Se eu dissesse que a Shimazu tem orelhas pontudas e veio de outra dimensão você acreditaria? Acho que independentemente da bizarrice, um otaku vacinado acreditaria ser possível, porque vira e mexe isso ocorre em mangás e animes e dessa vez pode não ser assim tão diferente.

Mas relaxa que com a tsundere gente boa tá tudo certo, ao menos até agora. O título foi só para brincar um pouco? Sim, se alguém tiver que ter 400 anos nessa história não será o Takuya, mas talvez a YU-NO? Ou a mãe dele?

Ler o artigo →

Meus sentimentos sobre esse episódio são mistos, mas continuo achando o anime legal, não ótimo, mas também não uma perda de tempo. Você já esperava pelo que aconteceu? Eu suspeitava, mas a forma como aconteceu me surpreendeu um pouco.

Não prestei tanta atenção a detalhes anteriores que me levariam a supor o que rolou. Já o final me pegou completamente desprevenido, ele foi bem interessante e me deixou, ao menos um pouco, animado para o próximo episódio. É hora de YU-NO!

Ler o artigo →

Estaria mentindo se não dissesse que esperava por um episódio como esse já nas primeiras semanas de YU-NO, afinal, nesse tipo de trama em que tragédias podem ser reversíveis elas se acumulam.

Sei que, dependendo do jeito que isso for trabalhado, impactar o protagonista não vai ser desperdiçado, mas ainda temos que esperar o próximo episódio para ver como o caso se resolverá.

O importante é que episódios como esse são imprescindíveis para que o protagonista amadureça. É a vez de YU-NO!

Ler o artigo →

Esse episódio teria sido bem meia boca se não tivesse focado na Ayumi e feito ao menos o básico do que se poderia esperar da situação da personagem.

Desde o primeiro episódio a trama deixava clara a pressão que ela sentia, então não seria estranho ela acabar explodindo. Isso se liga a trama central, na verdade, diria até que a ajudou a avançar um pouco, mesmo que ainda não tanto quanto poderia.

Ler o artigo →

Esse episódio foi melhor do que eu esperava, pois apesar da explicação para as coisas ser só teoria, o raciocínio apresentado foi interessante. Além disso, não é todo dia que vemos uma tsundere tão fofa quanto compreensiva, alguém com quem se pode socializar normalmente e que tem um motivo para estar no meio da história que não seja só pelo estereótipo. Vamos ao dispositivo que cria dimensões?

Ler o artigo →

Bom dia!

Quais animes assistir nessa temporada? Já sabe? Escolheu algum? Assistiu quantos?

Estamos entrando na segunda semana do mês, mas só nos últimos dois dias, esse fim de semana, que a temporada começou pra valer. Um monte de estreias! Fizemos o possível para cobrir vários animes. Durante o dia, a semana, e enquanto ainda houver anime estreando, continuaremos publicando artigos de primeiras impressões.

No editorial de hoje, as estreias que já cobrimos até o momento em que esse artigo foi redigido. Já dá para começar a escolher alguns animes, não dá? Às vezes dar uma chance para algo que normalmente deixaria passar é recompensador – nunca se sabe de onde virá a próxima surpresa!

Ler o artigo →

Kono Yo no Hate de Koi wo Utau Shoujo YU-NO – cujo nome internacional e YU-NO: A girl who chants love at the bound of this world, YU-NO é só para os “íntimos” – é orginalmente uma visual novel que, não tão surpreendentemente, teve adaptação para hentai há cerca de 20 anos atrás, e um mangá de apenas 2 volumes mais recente.

O anime terá dois cours, cerca de 26 episódios, e o diretor prometeu adaptar todas as rotas do jogo, além de evidenciar certas características dos personagens. E foi isso o que pôde ser visto nessa estreia? Além disso, do que YU-NO trata mesmo?

Não se preocupe, o anime é para um público mais novo e sua trama bagunçada por mundos paralelos e cheia de belas mulheres mostrou suas cores. Indico que veja YU-NO no mundo em que nós estamos? Leia e terá sua resposta!

Ler o artigo →