Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Fala pessoal! Nesse exato momento são 23:51 da noite do dia 22/06. Sim, quinta-feira, e aqui estou para escrever sobre esse último episódio de Saenai Heroine, que sinceramente me deixou feliz e triste ao mesmo. Essa época de fim de temporada é complicada.

Triste pois foi o último episódio dessa belíssima e ótima temporada.

Feliz, pois foi um final excelente. Embora não tenha sido fechado, deu margens para uma terceira temporada e os acontecimentos do episódio foram satisfatórios demais, pelo menos para mim.

Eu não sei mais o que serão das minhas quintas após chegar cansado da faculdade e não ter Saekano para assistir.

Bem, chega de papo e vamos acompanhar o que houve nesse ótimo final de temporada?

Curta o anime21 no facebook:

Antes de mais nada, eu me emociono facilmente. Então aproveito para dizer que chorei no fim do episódio, mas é choro de felicidade por ter sido algo realmente satisfatório e bom. Tenho total certeza que minhas 3 horas e 40 minutos assistindo os 11 episódios não foram em vão.

Já de início temos Tomoya e Kato batendo um papo no trem, a caminho do shopping, onde foi o primeiro encontro deles, se é que vocês se lembram. Está nítido que Kato não está se sentindo bem em relação à Eriri e Utaha, por terem partido, mas Tomoya mesmo estando super mal, tenta fazer com a nossa heroína se sinta melhor, dizendo que a culpa não é dela. Mas o mais importante é que Kato está ali por outro motivo, ou melhor, outros motivos.

Dessa vez o shopping não está lotado como no primeiro encontro, e quem está traçando as rotas das lojas é Kato. Nosso protagonista está meio cabisbaixo com todo o acontecimento e pergunta para Kato se ela está fazendo tudo isso só para animá-lo. A resposta dela é simples, que 30% do motivo dela estar ali, é para ele se sentir melhor.
Mas ainda faltam 70%. Então retiramos 20%, que é o motivo pelo qual ela queria sair, porque são férias e ela ainda não saiu. E por fim, ela revelou que os 50% restantes é por conta que no primeiro encontro Tomoya não foi embora junto com ela, e dessa vez ela irá ter certeza de que eles possam ir embora juntos.
E assim deu início ao encontro. Eles fizeram bastante coisa de casais e um forte exemplo disso, é Kato experimentando as roupas e pedindo para que Tomoya escolhesse uma. Isso tudo o deixou bem nervoso, mas não de raiva, e sim de vergonha.

Relembrando o passado

Agora realmente veio uma cena linda. Tomoya estende seus braços para carregar as bolsas de Kato, e ela estende seu braço para que ele a pegue. Ela faz um comentário que de que no ano passado estava lotado e aparece um flashback de nosso protagonista segurando Kato pelas mãos no shopping lotado.

Essas palavras, acho que tiveram um fundo de verdade

Tomoya – Não Corra.
Kato – Vai ficar tudo bem contanto que você não corra.
Tomoya – Não tropece.
Kato – Eu vou ficar bem contanto que você limpe o caminho.
Tomoya – E também… não solte.
Kato – Estarei bem enquanto você segurar firme a minha mão.

Meu Deus, isso foi lindo demais.

Kato realmente conseguiu mostrar ao longo das duas temporadas, que foi a melhor escolha de Tomoya para ser a heroína de seus jogos. Realmente muito kawaii.

E quando Kato finalmente acabou suas compras, Tomoya decide ir em outro lugar, antes de partirem. Como agradecimento pelo convite feito por Kato, e pelos óculos comprados no ano anterior, nosso protagonista deu de presente para ela uma boina, parecida com a que ela tinha. Se não me engano, ela deu a dela para a prima em algum episódio, eu acho.

Megumi conseguiu brilhar em mais um episódio…

E mais uma cena linda desse casal. Kato pergunta a Tomoya se o evento de encontro para seu novo jogo é algo parecido com o que ele teve naquele dia. E essa frase dela, foi realmente algo que eu entendi indiretamente, veja se vocês concordam comigo:

Kato – Você sentiu a excitação nervosa como se você tivesse se apaixonando por uma garota real?
Tomoya – (Cara de surpreso e emocionado)
Kato – Você acha que isso deu a chance a você para escrever uma boa história sobre passar o tempo com sua namorada, e se apaixonar por ela do fundo do seu coração?

Eis que Kato revela sua “verdadeira” razão de estar ali. Ela diz que mesmo sem Eriri e Utaha, a Blessing Software não pode desaparecer e ela não quer isso e nem dará chances para isso ocorrer. Tomoya concorda e diz que enquanto eles dois estiverem juntos isso não desaparecerá, e ainda continua, dizendo que quer continuar a equipe e que deseja fazer um jogo novamente! Kato pede para Tomoya a tornar novamente na heroína que todos sentiram inveja.

Ataque de risos, seguido de lágrimas…

Ambos começam a rir dessas falas, até que Tomoya começa a chorar. Ao perceber o choro de Tomoya, Kato se aproxima dele e estende os braços, como se fosse dar um abraço nele. Mas ela desiste e se afasta, recuando os braços e os botando para trás, deixando cair todas as lágrimas de Tomoya.

Reparem bem ela apertando suas mãos após recuar

Pensei que ela iria realmente dar um passo à frente das outras duas, mas ela já fez muito em um só episódio, temos que dar a chance para Eriri e Utaha.

E falando de Eriri e Utaha, finalmente as duas traidoras apareceram.
As duas estão juntas na plataforma, esperando para embarcar no trem e seguir sua viagem. Mas não contavam com o aparecimento, nos 45 do segundo tempo, de Tomoya (a cara delas de assustadas foi ótima hahahaha).
Eriri está assustada, pelo visto não havia falado com Tomoya pessoalmente depois do ocorrido, e Utaha também estava surpresa com isso. Ele foi desejar boa sorte para as duas. Utaha até comenta, achando que ele não perdoaria elas, mas nosso protagonista está feliz pois suas duas amigas estão trabalhando em um projeto magnífico e ele sabe que elas farão ainda mais sucesso com isso. Ele ainda continua seu discurso dizendo que fará muita propaganda e comprar quantas cópias forem necessárias.

Eriri joga Utaha de lado e fica frente a frente com Tomoya. Ela diz que está triste, pois decepcionou ele e a Kato, mas o nosso protagonista diz para ela não se preocupar e se esforçar. Ele dá seu telefone para ela atender, e quem está na linha é a Kato. Ela se desculpa por não estar lá falando pessoalmente, mas deseja boa sorte e fala que está torcendo para sua melhor amiga. Além disso, para fechar com chave de ouro, ela diz que estará esperando Eriri para quando ela voltar. Tomoya diz para ela se esforçar e aproveitar, quer que ela se torne a melhor ilustradora de todos os tempos, para que ele possa se gabar que ela é a amiga de infância dele, e ela com um olhar de confiança diz que irá fazer isso, mas junto de Utaha. Tomoya pede para a ousada Utaha tomar conta de Eriri, e tomar cuidado para não ser engolida pela maléfica Akane. Mas parece que nosso protagonista não conhece tão bem elas, né? Ele fica sem graça com toda a confiança que Utaha depositou nele quanto a produção de jogos e deseja a ambas uma boa viagem.

Mas não termina por aí.

Tem como recusar um pedido assim ?

Eriri, minha waifu, tsundere, loira, magnífica, se aproxima desse paspalho sortudo e pede para que ele dê seus óculos. Ele diz que ela pode sim ficar com os óculos.

Quase Eriri, quase…

Até que ela tenta investir e fazer o quê? O tão esperado momento, um beijo no seu amado. Eu estava realmente animado, mas eis que quem tomou a frente e conseguiu o primeiro e único do beijo de todo o anime foi a mais ousada de todas.

Nossa Ousada-senpai foi muito mais rápida no gatilho hahaha

Utaha lascou um beijão em Tomoya na frente de Eriri, o que a deixou totalmente enfurecida (  hahahaha ). Depois do beijo Utaha se empolgou e se “entregou” totalmente para Tomoya, falando várias coisas e o deixou super envergonhado ( não ficou tanto o quanto eu imaginei que ele fosse ficar )e sem eles perceberem, o trem partiu, os deixando na “pista”.

Até aí, foram 16 minutos de animes e veio encerramento, eu não acreditei no que estava vendo. Meus olhos enxeram de lágrimas e tentei me conter, reclamando que acabou o anime e que ficou um final abertíssimo. Mas chegando nos 18 minutos, nossa história continua.

Tomoya encontra com Kato ou melhor, Megumi, no caminho da escola e agora eles estão se chamando de uma forma mais fofa. Ele está usando os óculos que Megumi havia dado a ele no primeiro encontro e ela começa a rir dele, porque ficou muito engraçado. Ele tira os óculos e diz que irá usar lentes de contato, ela concorda e diz que ficará melhor nele mesmo.
Tomoya diz que adorou o jeito dela no encontro, estava uma pessoa diferente, e a vontade dele era de abraçá-la e dizer que adorou o jeito que ela o chamou. Ela se faz de sonsa e finge que não sabe o que ele quis dizer e ele fica imitando bem engraçado.

Até que um fino e gostoso som vem aos nossos ouvidos: ” Tomoya senpai ?”

Izumi, a irmã mais nova de Iori aparece, e a partir de agora estará fazendo o primeiro ano do ensino médio. Eu já imaginei, pelo que Iori havia falado no último episódio, que ela apareceria no mesmo colégio deles e que ela entraria para a equipe. Tomoya entendeu o que Iori quis dizer também e começou a rir, ele dá as boas vindas para Izumi e deseja um bom ano para todos juntos.

Utaha e Eriri estavam espiando a entrada do colégio e trocando farpas, como sempre, e quem aparece no último episódio depois de um longo hiato é a prima de Tomoya, Michiru. Ela diz que Tomoya irá voltar com as atividades à tarde e que ela irá para o encontro do grupo. Quando ela tenta ir embora, Utaha e Eriri se juntam para impedir a saída dela, enquanto isso Tomoya, Megumi e Izumi estão assistindo as três se digladiarem.

Imagem auto explicativa

Até que…a câmera dá um foco em Megumi e… FIM!

Obrigado a todos que acompanharam os artigos!

Então pessoal, o que vocês acharam dessa segunda temporada?
Eu acho que o anime terminou de uma forma boa, todos fizeram as pazes, teve beijo, e a relação entre os personagens se aprofundou, principalmente entre Tomoya e Megumi. Agora com a presença de Izumi no colégio, deixou em aberto que poderá haver uma terceira temporada, e eu ficaria muito feliz e ansioso para assistir. Outras coisas que fiquei curioso: Como será que vai ser o jogo que Utaha e Eriri irão trabalhar? Como serão os próximos jogos da Blessing Software, agora com uma nova ilustradora e Tomoya sendo o roteirista?
Será que podemos nos animar para uma terceira temporada ?

Adianto para vocês que se houver mais um temporada (assim espero) estarei aqui para comentar episódio a episódio!

Agradeço a todos que acompanharam comigo semanalmente essa temporada e espero vocês agora em julho, nessa temporada de verão!
Um abraço a todos vocês e até a próxima!

OBS: Como eu disse a hora que comecei o artigo, só fui acabá-lo às 2:03 da madrugada. Pouco tempo escrevendo, né? hahaha

Sayonara!

  1. E aí Hugo! Cara, você conseguiu transmitir em palavras o quanto foi bom esse episódio! Todo aquele tempo de tela do encontro deles foi muito bom! A Kato deu um show. Só faltou aquele abraço no final!
    E Utaha-Senpai que mulher!! É ousada a danada !! kkkkkkkk
    Eu vou acreditar que a Megumi no final, disse algo referente ‘até a terceira temporada’ ou parecido. E não somente fim. Tenho esperanças do anúncio até ano que vem!! Valeu, Abraço!!! Até!!!

    • Hugo Cruz

      Rapaz, você é o fiel que está sempre aqui comentando as resenhas hahaha, muito obrigado, de coração.
      Sobre o anime, eu não tinha muita afetividade pela Kato, porém no decorrer do anime e principalmente nos episódios finais, o autor conseguir remodelar ela e deixá-la do jeito que todos esperávamos, a heroína principal.
      A Utaha… Ah, a Utaha… Eu imaginei que ela seria a primeira a fazer isso, todas as cenas mais íntimas e ousadas, eram com ela, logo, seria o mais justo ela ser a primeira a tirar uma lasquinha do nosso protagonista hahaha.
      Bem, eu também acho que a Megumi disse algo como uma terceira temporada, mas se você reparar a parte que a Michiru fala ” Bom, isso depende do que vai acontecer a seguir” , acho que isso foi uma brecha para o entendimento de uma terceira temporada (assim espero).

      Aguardo você e todos os outros nas próximas resenhas, forte abraço !

      • Fala Hugo! Claro mano! A sua resenha conseguiu retratar a mesma alegria que eu tive com esse final. Ficou muito boa! A do Random Curiosity, também é interessante, seguindo uma pegada mais com foco na Kato.
        Pode ter certeza que estarei acompanhando as resenhas da terceira temporada! Valeu, Abração!

Comentários