Já deixou de ser surpresa pra todo mundo quando a Akko sempre acaba bem no meio de alguma confusão, não é mesmo? Mas acho que a graça do anime está exatamente aí. Ela é a pessoa mais desastrada/azarada de Luna Nova, e acho que todo mundo já sabe disso. Mas a questão que não quer calar, pelo menos para mim, é se algum dia ela vai mudar quanto a isso.

Little Witch Academia continua no mesmo ritmo de sempre. Nada realmente relevante aconteceu nesse último episódio, mas acho que devemos apreciar as pequenas coisas.

Vamos começar falando sobre aquela conversa entre a Ursula e a diretora, Não sei se foi apenas para mim, mas fiquei com a impressão de que a diretora sabia alguma coisa. Havia bastante sentimento ali, principalmente por parte da professora, mas talvez eu só estive tentando ver coisas onde não existem. Porém, tenho que defender um pouco essa opinião, já que sabemos que a Shiny Chariot estudou em Luna Nova e que a diretora é velha e provavelmente a conheceu quando pequena, talvez por isso ela realmente saiba a história toda.

Deve ter sido um grande encontro.

Foi legal ver as meninas correndo pela cidade atrás do morto-vivo, não esperava que tudo fosse terminar com uma história bonitinha, afinal, com aquela roupa e toda aquela sede de vingança, ele parecia ser um cara bem malvado. Uma coisa que reparei desde o início foi que ele não usava uma bota, achei que ia ter alguma relação com a bota que a diretora tinha comprado, mas pra minha surpresa a relação dos dois foi muito além disso.

Eca!

Só queria deixar bem claro aqui que o pai da diretora foi bem heroico quando salvou a Akko de ser atropelada, mesmo que na verdade ele já esteja morto e sofrer no lugar dela não seja algo tão ruim, mas foi muito nojento ver toda aquela gosma voando nela. Ainda bem que, fora da vida real, as coisas costumam ser mais fáceis de se limpar. Fiquei imaginando todas aquelas coisas apodrecidas dentro de uma pessoa morta e, sendo bem sincera, isso não é nem um pouquinho agradável.

Foi bem bonito.

Fiquei emocionada com aquele final, onde supostamente o pai da diretora voltou ao mundo dos mortos e se encontrou com a sua amada, que estava enterrada ali. Eu definitivamente não esperava que a história fosse tomar esse rumo, mas é bonitinho quando as coisas terminam assim, de um jeito estranhamente certo/bom.

Pelo menos, no final, ela recebeu um castigo bem menos pior do que eu tinha imaginado. Ressuscitar os mortos não é uma coisa que ela deveria fazer, mas acho a Akko é uma bruxa bem sortuda, já que sempre consegue se salvar do pior. Claro que arrumar tantas vassouras não é um trabalho fácil, muito menos legal, mas ela buscou por isso quando decidiu ir contra as regras, utilizando magia quando foi instruída a não fazer. Sinto pena da Sucy e da Lotte por sempre acabarem sendo arrastadas nas encrencas dela.

Esse sim é um objeto com muito valor sentimental.

Voltando brevemente ao começo, consegui me ver claramente na Akko, quando ela esqueceu de levar um objeto com importância sentimental para a “aula”, sempre fui aquele tipo de aluna que esquecia tudo. Era de se esperar que ela fosse pensar na carta da Shiny Chariot, mas deu pra sentir que ela não queria deixar aquele item ali, era muito mais especial do que poderiam imaginar, porém, talvez esse seja exatamente um ponto importante para aquilo que estava sendo feito. Pelo menos os objetos ficaram nas mãos da professora Ursula, o que é muito mais seguro, já que a Akko, do jeito que é, não precisaria de muito para perder aquela carta durante a sua ida a cidade, mesmo que ela tenha ido outras vezes e nada do tipo tenha acontecido.

O legal de todo esse episódio é que a Akko está conseguindo melhorar com relação a magia. Ela ainda tem muitos problemas, mas acho que a maioria deles ocorrem pelo fato dela estar sempre querendo adiantar as coisas, ou por ela ser muito desastrada. No final ela conseguiu realizar a magia que deu errado no começo, e isso meio que resolveu as coisas. Ela é uma boa bruxa, afinal está sempre tentando ajudar todo mundo, mas acho que ainda vai demorar muito para que ela consiga ser uma bruxa realmente boa.

Até o próximo episódio!

  1. Este episódio de Little Witch, foi mediano para fraco, ele não melhorou nem mostrou nada, que o anime já não nos tenha mostrado. Ver sempre a Akko, a pôr-se em situações complicadas, já começa a ficar repetitivo e chato. Por causa da Akko, as amigas dela ficam sempre em perigo e em maus lençóis com os professores da escola. Aquela parte, em que as alunas de Luna Nova, tinham que entregar os seu amuletos, foi bem interessante, principalmente o caso da Akko. A Akko supostamente tinha se esquecido de levar, o seu bem mais precioso, mas ele esteve sempre com ela, a carta da Bruxa Chariot, é o objecto mais valioso que a Akko tem na sua vida. Agora passando à parte do morto vivo, para mim foi a parte mais fraca do episódio, ver o morto vivo a fazer confusão foi muito chato, e estar a ouvir a Akko a gritar a toda a hora também não ajudou. Aquela parte onde a directora da escola fala, com a professora Úrsula depois de olhar para a carta da Akko, foi muito suspeito, será que a directora sabe a verdadeira identidade da Úrsula sensei. A parte final do episódio foi bem bonita, eu não estava à espera que o anime nos fosse mostrar uma cena tão bonita. Ver o esqueleto do pai da directora a falar com ela e a despedir-se foi uma cena linda, mas mais lindo ainda, foi ver o espírito do pai da directora a encontrar-se com a sua amada no além.
    Como sempre, mais um excelente artigo de Little Witch Academia Isabella.

Discussão