Desde o início dessa temporada o anime caminha para uma direção até então desconhecida. Um mundo novo, personagens novos, etc. E esse episódio até mesmo aquilo que já vimos ele soube mostra-lo por uma perspectiva diferente. Além de evidenciar como tudo mudou. Como todos mudaram.

O treinamento daquelas crianças de fato as tornaram máquinas de guerra. Mesmo jovens já espalhavam o terror pelo campo de batalha. Aliás, gostei muito daquela cena de apresentação dos titãs e seus respectivos guerreiros, ela foi bastante criativa. Cada um desses titãs com suas próprias peculiaridades, assim como os próprios guerreiros.

Todos eles que só foram capazes de lá estar devido as suas grandes capacidades. Mesmo o Reiner que era o menos capaz sem dúvidas era uma criança acima da média. Mas ainda era apenas uma criança. E uma criança azarada, cujo todo o seu passado é cruel. Todos os motivos dele querer ser um herói se perderam.

Seu pai nunca o reconheceria, e nem mesmo o exército o havia reconhecido. Eles foram enganados pelo Marcel que depreciou o próprio irmão e exaltou falsamente o pobre Reiner. Que após saber disso já não tinha mais nada, tudo aquilo que dava sentido à sua vida desapareceu de uma hora para outra.

Isso é cruel, porque você percebe que tudo que sobrou era falso. Seu ódio para com os “demônios” e sua lealdade com Marley já não tinham o menor sentido. Tanto que ele já nem mais se comportava como ele mesmo, apenas estava imitando alguém que já havia morrido, e morrido por culpa do próprio Reiner. Essa era a miséria mental que ele se encontrava. E iria piorar ainda mais.

Incrível é quando ele fala que está no exército para “salvar a humanidade” porque de fato é isso que ele pensa estar fazendo. Ele mentia para si mesmo, enquanto enlouquecia por dentro. E depois que sua missão acabou, ele perdeu tudo outra vez. Ele não perdeu aquilo que tinha, os seus amigos que enganou e o único que sempre este ao seu lado. Até mesmo suas mentiras e dissimulações morreram. Ele se tornou completo vazio.

É uma grande construção de personagem até chegar ao momento dele apontar um rifle para dentro da própria goela e se preparar para explodir os próprios miolos. Aqui nós acompanhamos tudo que o levou até aquela sala escura.

E também vimos aquilo que o impediu de puxar o gatilho. Ele não passa de um miserável aos seus próprios olhos, mas pelo menos é honrável aos olhos daquelas inocentes crianças. E ele pode fazer algo por elas durante o pouco tempo de vida que lhe resta.

É aqui que chegamos na parte final do episódio. O pequeno Falco conversa com um homem misterioso, que fala sobre coisas que não fazem o melhor sentido. De início ele até faz perguntas normais, mas na hora das respostas tudo muda, logo ele parece estar falando sobre outra pessoa. Uma pessoa chamada Eren Yeager.

Alguém que vê algo além desse inferno que é a própria vida, que sempre viu e que continua a caminhar até na direção dessa outra coisa. A pergunta que fica é se ele se dirige até a esperança ou até outro inferno. É uma pergunta muito importante, porque o caminho trilhado por ele deve ser mesmo que o anime tomará.

A parte da ilha talvez tenha confundido bastante algumas pessoas. Mas fiquei surpreso com a competência do anime de adaptar tanta coisa, tirar um monte de informações e diálogos importantes para o entendimento e ainda assim tudo ficar entendível.

Mas ainda foi muita coisa para um único episódio. E faltou muita coisa, os cortes foram aos montes. Toda a investigação do trio dentro da muralha foi cortada. E muitos detalhes foram completamente descartados. Destaco todo o plano deles para destruir a muralha que foi completamente ignorado. Isso foi uma pena.

Pelo menos não posso reclamar da montagem das cenas que estavam bem interessantes. A direção ajudou muito nesse sentido, diversas vezes ela conseguiu consertar a baixa quantidade de informação com diversos outros recursos muito inteligentes. Contudo, não foi o suficiente para livrar o anime desses problemas.

Foi então um excelente episódio, que funciona de diversas maneiras. Mas é bom ficar de olho nos problemas. Se isso se repetir será bem problemático, aqui a qualidade já foi prejudicada.

Tudo bem, foi uma história que era mais legal pelo seu significado e não por revelar muitas coisas desconhecidas. Tudo que tinha de importante foi focado, sendo o maior de todos o próprio Reiner.

Ele está sendo o novo protagonista dessa temporada até aqui. Mas o velho protagonista deu as caras, e esperemos para ver se também mostrará as garras. Até mais.

  1. Avatar

    Boa análise do episódio, nessa temporada está bem fácil deixar as coisas passarem despercebidas. Porém, infelizmente essa é a primeira vez que isso acontece porque estão correndo desesperadamente com a história, antes era só pela complexidade mesmo.

    De certo modo essa quarta temporada está sendo bastante estranha, e o hype que eu estava lá no primeiro episódio já está começando a morrer. Espero que não consigam estragar essa obra tão genial.

Deixe uma resposta para Pousada Nerd Cancelar resposta