Emilia não pode fazer mais nada

Mais um artigo sobre dois episódios. Não é preguiça não, só tive tempo de assisti-los na noite passada mesmo. A semana qua passou foi tensa em falta de tempo. E sendo um artigo de dois episódios, especialmente esses dois episódios, considero importante detalhar a nota: eu gostei do episódio 13. Gostei de verdade. E vinha gostando do 14 também no que ele era continuação e consequência do 13. Mas por motivos que logo ficarão claros no texto achei que o final foi covarde e menosprezou o que o próprio anime havia acabado de construir, dando uma saída fácil para o problema em que o protagonista estava se metendo, ainda que apenas parcialmente.

É, vou voltar a falar do Subaru, especificamente de seu desenvolvimento como personagem. Eu havia meio que desistido disso alguns episódios atrás mas Re: Zero colocou as falhas do protagonista em evidência ao levar o roteiro por um caminho inesperado, então sinto que ainda vou ter muito a falar sobre o humano perdido em outro mundo. Começando agora!

Curta o anime21 no facebook:

Não posso dizer “eu sempre falei” porque, efetivamente, eu não falei. Eu sempre reclamei de duas coisas sobre o Subaru: sua falta de histórico (Quem ele é? Como é tão sociável se era um recluso?) e seu comportamento excessivamente voluntarioso. O passado dele continua um mistério insondável que o anime não pretende esclarecer tão cedo, mas seu comportamento começa a ficar mais claro. É um comportamento horrível sim, e sempre foi proposital, de caso pensado. E faz sentido! Como um recluso, mesmo que ele se esforce, é claro que falta a ele habilidades sociais básicas – e essas faltas apenas estão se mostrando de uma forma diferente da auto-exclusão social e timidez típicas. O que acontece quando qualquer pessoa dá atenção e se aproxima de alguém isolado, sem trato social mas sedento por contato humano? Principalmente quando é uma garota se aproximando de um garoto?

Egoísta como diria mais tarde a Emilia, ele nem faz ideia do que ela está sentindo enquanto ele dá seu espetáculo de grosserias

Egoísta como diria mais tarde a Emilia, ele nem faz ideia do que ela está sentindo enquanto ele dá seu espetáculo de grosserias

Porque o Subaru é assim em primeiro lugar eu não sei e se depender do anime vou continuar sem saber por muito tempo (para sempre?), mas as perguntas do parágrafo anterior são fáceis de responder. Já assistiu um dos filmes mais dolorosos do Jim Carrey, O Pentelho? É uma comédia e é um exagero, mas bom, Re: Zero é uma fantasia e também é um exagero, então acho que ambos retratam bem, dentro de suas propostas, o que acontece: a pessoa vai grudar em quem se aproximou, independente das intenções. Vai idolatrar, vai se agarrar como se disso dependesse sua vida, e vai agir exatamente como o Subaru (e como Chip, o personagem de Jim Carrey em O Pentelho). Vai ser extremamente voluntarioso. Não vai saber escutar. Vai sufocar a pessoa que é objeto de sua devoção. Vai fazer promessas da boca pra fora apenas para quebrá-las na primeira ocasião em que sentir-se tentado a “ajudar” ou “se aproximar” ainda mais. Nas condições adequadas, pode evoluir para uma paixão tóxica – é o caso do Subaru.

Até onde vai alguém doente

Até onde vai alguém doente

E eu não percebi nada disso. Em grande parte porque o Subaru sempre agiu mais ou menos assim e sempre pareceu feliz – imaginamos que pessoas solitárias são tristes, não é? Eu sei. Eu sou chato. Mas olha, faria uma diferença danada conhecer o passado do Subaru… enfim. Pelo menos desde o episódio 12 o Subaru já vinha mudando seu padrão de comportamento, se tornando mais agressivo, mais auto-centrado, mais desesperado. E ali eu ainda não havia percebido o que o episódio 13 jogou na minha cara: o Subaru tem problemas sérios para se relacionar com outras pessoas. Ele está idolatrando cegamente a Emilia, a perseguindo, mentindo para ela e mentindo para si mesmo (não é apenas uma mentira conveniente que ele conta para si mesmo quando quer acreditar que faz tudo o que faz pela Emilia?). No episódio 13 a máscara do Subaru caiu conforme ele agiu de forma completamente inaceitável, mesmo que a Emilia estivesse sendo injustamente ofendida.

Ele tomou uma “surra corretiva” do cavaleiro Julius (que dá a entender em conversa mais tarde que só queria ajudá-lo de alguma forma, aposto em algo como “o Subaru precisa perceber que seu comportamento e sua fraqueza o levarão à derrota, blá blá blá”) e no estado mental em que já se encontrava (e que o cavaleiro naturalmente não tinha como saber) a partir dali mergulhou em uma espiral descendente de desespero. Discutiu com a Emilia e após ela “não o entender” (e como poderia?) disse coisas horríveis para ela (que embora sejam parcialmente verdadeiras, de novo, ela não tem como saber) e a meia-elfa se viu sem alternativa senão romper com o Subaru. Que se sentiu ainda pior, afundando mais em sua decadência, mas alguém como ele jamais se importaria com rejeições. Se muito, ser rejeitado o faz agir de forma ainda mais forçada, o faz querer colar ainda mais na Emilia. Foi perturbador vê-lo agarrado à capa da Emilia depois dela partir.

Muito perturbador!

Muito perturbador!

E as coisas só permanecem mais ou menos pacíficas por um tempo depois disso porque ele ficou afastado dela, focado em treinar para não ser mais derrotado – ele é incapaz de perceber que seu erro não foi ser derrotado. Emilia estaria igualmente decepcionada mesmo no cenário impossível em que o Subaru tivesse derrotado Julius. Ele se torna agressivo e ofende os que tentam oferecer-lhe bons conselhos se eles cutucarem sua ferida, por isso enxotou Reinhard quando esse sugeriu que fizesse as pazes com a Emilia. Ele não quer “fazer as pazes” pois isso significaria admitir que errou, seria pedir desculpas. Nesse momento ele jamais consideraria pedir desculpas! Ele “sabe” que está certo! Emilia é quem está “errada”! Mas ele é tão “bondoso” que não se importa, ele pode “aceitá-la” assim mesmo!

E tenho quase certeza que ele decidiu se suicidar para “voltar no tempo” quando estivesse suficientemente treinado em esgrima e se sentisse capaz de derrotar Julius. Tendências suicidas são o sintoma mais grave de várias doenças psicológicas. Sim, sim, ele pode voltar no tempo, claro, como não, a intenção dele não era realmente morrer. Mas não estou dizendo que ele seja um sujeito que se mate por melancolia. Não. Ele é daqueles que se mataria para atingir outra pessoa. Com o truque que em Re: Zero ele vai apenas voltar no tempo e não vai ferir a Emilia com isso, mas o estado mental que o levou a querer se matar não me parece muito diferente de alguém que se suicide para chamar atenção de outra pessoa.

Subaru acabou de entrar na vida da garota e já tem essa avaliação grandiloquente de si mesmo

Subaru acabou de entrar na vida da garota e já tem essa avaliação grandiloquente de si mesmo

E até aí estava tudo muito bom, estava tudo muito bem, mas Re: Zero tinha outros planos. Questões relativas à sucessão monárquica em Lugunica provocaram um massacre nos domínios de Roswaal. É bem normal em disputas pelo trono, não é? Com o detalhe que no caso de Emilia fatores sobrenaturais podem estar envolvidos também. Dado que até mesmo Rem jaz morta (sem sequer ter conseguido entrar na mansão) sou levado a crer que não sobrou alma viva ali. De todo modo, desde que os primeiros cadáveres apareceram na vila perto da mansão eu já sabia o inevitável: o Subaru irá morrer para voltar no tempo e tentar impedir esse banho de sangue. Só que agora ele novamente terá um motivo altruísta para seu suicídio (como quando ele se jogou às pedras para salvar a Rem) e sua psique doentia deve voltar para o segundo plano por um tempo, além de todas as brigas e desentendimentos que ele teve serem desfeitos.

Apesar de tudo, essa é a melhor solução para o Subaru

Apesar de tudo, essa é a melhor solução para o Subaru

Há aspectos interessantes para comentar sobre a sucessão, o dragão, a bruxa, mas acabaram ficando de fora desse artigo. Falar sobre o Subaru simplesmente foi muito mais interessante. A estrutura repetitiva de Re: Zero com certeza me dará mais oportunidades para escrever sobre esses outros aspectos, então não sinto que houve perda real alguma.

Gostou desse artigo? Compartilhe:

  1. O episódio 13 foi relativamente desagradável de assistir, apesar de ser o episódio que mais desenvolveu o personagem em termos de mostrar o quão fraco psicologicamente ele era. E no 14, esse clima desagradável continuou até os estranhos eventos ao redor da mansão se tornarem um novo banho de sangue (pô Roswall, você não serve para nada mesmo hein?).
    Agora, tudo mundo (eu incluso) acredita que o Subaru vai morrer e voltar a um ponto em que ele poderá consertar a bagunça que fez com a Emília. Agora e se, o ponto de retorno de morte dele for após a briga que ele teve com a Emília? Seria algo muito mais interessante de ver e realmente espero que seja isso, pois, resolver todo esse mal entendido de forma tão “fácil” como você diz no artigo, seria desapontador.
    A análise do comportamento dele, o motivo dele ser um recluso foi muito boa também. Quando alguém diz NEET, Hikikomori ou o que seja eu sempre penso em uma pessoa sem habilidades socias, vulgo tímido demais e com fobia de multidões, mas essa não é a única forma de ser desprovido de habilidades sociais não? Acho que nunca ia pensar nisso kkkk

    Os artigos do OtakuPT não continuarão?

    • Fábio
      Fábio "Mexicano" Godoy

      Desagradável de um ponto de vista emocional, mas em termos de desenvolvimento foi um dos melhores personagens. Finalmente consegui desvendar uma característica chave do protagonista – depois de 13 episódios!

      E agora que você mencionou, realmente, o ponto de retorno pode ser posterior à briga. O problema com isso é que daí ele teria menos tempo para evitar o massacre. À conferir.

      E com certeza pretendo retomar meus artigos no OtakuPT. O último que saiu lá já foi meia-boca, um parto, está complicado, quero colocar todos os animes em dia. Aí vai ser um especial, ao invés de sobre cada episódio, vai ser impressão final de todos os animes que assisti na temporada. Espero conseguir isso até o final da semana =)

      Obrigado pela visita e pelo comentário!

      • Sim, desagradável emocionalmente, porque foi como você disse, foi o primeiro episódio que mostrou algo relevante do protagonista e ainda explicou como um personagem tão cara de pau e tagarela era considerado um recluso.

        Quanto a ele ter menos tempo para resolver o problema, isso não seria bom? Por que aí sim ele teria que se esforçar bastante para conseguir uma solução ou na pior das hipóteses, escolher o caminho com menos sacrifícios. Mas, é esperar para ver

      • Fábio
        Fábio "Mexicano" Godoy

        A questão do tempo é que pode não ser suficiente. Mas isso é algo que anime sempre pode resolver de um jeito ou de outro né, então vamos esperar para ver =)

  2. O que dizer destes dois episódios, o Subaru no episódio 13 esteve insuportável, com um comportamento bipolar, claro que a Emilia ia perder a credibilidade nele, ele cumpriu a promessa que fez com a Emilia, no preciso momento que ele entrou na ala da selecção real, a confiança que a Emilia tinha nele foi desfeita em pedaços. O comportamento do Subaru na selecção real foi medíocre, eu sei que ele não suportou que a Emilia fosse ostracizada pelas outras candidatas e a maneira que elas a tratavam, mas ela já tinha aguentado tanto até agora que não havia necessidade de um espectáculo triste que o Subaru protagonizou. O Subaru ofendeu todas as classes presentes na selecção real, já estava mais do que visto que o iam desafiar para um duelo. Eu acho que o Julius até tinha uma boa intenção, mas não serviu de nada, o Subaru é arrogante e não aceita que os outros lhe digam que ele está errado. Aquelas últimas cenas, da discussão entre a Emilia e o Subaru serviu perfeitamente para demonstrar a fraqueza emocional dele, eu sei que as criticas da Emilia sobre o comportamento dele tivessem sido um pouco duras e das atitudes dele, mais um pouco a Emilia pareceria um pouco injusta, já que o Subaru tinha feito tudo por ela (inclusive um loop de mortes), mas ele também estava a agir de forma errada com ela. Até que se deu a explosão emocional do Subaru, no preciso momento que ele disse para a Emilia que esta tinha uma divida que jamais poderia pagar para ele, o Subaru desceu e muito na minha consideração, mesmo que ele tenha dito estas coisas no calor do momento, não são palavras perdoáveis para se dizerem à suposta pessoa amada e aqui se coloca outra questão, será que o Subaru passou tanto só para ajudar a Emilia, ou também para o seu proveito pessoal, aqui fica o dilema. Aquela cena em que a Emilia sai e ele fica agarrado à capa da Emilia foi muito perturbador, ele parecia um doente mental.
    Já no episódio 14 não tenho grande coisa para dizer, neste episódio o Subaru tentou treinar esgrima para ver se fica mais forte, até ai tudo bem, até que chega a parte da mansão estar em perigo, quando chegou nessa parte pressenti logo que ia haver drama e mortes na parte final. O Subaru que diz estar apaixonado pela Emilia não percebe que a Rem também gosta dele, aquele abraço que ela deu nele na estalagem era um abraço de uma pessoa que gosta dele e que faria tudo por ele. Fiquei triste com a morte da Rem, até agora a única personagem que me cativou até agora, mas mais chocado do que eu ficou o Subaru, mais um pouco os olhos dele saiam das orbitas, eu acho que ele vai suicidar-se para voltar no tempo, mas quando ele faz isto, já não demonstra um comportamento de uma pessoa com problemas psiquiátricos.
    Gostei da tua referencia sobre a reclusão do Subaru, ele afinal no mundo que veio, ele era um recluso (ou neet como os japoneses chamam aquelas pessoas que não saem de casa),era anti-social, se calhar é por isso que ele se esforça tanto para agradar as outras pessoas, mas no episódio 13 é que se vê, que afinal aquela espontaneidade que ele tinha para falar com as outras pessoas, era apenas fogo de vista, ele tem muitas dificuldades em interagir com as outras pessoas.
    Como sempre uma excelente matéria e peço desculpa pelo texto enorme, mas com uma matéria tão bem feita não resisti em comentar a minha opinião.

    • Fábio
      Fábio "Mexicano" Godoy

      Exatamente, o comportamento dele é forçado! Ele está apenas desesperadamente tentando se agarrar ao que ele enxerga como sua única chance de ter contato humano, de ter vida social. E ele não faz a menor ideia de como fazer isso. Na maior parte do tempo isso passou batido porque sempre estiveram em situações de vida ou morte, mas agora a máscara caiu. E a volta no tempo pode corrigir a imagem dele, mas não vai corrigir sua doença, ele vai apenas piorar, afundar em sua própria doença mental, sempre sozinho.

      Estou muito curioso para saber qual será o desenvolvimento a partir de agora, se vão tratar direito o Subaru, ou se ele vai se curar magicamente ou pior, se vão esquecer de lidar com isso.

      Como não vi a Rem morrer, apenas a vi depois de morta, nem senti nada. Nesse anime morte não me afeta mais, essa é a desvantagem da mecânica da volta no tempo.

      Obrigado pela visita e pelo comentário =)

      • Realmente depois de tantas mortes neste anime, mais uma já nem faz diferença. Só espero que o Subaru melhore, se continuar assim já nem vou assistir o anime com a mesma vontade, que senti nos primeiros episódios.

      • Fábio
        Fábio "Mexicano" Godoy

        Claro que se eu tivesse VISTO a Rem morrer, sofrer, seria diferente. Mas apenas ver seu cadáver ali é bem … tanto faz.

        Sobre o Subaru, eu estou preferindo ele agora, hahaha! Quero dizer, sempre reclamei do personagem, e agora ele me parece muito mais humano. Um humano quebrado, fodido, que comete erros em penca, mas humano. Antes ele era só uma idealização, um clichê sem substância nenhuma.

      • Este comportamento forçado ou mudança de personalidade não estão ligados ao tal “cheiro da bruxa”? Será que todo este “loop de mortes” não esteja afetando nosso “herói” (hahaha)? Adoro o personagem Subaru, talvez por ele ser demasiado humano… não tem nada de especial, só a natureza humana nua e crua. Ele é um tosco… assim com eu, vc, nossos vizinhos, nossos familiares, etc… é um personagem sem poderes ocultos, sem nada demais, super sem graça, assim como nós… talvez por isso tanta gente odeie o Subaru. Olhar no espelho é dolorido. E o cheiro da “inveja” que ele exala talvez seja algo que será esclarecido mais para frente.

      • Fábio
        Fábio "Mexicano" Godoy

        Acredito que a maldição que o faz morrer e retornar à vida sem poder contar nada do que sabe a ninguém piora o quadro dele – o que é muito fácil de verificar: a briga do Subaru com a Emilia não teria sido como foi se ele simplesmente pudesse ter contado a verdade a ela. Mas o problema psicológico, como eu o entendo, vem de antes e ele está apenas sendo forçado ao extremo como nunca antes. Sim, ele é humano, afinal de contas. Antes não parecia, mas agora que o entendo faz todo sentido.

        Obrigado pela visita e pelo comentário =)

  3. Uhuh, Re : Zero, eu gosto do Subaru pois eu me identifico com ele, mas de alguma forma eu também percebi como eu costumo agir, eu sou tão insensível quanto o Subaru, só que o Subaru levou isto ao extremo neste episódio a ponto de eu mesmo querer dar um soco nele, serio, eu realmente tava com muita vontade de dar pelo menos um soco nele, mas como eu me identifico com ele, pode ser que em algum momento eu também vá agir assim? O.o , problemas psicológicos são complicados. E eu tenho preguiça de pensar sobre os meus, única coisa que sei é que sou MUITO FRIO ,e por isso, eu costumo magoar as pessoas sem sequer perceber , igualzinho o Subaru, coé Subaru, sai dessa loucura , esse pensamento tá muito radical , acorde , alguém bata nele por favor , assim como também preciso que alguém consiga me bater ( Não fisicamente )

    • Fábio
      Fábio "Mexicano" Godoy

      Já bateram nele e só piorou, pense nisso =D

      Mas como acabo de dizer para o Kondou, é exatamente por isso que agora eu gosto do Subaru: porque agora ele parece humano! Eu não sou como ele, mas já cometi erros gravíssimos por não ter empatia, por não saber me aproximar direito das pessoas. O personagem agora é alguém com quem conseguimos nos relacionar em algum nível, alguém que conseguimos entender. E sentir pena, ou raiva, ou qualquer coisa além de indiferença (era o meu caso) ou idolatria cega (era o caso de muita gente).

  4. Interessante, foi o único site que li no qual pensou e criticou de forma racional e um pouco mais impessoal, porém, era possível notar que o Subaru estava surtando desde o episódio 7 e com isso já dava para concluir que a mente dele é frágil ou até mesmo antes se você tiver uma grande capacidade de percepção, mas sob determinadas condições é possível fazer qualquer um entrar em frangalhos, exceto pessoas com “doenças” raras, psicopatas, ou algo desse tipo, de qualquer forma a mente é interessante e frágil. Agora quanto a personalidade de certo modo é interessante a polêmica causada, é bom porque demonstra de modo geralmente exagerado o quanto a humanidade pode ser medíocre, tanto por reclamar quanto pelo desgosto que as pessoas estão sentindo pelo Subaru. Tem SPOILER mais abaixo.
    Opinião pessoal: antes era o personagem mais cômico para mim, por causa das críticas(ele não falava sério) de alguns animes que acabaram criando “modinhas”, agora sinto algo talvez próximo de pena do Subaru ou talvez isso, e da Rem, provavelmente porque ele precisa de ajuda quando ninguém o ajudaria e pela condição em que ele se encontra e dela porque é uma das poucas personagens que não irá se revelar ***, além de que irá sofrer, mas isso seria melhor explicado com o SPOILER mais abaixo.
    “Para”crítica: é de certa forma interessante… as pessoas normalmente gostam de reclamar dos outros, contudo, não gostam de reconhecer as próprias falhas. Um personagem com características mais complexas e/ou humanas é raro, fiquei um pouco surpreso com o surto dele naquele momento,(não me odeie, mas não senti nada, a não ser talvez um pouco de desconforto misturado a um prazer razoável de aparecer um anime com característica nem muito idealizadas(de qualquer tipo), nem tão exageradas(ex: drama), ou seja não somente possíveis como também semelhantes a algumas pessoas(realidade social em qualquer lugar e um grande problema no Brasil)), mais ainda com a Emilia agir com personalidade mais humana. Às vezes o grotesco é necessário. Há SPOILER mais abaixo.
    Comentário: na seleção real foi mesmo meio forçado mesmo o velho Romu-jī entrar em uma sala cheia de cavaleiros para que a Felt aceitasse participar, entretanto, nenhuma história é perfeita, todas tem falhas, no mangá foi um pouco diferente(mas detalhes), sério, tenta criar uma. Sinceramente ri quando o Subaru se intrometeu na seleção real(não me odeie) quando falaram mal da Emilia, porque estava dando raiva esse preconceito(desculpe, mas é o que acho, se discorda perceba o quão idiota e sem sentido é o preconceito), é claro, ele não deveria ter feito isso, é irracional tentar atingir diretamente um grupo, no caso uma população inteira, ainda mais quando “ele” tem mais poder que você, agir simplesmente por desejo é irracional e problemático. O SPOILER está mais embaixo.
    Teorias: o Subaru (lol, ele virou alvo de muitos comentários) não demonstrou o verdadeiro motivo de tentar agir com positivismo, provavelmente(não consegui pensar em outra coisa, me corrija se estiver errado) para esconder o pessimismo ou algum tipo de sentimento ruim, ainda mais por algumas reações dele(antes do famoso surto), nem mesmo o motivo dessa paixão pela Emilia, que deve ser a falta de habilidades sociais como foi dito, mas agora viajando na maionese, se a Satella é parecido com a Emilia, se não for ela, não deve ser, o Subaru pode ter inconscientemente associado as duas e se apaixonado, mas isso é meio que viagem mesmo.
    Nota: “Para” significa “quase”. Ah, é censuraram um pouco o anime, como quando o Subaru morre pela segunda vez na mansão, parte da cabeça dele ficou exposta, dava pra ver as entranhas dele com o segundo golpe e aí ele foi morto, no anime apenas não mostra parte da face dele.

    SPOILER
    SPOILER
    SPOILER
    NÃO LEIA PARA RECLAMAR QUE É SPOILER
    ALERTA DE SPOILER
    ÚLTIMO AVISO, CASO LEIA NÃO É RESPONSABILIDADE MINHA

    Tudo isso é o que dizem quem estava lendo a história antes do anime(não me pergunte) e retirei uma ou outra informação para não estragar todas as surpresas.
    Dizem que o Julius fez isso para que amenizar a raiva de muitos cavaleiros e para que não o matassem.
    A Rem e o Subaru vão ser mortos mais algumas vezes, são torturados(descubra), ele vai enlouquecer e por isso ela vai tentar carrega-lo até a mansão, são torturados mais uma vez aí ele vai recuperar a sanidade pela raiva, em uma dessas vezes a Ram e Emilia morrem, Pack enfurece congela tudo e acaba matando o Subaru. Mais no futuro a Emilia vai sofrer muito também. Curiosidade: Em um momento o Subaru não aguenta mais e decide esquecer tudo e fugir com a Rem, ele muda rápido de pensamento, mas se ele não tivesse mudado de pensamento e fugisse, eles teriam vivido felizes para sempre com dois filhos.
    Ele vai fazer uma aliança para derrotar a Baleia, quando finalmente conseguem, ele parte para a próxima “save point” e por isso não vai poder voltar para reverter o que aconteceu antes.
    Existem 7 Bruxas, Satella está apaixonada por Subaru, há tempo e motivos desconhecidos, ela não era uma serva que se encaixava como Bruxa e forçá-la causou vários problemas de personalidade. O semblante da Bruxa o visita geralmente quando ela irá fazer algo horrível com ele. Se o Subaru contar para alguém do poder dele…, exceto as Bruxas que são as única pra quem ele pode contar.
    Dizem que o Roswald é um *** que causou toda desgraça com a família da Ram e da Rem e da espécie delas por séculos e que só está ajudando a Emilia porque está atrás da habilidade do Subaru, porque ele quer libertar a Bruxa da Ganância que foi aprisionada pelo Dragão e por isso quer matá-lo. Ela é a mãe da Beatrice.
    Resumindo: a treta vai ficar feia, muita loucura no meio de tudo, tem seres OP demais, quem dizia que o Subaru tinha um poder OP não sabe que primeiro não é um poder e sim maldição, segundo ele sempre tem que fazer as escolhas “certas”, terceiro se ele passa de um “save point” ele não pode retornar antes de uma tragédia que aconteceu antes e quarto nem de longe é o poder mais apelão, tem Bruxa com poder apelão demais, tem o Reinhard, e seres desse tipo.

    • Fábio
      Fábio "Mexicano" Godoy

      HAHAHAHAHA Muito obrigado pelos múltiplos alertas de spoiler =) É uma pena que eu não tenha lido para te dar uma resposta completa, mas spoiler é algo que realmente estraga uma história para mim quando tem mistério ou suspense em qualquer grau =)

      Sobre o Subaru, acho muito interessante como tanta gente adorava ele antes quando tinha um comportamento incompreensível, exagerado, forçado, e quando finalmente esse comportamento foi explicado como uma forma de lidar com a forte angústia social que o personagem sente passaram a não gostar dele. Uma coisa é reprovar seu comportamento, eu reprovo, ou se sentir constrangido em algumas cenas, como eu me senti, outra completamente diferente é mudar totalmente a forma de ver o personagem por causa disso – e para pior. Me parece que queriam só mais um protagonista de battle shounen típico. Aquele que faz o que faz apenas porque sim, ou por alguma razão bem simples como amizade, amor ou justiça.

      Se o Subaru fosse uma pessoa de verdade e eu o conhecesse com certeza não gostaria dele. Mas ele é um personagem, e como personagem o estou achando tão mais rico, tão mais interessante agora. Outros personagens também têm tido seus bons momentos, em particular a Emilia que embora seja o arquétipo de princesa pura e altruísta do anime não aguentou mais o Subaru e, mesmo gostando dele, o rejeitou. Pessoas normais não aguentam a pressão e fazem isso às vezes. E também a Rem que está mais do que claro que gosta do Subaru mas não avança porque sabe que ele só tem olhos para a Emilia, mas quando se viu à beira da separação definitiva foi bastante ousada – com certeza aquilo deu força para ela conseguir manter firma sua convicção e sua determinação.

      Histórias precisam ter algo para prender. Muita gente se contenta com battle shounens comuns (ou com haréns, ou com violência exagerada, e Re: Zero parece ser uma cruza bizarra desses três). No começo estive interessado no mistério de Re: Zero. Ainda estou, mas o anime dá tão poucas pistas que é frustrante. E os personagens vinham me frustrando também. Espero que esse arco possa ser um ponto de virada, embora não tenha lá muita fé nisso.

Deixe uma resposta