Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Shirobako foi um dos animes que despertou a minha atenção por causa de uma história um tanto diferente: um anime sobre um estúdio de animes. Ele mostra como tudo é produzido, que nem sempre é como você pensa e o tanto de pessoas envolvidas no projeto. Nem sempre quem trabalha num estúdio escolheu aquela profissão como realização de um sonho, e que às vezes só foram parar ali para ter uma experiência nova. E às vezes seu sonho de trabalhar em um pode se tornar um pesadelo, que o sistema é burocrático, e nem sempre te dão o devido valor, te deixando frustrado. Um grande anime que finalmente homenageou os profissionais que merecem ser reconhecidos e que normalmente ficam no anonimato.

Entre tantos motivos para assistir Shirobako, destaco sete deles:

Curta o anime21 no facebook:

1 – Slice-of-Life

slice-of-life

Não sei porque, mas minha preferência ultimamente tem sido esse tipo de anime, vida cotidiana. Esse tipo de história para alguns pode parecer chato, mas do jeito como Shirobako colocou foi ótimo, mostrando o dia à dia do trabalho de um estúdio de anime. E não só por isso, a cada momento você vê na personagem principal (Aoi), suas incertezas e desavenças cotidianas. O nos leva ao segundo motivo:

2 – História sobre um estúdio de animação

estudio-de-animacao

Alguém poderia esperar que uma história do dia à dia de um estúdio de anime não conte só a sua própria história? Mas a história não é apenas sobre esse estúdio, e sim todos os estúdios envolvidos no processo de animação. Isso me encantou no desenho, saber como um anime é feito, da maneira que ele é planejado, o tempo que leva, como é essa coisa de mudar a história de origem (mangá, LN, etc), como é feito um original (anime feito pelo próprio estúdio) e qual deles é mais fácil: uma história original ou uma versão feita a partir de outro lugar? Isso faz você pensar que o anime é mais importante que sua fonte, só que não é bem assim. O autor se quiser pode opinar sim barrando a animação se não estiver de acordo com seus ideais. Então de agora em diante se você não gostar de anime, que não foi fiel a história original, não culpe o estúdio, mas sim o autor que deixou tudo correr frouxo.

3 – Personagens

personagens

Com personagens realistas, Shirobako acabou ganhando a minha admiração por não ter aquele rosto padrão. Claro que as personagens principais tinham clichês, mas a forma como elas se expressavam deixava cada uma com uma característica mais pessoal, um ponto positivo. Além disso cada personagem tinha certo destaque na história, poucos passaram em branco, ainda que a maior parte do tempo tenha sido dedicado ao ciclo da personagem principal Aoi.

4 – O diretor

diretor

Um dos melhores personagens de Shirobako foi o diretor Seiichi Kinoshita, que roubava a atenção em praticamente todas as cenas que aparecia. Kinoshita mostrou como um diretor criativo responsável por todo o andamento da história sofre. Muitas vezes dava desculpas do porque não conseguia ter ideias, mas na hora que seu cérebro engajava, sua imaginação ia além, se colocando no lugar de cada objeto ou personagem da história como se ele estivesse vivendo tudo aquilo. E também como é frustrante quando tinha que fazer versão de alguma outra fonte sem poder mudar muito, e do jeito que estava à mercê dos autores para que sua história fosse aprovada. Mas coloquei-o aqui também para representar os outros profissionais e como eles se empenham em fazer um bom trabalho para garantir a diversão do público.

5 – Emocional

emocional

O aspecto emocional de Shirobako foi que mais me fez gostar do anime. Foram situações que qualquer pessoa passaria mas nunca se deu conta, ou que já viu alguém passando mas nunca parou para prestar atenção. O melhor exemplo disso foi quando a Aoi descobriu que uma das suas melhores amigas (Shizuka) tinha sido aceita para o papel de dubladora de uma das personagens do anime que seu estúdio estava trabalhando, isso foi ápice do anime, porque depois de tanto tempo vendo sua amiga batalhando (e mesmo trabalhando em um estúdio de anime não podendo ajudar), elas conseguiram finalmente trabalhar no mesmo projeto. Sinceramente eu quase chorei, só não chorei porque não choro mesmo, mas qualquer pessoa normal se debulharia em lágrimas ao ver essa cena. Foi uma excelente representação de quando você vê seu ente querido alcançando o sucesso e sonho pelo qual tanto batalhou, e você ali sempre junto fazendo com que essa pessoa não desista. Esse anime pode não ter tido romance, mas deu de 10 em muitos animes que tem.

6 – Sem romance

sem-romance

Não que eu não goste de romance, é que nem sempre o casal que eu quero fica junto, e nisso Shirobako não deixou a desejar porque não tem casal nenhum. Não rola aquela guerrinha de “não sei quem deveria ficar com não sei quem lá!”. Ainda mais quando o casal escolhido não tem química nenhuma a não ser para os produtores. E quando isso acontece o anime perde o foco tentando de todas as maneiras forçar um casal chato, esquecendo completamente do seu desenvolvimento (Estou falando de você, Cross Ange). Claro que num cotidiano normal de pessoas normais há romance, mas isso não é tudo, até porque ninguém passa 24 horas por dia se apaixonando, há outras coisas também pra se importar como o trabalho, os amigos e os sonhos que se deseja alcançar.

7 – O desenvolvimento do anime

desenvolvimento

Shirabako é um daqueles animes que você acha um tédio no começo, mas com o passar dos episódios ele vai te prendendo cada vez mais. Tem uma história interessante que é a de um anime que conta o cotidiano dos animadores. A cada episódio você se vê em alguns dos personagens tanto nas partes das frustrações quanto das conquistas. E também segue na jornada com Aoi para saber se era aquele caminho que ela queria seguir. Até porque quantas pessoas chegam à vida adulta sem saber o que realmente fazer da vida, acabando em frustração, e isso você também vê em outros personagens que apesar de ter mais experiência que a Aoi acabam chegando no ponto que percebem que não era nada daquilo que eles esperavam.

Com isso concluo os pontos positivos de Shirobako, apesar de ter mais pontos legais que não dá para simplesmente descrever, só você vendo esse anime que me deixou com vontade de assistir uma segunda temporada, já que o sonho delas ainda não foi concluído. Cada um terá seus motivos pelos quais acha que esse anime é bom e porque deveria ser visto, o que também é um ponto positivo no anime, já que despertou o interesse da mente humana de várias formas.

Comentários