[sc:review nota=4]

Estou ficando confuso quanto aos rumos do anime e às motivações dos vários antagonistas da série. Mas acho que isso é normal com Psycho-Pass, não é? Na primeira temporada foi assim, só em algum momento da segunda metade da série é que as motivações do Makishima foram ficando mais claras. E elas eram bastante subjetivas e etéreas de todo modo, o que não facilitou nada. Ainda assim, a primeira temporada teve um formato episódico com vários casos pequenos fechados que me mantiveram entretido. Nessa segunda temporada é Kamui pra lá, Kamui pra cá, Kamui, Kamui, Kamui, e eu não entendo nada do Kamui! O agravante é que saiu a sinopse do filme do Psycho-Pass. Ele se passará depois dessa temporada, então só pela sinopse eu de antemão sei que algumas coisas importantes não vão acontecer. Mas falo disso depois. Nesse episódio, Tsunemori e seus executores tiveram que lutar contra um exército de drones militares controlados por pessoas anônimas que não sabiam o que estavam fazendo.

Tsunemori e Togane lutando contra os drones

Tsunemori e Togane lutando contra os drones

O plano de Kamui nesse episódio é colecionar dominators. Shisui está definitivamente ao lado de Kamui e o ajuda nisso, matando executores com uma dominator e sua autorização de inspetora para usar dominators. O olho que Kamui removeu de Shisui foi transplantado nele próprio, como esperado, e agora ele também pode usar uma dominator como se fosse Shisui. Por que raios o Sistema Sybil não previu uma situação tão óbvia? Não que seja algo que vá acontecer o tempo todo, mas se a identificação é feita apenas pelo olho (pela íris, pela retina, pelas veias no fundo do olho ou por todos esses combinados) é óbvio que é teoricamente possível se passar por um inspetor transplantando o olho de um. E pior: o sistema deixa as dominators ativas ainda que o mesmo inspetor esteja em dois lugares diferentes ao mesmo tempo, o que é obviamente impossível e obviamente indica que um olho foi transplantado. É um sistema tão mal projetado que não faz sentido que ele exista no cenário que o próprio anime estabeleceu. Enfim, com dominators eles podem eliminar tranquilamente executores, e os drones dão conta dos inspetores. Toda a Divisão 3 é eliminada – e devo dizer, já vão tarde!

Esse é seu último sorriso, executor descartável

Esse é seu último sorriso, executor descartável

Tsunemori, com seu intelecto superior, naturalmente desvendou o plano de Kamui a tempo de alertar seus próprios executores. Para um deles o aviso chegou tarde demais e Shisui o matou (e de forma cruel, ela destruiu sua perna e deixou-o sangrando até a morte), mas bom, com o excesso de executores do episódio anterior era previsível que os novos haviam chegado apenas para morrer. Um truque barato para não precisar matar personagens preciosos – aliás, a Divisão 3 inteira também era só isso, no fim das contas. De todo modo, percebendo o plano de Kamui a inspetora Tsunemori ordenou aos seus executores que fugissem ou se abrigassem enquanto ela lidaria sozinha com a situação. Claro, dominators não podem matar um inspetor que não esteja com o estado mental sujo, mas as balas de calibre alto dos drones não têm esse mesmo pudor, então Tsunemori estava apenas sendo temerária, e dessa vez eu entendo que Shimotsuki tenha se irritado com ela.

Shisui dá o primeiro tiro em um executor

Shisui dá o primeiro tiro em um executor

Só acho que Shimotsuki exagerou quando deixou que sua raiva acumulada falasse mais alto e desejou que o estado mental da Tsunemori aumentasse. Se eu fosse a Shimotsuki, teria ido medir o meu próprio estado mental no mesmo instante, e talvez ido procurar ajuda. No mínimo, passaria a reconsiderar minha forma de pensar e agir. Mas é a Shimotsuki, ela não fará isso. Ela está sendo construída para que não gostemos dela e não nos importemos quando seu triste destino chegar. Por outro lado, o pensamento dela ter sido revelado para os espectadores e a própria Shimotsuki ter percebido isso e se assustado consigo própria provavelmente indica que o estado mental dela em algum momento vai subir demais e é isso que causará o fim dela. Em outras palavras, isso foi só um prenúncio do roteirista sobre o rumo do anime, e um prenúncio bem pouco sutil.

E ele está morto. Ter a perna arrancada não deveria fazê-lo cuspir sangue pela boca, mas assim o efeito visual é mais legal, né?

E ele está morto. Ter a perna arrancada não deveria fazê-lo cuspir sangue pela boca, mas assim o efeito visual é mais legal, né?

Graças ao outro novo executor, aquele que não morreu, que coincidente e convenientemente trabalhou naquela exata fábrica antes de ser preso por seu estado mental sujo e virar executor, Tsunemori e companhia conseguem destruir todos os drones atraindo-os para o mesmo local e causando uma grande explosão. Mas isso nem abalou Kamui: ele já estava partindo com sua recém adquirida coleção de dominators, e o programa aparentemente estava programado para alternar dos drones militares para os drones do próprio Departamento de Segurança Pública. Eles podem não ter armamento pesado, mas podem atropelar e dar choques violentos nas pessoas. Esse novo desafio contudo não dura muito, já que a equipe de apoio que estava no quartel da Segurança Pública consegue rapidamente terminar um programa que modificava o “jogo”, mostrando as cenas reais ao invés de uma representação inofensiva meio debilóide. Ao verem pessoas reais sendo feridas e mortas, os jogadores abandonaram o jogo e ficaram com seu próprio estado mental perturbado. Talvez Kamui tenha uma mente incrivelmente calculista e adivinhou que essa seria a solução do Departamento de Segurança, e essa era a sua intenção. Agora eles terão que lidar com a piora do estresse de área em vários lugares da cidade, e o Saiga até se dá ao trabalho de nos dizer que “é como se Kamui quisesse expôr todos os defeitos de Sybil”. Gênio! Só não mais genial que Tow Ubukata, o roteirista, com essa sutileza cativante com a qual ele dá pistas sobre o andamento do enredo.

Um inspetor da Divisão 3 a menos

Um inspetor da Divisão 3 a menos

Então tá, Kamui quer “expôr todos os defeitos de Sybil”. Eu também quero! Aliás, queria que a Tsunemori fizesse isso, mas ela não vai fazer. Sério, não vai mesmo, pela sinopse do filme (falo mais sobre isso depois) é impossível que ela faça isso nessa temporada. Ela tem elementos para isso desde o fim da primeira temporada, mas ela não liga, parece. Da mesma forma como Sybil parece não ligar para o caos que Kamui está causando. Aliás parece não ligar nem para a existência de Kamui. Mas não me sai da cabeça como Kamui tem acesso a tudo o que tem e como ele tem todas as habilidades que ele tem. Ele hackeou os militares e o Departamento de Segurança! Por outro lado, por que os funcionários do Departamento de Segurança, embora sejam os olhos e mãos de Sybil, literalmente, podem tão pouco? Eles descobriram em qual servidor estava rodando o jogo, e era um servidor do governo, isso deveria ser suficiente para eles poderem fazer apenas uma ligação e o problema ser resolvido. Mas que nada, eles tiveram que hackear o sistema por conta própria, e aposto que isso vai voltar para morder a bunda deles depois.

Pelo menos esses drones parecem felizes

Pelo menos esses drones parecem felizes

Pode Kamui estar aliado à Sybil? Tudo pode, nada é impossível. Apenas acho pouco provável porque “expôr todos os defeitos de Sybil” não deveria ser um objetivo de Sybil. Talvez tenham se enganado, e o objetivo não é esse? Ainda assim, ele matou vários executores, inspetores, e roubou muitas dominators. Se Sybil estivesse do mesmo lado que Kamui, seria muito mais fácil apenas lhe dar todas as dominators que fossem necessárias. Sobre Togane acho que me enganei. Eu disse no artigo anterior que ele provavelmente havia sido infiltrado por Sybil para observar Tsunemori para produzir novas drogas, mas nesse episódio ele disse estar lá para conseguir de alguma forma sujar o estado mental dela. Não que isso também não possa ser usado em uma pesquisa para produção de remédios, ou que mesmo apenas sujar o estado mental de Tsunemori não poderia ser do interesse de Sybil também de alguma forma misteriosa, mas acho que essa hipótese fica muito mais frágil agora. Ele é só mais um maluco com motivações malucas para fazer maluquices. Mas acho que está funcionando: no final do episódio Tsunemori enxergou o desaparecido executor Kougami em Togane. Se o objetivo dele é abalar Tsunemori, tenho certeza que ele fez a lição de casa e descobriu que a melhor forma seria ocupando o lugar que um dia foi de Kougami, porque na posição de Kougami provavelmente será mais fácil fazê-la ter uma piora de seu estado mental. A dica de que pelo menos ele está tentando se passar por Kougami ou que mesmo se ele não estiver tentando a Tsunemori está começando a enxergá-lo dessa forma foi dada, e de forma explícita até demais também, como se tornou costume nessa temporada de Psycho-Pass.

Kamui naturalmente é invisível para o sistema dos drones

Kamui naturalmente é invisível para o sistema dos drones

E encerro falando do filme. Segundo a sinopse do filme ele ocorre depois da segunda temporada do anime, e o Sistema Sybil continua firme e forte. Tão forte que começa a ser exportado para o resto do mundo. Me atrevo a dizer que era disso que Sybil falava no episódio anterior quando mencionou uma tal “evolução”. E Tsunemori continua firme e forte trabalhando para o Sistema Sybil. Vi na Haruhichan Network, Tem um vídeo também, dá uma olhada lá. Mas fico frustrado por saber que algumas coisas com certeza não irão acontecer para que essa sinopse seja possível, a não ser que eles estejam dispostos a fazer retcon, o que seria ainda pior.

Mais imagens:

Discussão