Após um arco fraquinho e talvez até mesmo desnecessário, finalmente voltamos para um foco mais interessante e importante: Kaede. Desde o início esse mistério foi apresentado e não houve foco ou solução para mudar o cenário atual, afinal, digamos que Sakuta estava ocupado resolvendo outros casos (colocando dessa forma parece que ele não é uma pessoa boa). Mas a questão toda é que nem ao menos estamos a par da situação para tirar alguma conclusão pois no final tivemos uma notícia de certa forma inesperada e por isso fica difícil dizer ou imaginar como irão resolver (ok, dá para imaginar mas eu prefiro esperar e ver).

E o que seria isso exatamente?

Sinceramente eu fico bem feliz pela evolução da Kaede. Foi aos poucos, com muito apoio de seu irmão mas no fim, ela venceu seus traumas e enfim conquistou seus objetivos. Porém é óbvio que não ficaria por isso e os problemas tinham que aparecer cedo ou tarde e mesmo Sakuta sendo cauteloso, seus esforços não foram suficientes para a verdade vir a tona: Kaede perdeu suas memórias. Não sabemos a gravidade desse quadro e nem a causa específica (a síndrome ou o bullying “apenas”) mas vimos que isso poderá trazer alguns problemas agora que uma antiga amiga/colega apareceu e ninguém além de Sakuta sabia disso.

Podia ter dito antes…

Inclusive essa aparição não podia ser numa hora pior (ao que parece até o momento) pois Kaede finalmente está seguindo em frente sem se preocupar com seu doloroso passado quando de repente aparece alguém que pode trazer a tona memórias ruins. Eu torço para que não seja o caso mas confesso que estou curioso para saber qual será a reação dela e as atitudes que o Sakuta irá tomar para contornar a situação nos 3 lados (amiga/colega da Kaede, Mai e sua irmã e a própria Kaede), pois eu nem acho que foi uma boa decisão guardar essa informação da Mai que está ajudando e sendo ativa nesse processo.

E bom, eu achei interessante que a antiga amiga/colega tenha vindo se desculpar pelo ocorrido. É engraçado ela dizer que não podia fazer nada sendo que na verdade podia, só não fez por medo ou qualquer outro motivo. O pior de tudo é que ela tinha ciência e noção da gravidade do bullying e mesmo assim foi omissa e se convenceu de que não podia fazer nada para ajudar alguém que precisava e muito de ajuda. Mas enfim, culpá-la agora ainda mais depois desse pedido de desculpas seria tolice por parte do Sakuta que como sempre manteve uma boa postura e em nenhum momento se alterou, mas me pergunto se ele faria o mesmo frente à(as) pessoa(as) culpada(as).

Aham, não pôde, né?

De qualquer forma, essas tentativas da Kaede foram construídas de maneira bem interessante. Começando pelas metas que envolviam seu irmão na grande maioria, sinalizando a grande dependência que ela ainda possui e que seria um dos grandes desafios a se superar. Por outro lado vimos uma mocinha que está tentando voltar a ter uma vida normal, pois sabe que não poderá continuar daquela forma para sempre e lógico que isso iria trazer medo e insegurança. Sua situação atual é “confortável” e o Sakuta traz todas as garantias de que ela não precisa exatamente mudar e evoluir, afinal, ele está disposto em ajudá-la e acolher sua irmã mesmo depois de casado.

Força Kaede!

Porém eu acredito que isso seria um pequeno problema que poderia impedi-la de certa forma a sair de sua zona de conforto e encarar seus problemas. E nesse ponto a Mai foi um apoio muito interessante e importante nessa adaptação. Dizer que sua evolução seria muito bem vinda e claro, dando todo o apoio possível foram atitudes que ao meu ver acabaram sendo até mais importantes que as do Sakuta (guardadas as proporções). No fim, esse empurrão externo foi um importante detalhe que ajudou Kaede a ver a luz do sol novamente e iniciar seus passos rumo à uma vida normal.

Seria ótimo

E no fim, tivemos um belo episódio que soube contrastar bem essa questão da Kaede com outros dois acontecimentos importantes. Em relação ao namoro do Sakuta com a Mai eu esperava muito mais (e ainda espero), afinal, ela é uma celebridade popular e os japoneses… logo eles, não são um povo muito legal nesse tipo de assunto (na verdade asiáticos em geral). Tivemos a questão da Shouko aparecendo também mas no fim, foi muito barulho para nada e até acredito que as partes importantes irão aparecer no próximo episódio como forma de promover o filme.

  1. Avatar

    Achei o melhor episódio pós arco da Koga, não envolveu o sobrenatural (talvez no hematoma da Kaede dps de atender o telefone). Não gostei um pouco que mostraram a evolução da Kaede em flashbacks. Agora só esperar como irá se desenvolver a trama dps de aparecer essa ex colega.

  2. Avatar

    Sinceramente eu gostei bastante do arco da Futaba então não sei se diria o mesmo mas sim, foi um ótimo episódio (um dos melhores facilmente). Bom, eventualmente vão ter que pelo menos explicar a cicatriz que o Sakuta tem e acho que essa interação com a ex colega pode ser a chave disso.
    E eu super concordo contigo sobre a questão da evolução da Kaede, afinal, podiam ter mostrado com mais calma e detalhes em paralelo com a situação do namoro ou até mesmo a questão da Shouko, assim como estão fazendo de certa forma. Enfim, a quantidade disponível para esse arco claramente não é suficiente (apesar de que tem o filme ainda então fica complicado de julgar isso).

  3. Avatar

    Até que enfim um episodio com uma carguinha emocional mais encorpada…Já estava ficando chato a sequencia de dialogos espertinhos do casal Sakuta e Mai (o problema disso é que parecem mais adultos do que a idade que tentam aparecer e fica um retrogosto de enganação)…Mas vamos levando….Kiraht como sempre um prazer ler suas impressões…

Deixe uma resposta para James Mays Cancelar resposta