Hello pessoas, como estão? Espero que estejam bem. Novamente eu, Bruna, estou aqui para falar sobre um mangá que, além de encher meu coração, me fez refletir sobre alguns assuntos bem atuais e desejar por mais plots construídos com cuidado e sem superficialidade. Desta vez não será uma resenha, mas sim uma espécie de indicação muito válida para aqueles que gostam de histórias significativas. Vou tentar medir as palavras para não soltar muitos spoilers e fazê-los entender o motivo deste mangá ter me conquistado com poucos capítulos.

Ler o artigo →