um corredor escuro e de uma ligação reveladora...

Em evidente contraste, a cena seguinte cria tensão imediata através da atmosfera sombria de um corredor escuro e de uma ligação reveladora…

Com a ajuda da professora Arisu, o grupo da Mai finalmente descobriu que um dos poderes da Enigma é tomar a consciência das pessoas. Ela usou isso para se apossar do corpo da mãe do Haruhiko e, dessa forma, poder observar de perto as habilidades que ele possui. A própria Enigma diz que são habilidades tão fortes que ele nem ao menos sabe usar direito, como o poder de “mergulhar na mente e consciência das pessoas”!?! Bom, isso explicaria o motivo dele estar sempre envolvido nos problemas com Phantons ou até mesmo dentro da mente de outras pessoas quando elas são transportadas para o mundo dos Phantons. Sem motivos para continuar com a farsa, a Enigma roubou as habilidades do Haruhiko e abandonou o corpo da mãe dele, deixando ambos inconscientes. Essa sequência de cenas foi hipnotizante, mas o que deixou todo mundo pensativo de verdade foi o porquê a Ruru também apareceu desacordada, sendo que ela não foi diretamente atingida pela Enigma!? É provável que a resposta para essa pergunta venha no próximo episódio, mas eu tenho uma teoria sobre isso.

A Ruru surgiu na vida do Haruhiko pouco tempo depois que a mãe dele o “abandonou”, e desde então ela está sempre ao lado dele mesmo quando a irrita ou ignora. Então, acredito que a Ruru é uma Phantom que surgiu como sendo a manifestação do forte desejo da mãe do Haruhiko de não querer deixá-lo totalmente desamparado ou sozinho. Já que a consciência que a criou está completamente desvanecida agora, ela também deve ter perdido momentaneamente a sua força vital.

 

 

Com o Haruhiko sem poderes e suas amigas atordoadas pelos acontecimentos, o segundo enfrentamento com a Enigma não vai ser nada fácil. Eu não poderia estar mais ansiosa pelo próximo episódio! Me surpreenda mais uma vez, Phantom World!

  1. Fábio "Mexicano" Godoy

    Excelente episódio, excelente artigo =)

    Pensei exatamente o mesmo que você sobre a Ruru também; seria bonitinho a mãe querer estar tanto perto do filho que seu desejo se manifesta como um phantom que sempre o acompanha.

    Sobre a Enigma, acho que o episódio deu uma dica nada discreta: a Arayashiki assumiu a missão de estudar e conter os phantons. Aposto que a Enigma está conectada com a organização. Criar o phantom mais poderoso, com todas as habilidades anti-phantom, é um método bastante eficaz de combater todos os phantons.

Comentários